Expertise DC Logistics Brasil: Fresh and Frozen

Expertise DC Logistics Brasil: Fresh and Frozen

Seja na produção de frutas, carnes, grãos… Quando o assunto é o mercado Fresh and Frozen, o Brasil sempre aparece entre os primeiros dos rankings, abastecendo o mundo com esta variada gama de alimentos.

Mas, para que o país continue como referência no segmento, é importante que as operações de comércio exterior contem com parceiros logísticos que contribuam com estes resultados. Por isso, a experiência conta muito neste cenário.

Isso porque, as movimentações do mercado Fresh and Frozen exigem técnicas e legislações específicas. Afinal, estamos falando de cargas altamente perecíveis, onde qualquer descuido neste sentido pode colocar muito a perder.

Então, listamos informações que vão ajudar você a se manter atualizado sobre as exigências e a realidade do setor, baseadas em nossa expertise neste mercado. E ainda, você ficará um pouco por dentro da nossa expertise em Fresh and Frozen. Continue a leitura!

Fresh and Frozen: saiba mais sobre a participação do Brasil neste mercado

Que o Brasil é um dos líderes do agronegócio, você já sabe. Mas, sua participação no mercado Fresh and Frozen vai muito além disso. Pois, mais que plantar, criar e colher, o país se destaca como um dos maiores exportadores do mundo!

Sabe como a nação “verde e amarela” conseguiu crescer tanto neste segmento? Isso é fruto de um investimento antigo em tecnologias para se tornar autossuficiente na produção de alimentos, iniciada há mais de 60 anos, como conta a Apex Brasil.

Foi assim que o país se tornou referência na produção e exportação de carnes, frutas, doces, bebidas, entre muitos outros produtos do mercado Fresh and Frozen.

Abaixo estão alguns números sobre a exportação de alimentos, bebidas e o agronegócio brasileiro que surpreendem:

  • As proteínas brasileiras são enviadas para mais de 130 países. E aqui falamos desde as carnes bovinas gourmets, produzidas para a Europa, até as de frango e suínas, para atender principalmente aos mercados do Japão e Oriente Médio.
  • Os doces nacionais também ganharam fama pelo mundo. As bolachas brasileira estão presentes em mais de 80 países, incluindo Angola, Estados Unidos e Paraguai, enquanto as balas e chocolates são distribuídos em 120 nações, com destaque para América Latina, África e Leste Europeu.
  • A cachaça é o terceiro destilado mais consumido no mundo e faz muito sucesso entre alemães e norte-americanos.
  • Além disso, as vendas de cafés especiais do Brasil crescem continuamente e já representam 12% do mercado internacional. Não se esqueça que nosso país é o maior produtor e exportador destes grãos!

E nós também importamos no mercado Fresh and Frozen!

Mesmo com esta vasta cadeia produtiva nacional, o Brasil ainda importa muitos produtos do mercado Fresh and Frozen. São desde alimentos básicos da dieta brasileira, até os mais premium.

Aqui, podemos incluir grãos como arroz, feijão, e trigo, bastante presentes em nosso dia a dia. Isso porque, no caso do centeio, por exemplo, as condições climáticas do país não favorecem tanto a cultura – ainda que ela aconteça com predominância no Sul.

Além disso, outros alimentos de origem europeia e asiática são trazidos de fora. Este é o caso de figo, castanha, avelã, nozes, tâmaras, damascos, entre mais opções que ganham cada vez mais popularidade nas prateleiras, devido aos altos valores nutricionais.

E entre exemplos de proteínas importadas e bastantes populares está o bacalhau, consumido principalmente durante festividades como Páscoa e Natal, como também o salmão, valorizado no uso da culinária japonesa.

Para importar ou exportar, conte com a expertise da DC Logistics Brasil!

Agora que você já sabe mais sobre o cenário de importação e exportação Fresh and Frozen, vamos aos cuidados e exigências necessárias para estas operações de logística internacional.

Para começar, todas as empresas que realizam operações de comércio exterior com estes produtos precisam ser devidamente habilitadas pelas autoridades brasileiras, no caso, cumprindo com as exigências da Receita Federal.

Pois, desta forma, é possível garantir a qualidade e segurança dos produtos produzidos nacionalmente.

E, ainda falando em documentação, para exportar, você precisa da CVLEA, a Certidão de Venda Livre para Exportação de Alimentos, como também destes que listamos aqui no blog:

Expertise DC Logistics Brasil: Fresh and Frozen

Sobre a importação de alimentos e produtos de origem animal comestíveis, você precisa solicitar a autorização junto ao Governo Federal. Segundo as autoridades, a importação só ocorrerá quando estes produtos:

  • Procederem de países cujo sistema de inspeção sanitária foi avaliado ou reconhecido como equivalente pelo Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal;
  • Procederem de estabelecimentos habilitados à exportação para o Brasil;
  • Estiverem previamente registrados pelo DIPOA ou rotulados de acordo com a legislação específica e vierem acompanhados de certificado sanitário expedido por autoridade competente do país de origem, nos termos acordados bilateralmente.

Expertise DC Logistics Brasil: Fresh and Frozen

Conheça a expertise da DC Logistics Brasil para o mercado Fresh and Frozen

Você precisa de um transporte eficiente e armazenagem adequadas para importar e exportar no mercado Fresh and Frozen. E com nossa expertise neste mercado, isso é possível!

As soluções completas da DC Logistics Brasil garantem a segurança das cargas do início ao fim de suas jornadas, já que estes produtos exigem um controle minucioso das condições de transporte. Portanto, transportar no mercado Fresh and Frozen é uma tarefa para quem entende.

Então, durante toda a movimentação, trabalhamos para garantir a integridade da carga. Cuidados de todos os cuidados que diminuem riscos e garantem produtos frescos à mesa dos consumidores.

Por isso, quem escolhe trabalhar com as soluções completas da DC Logistics Brasil em Fresh and Frozen, sabe que pode contar com vantagens como:

  • Operações simplificadas, eficientes e com muita agilidade;
  • Profissionais experientes e capacitados para lidar com todos os requisitos que uma operação de mercadoria perecível, como essa, exige;
  • Follow up claro, transparente, objetivo e flexível de acordo com as necessidades de cada cliente;
  • Rede de networking logístico diferenciada;
  • Embarques consolidados regulares que proporcionam o melhor transit time com o menor custo.

Quer saber mais? Entre em contato e solicite uma cotação sem compromisso! Estamos à disposição para atender aos seus desafios com soluções completas e muita confiança na logística internacional.

Cotação DC Logistics Brasil

FONTES:

Apex Brasil – https://www.apexbrasil.com.br/alimentos-bebidas-e-agronegocio#:~:text=O%20Brasil%20fornece%20desde%20carne,Angola%2C%20Estados%20Unidos%20e%20Paraguai.

Governo Federal – https://www.gov.br/agricultura/pt-br/internacional/importacao/animal/produtos-de-origem-animal-comestiveis/autorizacao-de-importacao

DC Logistics Brasil – https://dclogisticsbrasil.com/exportacao-de-alimentos/

SINDASP – https://www.sindaspcg.org.br/index.php/2019/07/04/uh-no-070-19-autorizacao-de-importacao-mapa/

Panorama do transporte marítimo internacional 2020/2021

Panorama do transporte marítimo internacional 2020/2021

Está acompanhando o atual cenário do transporte marítimo internacional? Isso porque, diante dos acontecimentos dos últimos meses, essa análise mais de perto é essencial para operações mais equilibradas.

Pensando nisso, apresentamos neste conteúdo um panorama com os principais dados de 2020 e 2021. São informações que vão te ajudar a se atualizar sobre o cenário e antecipar a tomada de decisão.

Neste momento de fretes mais altos e demanda paralisada em mercados com grande movimentação, é importante que você saiba como lidar e manter a lucratividade nas suas negociações. Continue a leitura!

Como esteve o transporte marítimo internacional em 2020?

Apesar da imprevisibilidade e todas as dificuldades do momento, a retomada do transporte marítimo internacional foi considerada exponencial, como observado no episódio 10 do podcast DC Talk.

Nesta realidade, a grande variação de fretes no transporte marítimo internacional, por exemplo, foi um desafio muito importante na logística em 2020.

E isso foi motivado, principalmente, devido às condições de isolamento social e os famosos “lockdowns” pelo mundo, que paralisaram muitas atividades e reduziram operações. Entre junho e agosto, por exemplo, os volumes de carga foram bastante baixos.

Entretanto, para dar vazão a alta demanda nos períodos com mais oportunidades, armadores também trabalharam muito resolvendo questões como falta de espaços, ou ainda disponibilizando navios extras e equipamentos, além de balancear estoques para atendimento de todas as regiões.

Como o modal está navegando em 2021?

Mesmo com a situação mais normalizada que no ano passado, com mercados mais fortes e cenários mais positivos, tudo ainda é bastante incerto, pois a pandemia continua.

Hoje diversos mercados estão importando soluções para recuperarem seus estoques. Isso porque, os negócios querem seguir em frente com menos riscos de parada de atividades por falta de insumos ou matéria-prima, como ocorreu no ano passado.

Logo, estas estratégias contribuem com o aumento no volume de carga no transporte marítimo internacional. Mas ainda é importante vencer outros problemas no modal, como, por exemplo, a falta de contêineres. Esta questão está diretamente relacionada às movimentações da Ásia.

Pois muitos contêineres estavam parados lá sem previsão de saída, o que afetou o balanceamento dos equipamentos. Agora que o país está retomando suas operações “a todo vapor”, demanda mais transportes.

E isso influencia diretamente nos custos do frete. Conforme publicado pela Folha de São Paulo, por exemplo, o frete da China para Santos bateu recorde histórico em janeiro, de até US$ 9.000 por contêiner de 40 pés. Este valor equivale a multiplicação de cinco vezes a média cobrada.

Falando em janeiro de 2021, como também abordado pela Folha, o Porto de Santos bateu recorde de movimentação neste mês, alcançando 338,5 mil TEUs. O resultado é 10,5% maior que o registrado em janeiro de 2020.

Isso tudo reflete diretamente no aumento dos custos da importação, afetando inúmeros setores, principalmente o automobilístico, que depende muito de soluções vindas do exterior.

E ainda, impacta até mesmo o mercado de Pharma & Healthcare, em um momento em que a vinda de insumos para produção de vacinas e outras necessidades do combate ao coronavírus se faz tão necessário.

E a exportação?

Já na exportação, como observado pelo presidente da AEB (Associação de Comércio Exterior do Brasil), José Augusto de Castro, este cenário gera poucos impactos.

Para ele, ainda segundo a Folha, como o país exporta mais commodities, transportadas em navios graneleiros, não há tantas dificuldades.

Entretanto, aqui, a alta no valor dos combustíveis e do diesel usado no transporte terrestre devem ser considerados, pois influenciam no transporte marítimo internacional.

Não deixe que esta realidade afete sua lucratividade

O transporte marítimo internacional ainda tem se mantido como uma das opções mais interessantes entre os modais para alguns mercados, pois apresenta as seguintes características:

  • Modal mais utilizado no comércio exterior;
  • Dispõe de armazenagem e distribuição física;
  • Capacidade de carga maior;
  • Custo menor de transporte;
  • Tempo de trânsito longo;
  • Baixo custo de carregamento;
  • Percorre longas distâncias;
  • Alto custo no seguro de cargas;
  • Baixo risco de avarias nas mercadorias.

Entretanto, como já reforçamos em nosso blog, no conteúdo sobre manifesto de carga na importação marítima, o transporte marítimo internacional tem sido cada vez mais desafiador.

Isso porque, desde o ano passado, devido ao cenário influenciado pela pandemia, existem muitas dificuldades que impactam o modal.

Porém, vencê-las é possível. Neste panorama, listamos tudo o que aconteceu e o que está por vir. E agora, mostramos como se preparar para não deixar que estes resultados impactem seus negócios ao importar e exportar.

Para começar, é essencial contar com parceiros experientes. Porque isso garante a segurança das movimentações, como a equipe da DC Logistics Brasil.

Sendo assim, com a experiência da nossa equipe no transporte marítimo internacional, as cargas são entregues com muita agilidade e com o melhor custo-benefício, inclusive em momentos difíceis como da atualidade.

Portanto, para contar com nossa expertise, qualidade e segurança em todas suas operações marítimas, solicite uma cotação de frete conosco sem compromisso agora!

Cotação DC Logistics Brasil

FONTES:

DC Talk – https://open.spotify.com/show/1KEu3vlCeKC6jZEG5tHb1D?si=wdxwtBnFR12lQG0TijG2fw

Folha de São Paulo – https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2021/03/caos-no-transporte-maritimo-e-mais-um-obstaculo-para-industria-brasileira.shtml

E-book “Como escolher o melhor modal para a logística de produtos”, DC Logistics Brasil – https://dclogisticsbrasil.com/utilitarios/ebooks/

 

 

 

Desenvolvimento Sustentável: entenda como ele é trabalhado na DC Logistics Brasil!

Desenvolvimento Sustentável: entenda como ele é trabalhado na DC Logistics Brasil!

Você sabe como colocamos em prática o nosso compromisso com o Desenvolvimento Sustentável? Por meio do nosso Programa de Responsabilidade Socioambiental. 

Portanto, neste conteúdo, queremos mostrar as ações que realizamos para melhorar o meio ambiente e gerar resultados que beneficiam comunidades de diversas localidades. 

Pois assim esperamos inspirar você a também adotar iniciativas que contribuam para um futuro melhor, dentro e fora dos negócios. 

Afinal, o Desenvolvimento Sustentável é uma escolha do presente que contribui com a evolução do mundo e leva mais qualidade de vida para todos. Confira como trabalhamos isso em nosso dia a dia!

Por que trabalhamos pelo Desenvolvimento Sustentável na DC Logistics Brasil?

Antes de mais nada, é importante saber que o nosso compromisso com o meio ambiente e a comunidade segue colhendo bons frutos. Por isso, temos muito orgulho em apresentar a parceiros como você os diversos projetos de Desenvolvimento Sustentável em que estamos inseridos.

Isso porque o planeta já está correndo muitos riscos devido à alta emissão de poluentes, em todos os setores.

Então, veja estes dois dados levantados por estudo recente do Programa Mundial de Pesquisa Climática, compartilhado pelo Portal G1:

  • Para começar, a taxa atual de emissão de CO₂ poderá duplicar gases poluentes na atmosfera até o ano de 2080;
  • Isso pode desencadear um aquecimento médio de 2,6°C a 4,1°C, que resultaria em mais de 1°C acima da média prevista pela comunidade científica em 2015.

Logo, para tentar reverter este quadro e amenizar o impacto ambiental gerado por todas as nossas atividades, criamos o Programa de Responsabilidade Socioambiental. Com ele, apoiamos e auxiliamos ações de melhorias da qualidade de vida de inúmeras regiões do Brasil.

Desta forma, nós colocamos em prática atitudes que fazem a diferença em diversas localidades. Além disso, também aplicamos o comprometimento com o Desenvolvimento Sustentável em ações internas, ou seja, no nosso próprio dia a dia.

Sendo assim, estimulamos nossos colaboradores, clientes e fornecedores a valorizarem o meio ambiente na cadeia logística. Agora, você vai conhecer algumas das diversas atividades que realizamos e apoiamos.

Desenvolvimento Sustentável: entenda como ele é trabalhado na DC Logistics Brasil!

O desenvolvimento sustentável é uma escolha do presente que contribui com a evolução do mundo

 

Plantio DC: mais de 38 mil árvores plantadas!

Criado em 2010, o Plantio DC é uma ação ecológica que desde então já resultou em 38.621 árvores plantadas. Em 2020, o projeto bateu o recorde de 5.041 novas árvores, o maior plantio de todo o período! Assista ao vídeo e saiba mais sobre os últimos resultados do projeto!

E sabe como este projeto acontece? Pois todos os anos, durante um mês, cada carga fechada com a DC Logistics Brasil neste período, uma árvore é plantada.

Motivos para você dar mais importância às árvores:

  • Primeiramente, são elas que providenciam o oxigênio necessário para nossa existência;
  • Além disso, elas retêm o CO₂ liberado na atmosfera;
  • Também ajudam a reduzir a poluição sonora, além dos ventos e mantêm as chuvas regulares;
  • Desta forma, ainda fornecem alimentos, sementes, fibras, madeira, látex, resinas e pigmentos, sendo que todos muito usados no dia a dia;
  • Para completar, reduzem o consumo de energia, de forma com que mantêm a umidade do ar;
  • E ainda promovem ambientes sombreados, mais apropriados ao lazer e também ajudam no equilíbrio da temperatura;
  • Concluindo, contribuem para a saúde do solo, pois, assim, evitam a erosão com suas raízes.

Conheça mais 10 ações sustentáveis apoiadas pelo Programa de Responsabilidade Socioambiental:

Jardim Utilitário

Para começar, saiba que cuidamos de hortas com plantas comestíveis populares na culinária brasileira e disponíveis para uso do público em espaços comuns, regando com água reaproveitada da chuva.

Lacre Amigo

Além disso, apoiamos este projeto que promove a arrecadação de lacres de alumínio que são trocados por cadeira de rodas para pessoas ou entidades carentes.

Eu Amo PET

Continuando, por meio da reciclagem de tampinhas de garrafas plásticas, reunidas por nossos colaboradores, neste projeto são gerados recursos usados para resgate, alimentação e outros cuidados com animais de retirados das ruas.

Revolusolar

Para completar, colaboramos com esta iniciativa na favela da Babilônia, Rio de Janeiro, que promove o desenvolvimento sustentável por meio da energia solar.

Casa de Acolhimento Madre Teresa

Desde 2021, nos tornamos apoiadores da gestão autossustentável deste hospital, que realiza projetos de voluntariado e responsabilidade social.

Operação Arco-íris

Além disso, desde 2019 ajudamos a iniciativa a levar uma nova realidade para crianças e adolescentes por meio da arte circense do palhaço em hospitais.

Associação Zagaia Amazônia

Ajudamos a organização que desenvolve projetos na área de economia criativa no Norte do país, por meio da criação de artesanato, gastronomia e turismo, integrando socialmente mulheres indígenas na geração de renda.

Casa de Arte de Educar

Esta organização nos morros da Mangueira e Macacos, no Rio de Janeiro, recebe nosso apoio para melhorar o sistema educacional local com ações que integram a comunidade e professores.

Associação Pássaros de Luz

Desde 2014, oferecemos suporte à esta entidade sem fins lucrativos, que preza pela Educação Condutiva com atendimento personalizado para pessoas com sequelas de lesões cerebrais.

Associação de Amigos dos Autistas de Blumenau e Microrregião (AMA)

Esta ONG que apoiamos proporciona o tratamento especializado e multidisciplinar, tanto escolar, quanto social, para autistas e suas famílias.

E a nossa lista ainda vai muito longe! Portanto, para conhecer todas as entidades e projetos beneficiados pela DC Logistics Brasil, acesse nosso site aqui.

Reconhecimentos

Desenvolvimento Sustentável: entenda como ele é trabalhado na DC Logistics Brasil!

Também não podemos deixar de celebrar os reconhecimentos que recebemos pelas nossas ações de responsabilidade socioambiental.

Uma delas, por exemplo, é o Selo Bronze da Ecovadis. Desta forma, esta plataforma colaborativa realiza o monitoramento do desempenho em desenvolvimento sustentável de seus fornecedores, em 150 setores e 110 países e nos certificou pelas práticas adotadas.

Também somos signatários do Movimento Nacional ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) de Santa Catarina, que é pautado pelas orientações da ONU (Organização das Nações Unidas). Desta forma, agregamos mais credibilidade às ações que contribuem com o rumo de uma sociedade melhor, no sentido ambiental e social.

Além disso, também somos associados à Absolar (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica). E, desta maneira, contribuímos com a promoção da energia renovável no Brasil e exterior. Por isso, somos reconhecidos por garantir a segurança, profissionalismo e qualidade em todos os nossos processos logísticos.

Consciência ambiental dentro de casa!

Desenvolvimento Sustentável: entenda como ele é trabalhado na DC Logistics Brasil!

A sede da DC Logistics Brasil em Itajaí, Santa Catarina, é uma prova de como priorizamos o desenvolvimento sustentável

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Então, se você acredita que nossas ações em prol do Desenvolvimento Sustentável se limitam ao lado de fora da DC Logistics Brasil, está enganado. Isso porque “dentro de casa” nós também adotamos diversas práticas que fazem a diferença no mundo.

Primeiramente, o projeto da nossa sede em Itajaí/SC foi construído para reduzir inúmeros impactos ambientais, conforme listado pela assessoria de imprensa da Arbos Arquitetura, que assina a construção.

Continuando, a obra baseou-se em estudos climáticos, que consideraram desde a irradiação do sol na fachada do prédio até outras alternativas para promover melhor eficiência energética, economizar água e manter o conforto termoacústico, por exemplo.

Logo, foram mais de dois anos de trabalho arquitetônico no desenvolvimento deste prédio, que ainda teve custo estimado de 2% a 6% maior que uma construção não sustentável. Entretanto, a economia gerada com a operação e manutenção garante o retorno do investimento da obra.

Estas são algumas das soluções presentes na construção da nossa sede:

  • Primeiramente, saiba que nossos Green Roofs que contribuem para a redução das ilhas de calor e proporcionam conforto térmico;
  • Além disso, o uso de materiais para toda a superfície do terreno 100% drenante como gramados, ecopavimento e calçadas em paver;
  • Acima de tudo, nossa estrutura para captação de água das chuvas possibilita a irrigação dos jardins;
  • Além disso, 75% de área de fachada ventilada na ampliação do edifício, diminuindo o ganho de calor pela envoltória e economizando no consumo de ar-condicionado internamente;
  • Completando, 45% de área envidraçada na fachada total do edifício permitindo a iluminação natural;
  • E outros 85% das áreas de trabalho permitem o aproveitamento de iluminação natural;
  • Forro removível de placas acústicas e térmicas nas áreas de trabalho, o que facilita a manutenção e ainda permite flexibilidade de layout e menor consumo de energia do sistema de distribuição de ar-condicionado;
  • Luminárias de alta eficiência, lâmpadas de baixa potência, utilização de luzes com lâmpadas LED para iluminação externa;
  • Sistema central de condicionamento de ar de alta eficiência, composto por dois chillers elétricos e um de absorção a gás natural. Este último reduz o gasto energético em horário de pico de tarifação;
  • Sistema de ventilação natural tipo efeito chaminé nas áreas de circulação o que dispensa o uso de ventilação forçada de ar-condicionado;
  • Áreas para depósito central de resíduos recicláveis e não recicláveis.

Desta forma, esperamos que todas as iniciativas apresentadas aqui contribuam com a criação de insights que também possam fazer a diferença no seu dia a dia.

Isso porque, assim podemos levar ainda mais qualidade de vida para o futuro do nosso mundo. Então, junte-se a nós nesta jornada pelo Desenvolvimento Sustentável na cadeia logística.

Se você quer se manter atualizado sobre as notícias do mercado de Comex, clique abaixo e se inscreva gratuitamente em nossa newsletter!

FONTES:

Portal G1 – https://g1.globo.com/natureza/noticia/2020/07/23/taxa-atual-de-emissao-de-co2-podera-duplicar-gases-poluentes-na-atmosfera-ate-2080-e-elevar-temperatura-diz-estudo.ghtml

Plantio DC – https://www.plantiodclogisticsbrasil.com/

Oficina das Palavras – https://grupoodp.com.br/dc-logistics-brasil-aposta-na-arquitetura-sustentavel-na-ampliacao-do-escritorio/

DC Logistics Brasil – https://dclogisticsbrasil.com/programa-de-responsabilidade-socioambiental/

 

Entenda como um agente de carga com Certificação OEA pode contribuir nas suas operações logísticas!

Entenda como um agente de carga com Certificação OEA pode contribuir nas suas operações logísticas!

Muito se fala sobre a Certificação OEA (Operador Econômico Autorizado) e sua valorização na logística internacional. Mas, você sabe como ela influencia em operações de importação e exportação?

A Certificação OEA qualifica os profissionais que atuam no Brasil para elevar o fluxo do comércio exterior e este reconhecimento atesta fatores como a agilidade dos processos, a segurança e credibilidade no setor e a qualidade das operações.

Ou seja, para conquistar a Certificação OEA, é importante atender à rígidas exigências da cadeia logística. E quando estes não são cumpridos corretamente, suas operações podem ser prejudicadas.

Então, aqui você vai entender melhor como um agente de carga com Certificação OEA pode contribuir com suas operações, promovendo um fluxo logístico que atenda prazos e suas necessidades com máxima confiança. Confira!

Tudo o que você precisa saber sobe a Certificação OEA

Para começar, entenda o que é o Programa Brasileiro de Operador Econômico Autorizado. De acordo com definição do Siscomex, esta é “uma medida fundamental para a facilitação dos procedimentos de controle do fluxo de mercadorias, tanto no país, quanto no exterior”.

O programa concede benefícios de acordo com a modalidade da certificação, a função do operador na cadeia logística ou o grau de conformidade aferido.

Então, após comprovar o cumprimento dos requisitos e critérios do programa, o operador recebe a Certificação OEA e torna-se um parceiro estratégico da Receita Federal. Assim, é possível atestar que o beneficiado por este reconhecimento é um operador que:

  • Atua com baixo risco;
  • É confiável;
  • Tem benefícios junto a Aduana Brasileira;
  • Trabalha com maior agilidade;
  • Garante maior previsibilidade de suas cargas nos fluxos do Comex.

O programa brasileiro baseia-se nos padrões internacionais, reconhecidos pela Organização Mundial de Aduanas (OMA) e pela Organização Mundial do Comércio (OMC).

Sendo assim, a Certificação OEA dialoga com programas de outros países, como Estados Unidos e China. Isso permite  o tratamento diferenciado aos exportadores certificados do Brasil, aplicado ao realizar o desembaraço da mercadoria na importação, por exemplo.

Entenda como um agente de carga com Certificação OEA pode contribuir nas suas operações logísticas!

A certificação OEA dialoga com programas de outros países, garantindo benefícios aos operadores também no exterior.

Como a certificação OEA beneficia as importações e exportações

Ainda segundo o Siscomex, a Certificação OEA contribui com a concessão de benefícios para facilitar os procedimentos aduaneiros, tanto no país, quanto no exterior.

Por isso, o agente de carga pode garantir maior agilidade nos procedimentos aduaneiros e de controle físico por órgãos anuentes. E, assim, contribui para a redução de prazos e custos das empresas que operam no comércio exterior.

O que você tem a ganhar com um operador OEA na sua logística internacional?

Conforme listado pelo portal FazComex, um operador OEA pode agregar muitas vantagens às operações de comércio exterior. Estas são algumas das principais:

  • As vantagens da certificação contribuem para operadores atuarem por seus negócios com mais agilidade e melhor previsibilidade;
  • Além disso, quanto mais operadores buscarem aderir ao programa, melhor será a qualidade dos serviços logísticos oferecidos para a sua importação e exportação;
  • O programa permite a criação de ARM (Acordos de Reconhecimento Mútuo), que aumentam a valorização dos interesses dos negócios nacionais nas operações internacionais;
  • Ainda possibilita uma modernização das operações aduaneiras, cuja expansão tecnológica resulta em mais segurança para suas movimentações.
  • E os operadores OEA garantem melhores resultados às suas negociações, pois só recebem a certificação quando atendem exigências de alto nível, para garantir o alcance de seus objetivos;
  • Isso diminui os riscos ao importar e exportar e contribui com o melhor andamento da cadeia logística no geral.

Todavia, isso só é alcançado quando os operadores atendem às expectativas da Receita Federal. As principais delas, também compartilhadas pelo FazComex, são:

  • Verificar constantemente a segurança das operações por meio da observação e documentações;
  • Garantir a consistência e continuidade dos processos documentados;
  • Buscar o constante aumento da automação, adaptabilidade e eficiência da logística internacional;
  • Comprometimento com a confiabilidade, por meio de realização de auditorias e testes, tanto internos, quanto externos, para prestação de contas e checagens;
  • Suporte de alta administração, focado em melhorias contínuas e no fornecimento de recursos adequados para os clientes.

Na DC Logistics Brasil, nós somos OEA!

O comprometimento e confiabilidade fez a DC Logistics Brasil ser reconhecida pela Receita Federal Brasileira como operador logístico com certificação OEA. Ela foi oficializada e publicada no Diário Oficial da União em 26 de dezembro de 2017.

Portanto, isso nos possibilita garantir a segurança, confiabilidade e eficiência que você precisa para suas operações de comércio exterior. Logo, esta certificação reforça a nossa credibilidade e comprova a qualidade do nosso trabalho.

E se você quer contar com nossa expertise, qualidade e segurança em todas suas operações, clique abaixo e solicite uma cotação de frete conosco sem compromisso!

Cotação DC Logistics Brasil

FONTES:

Siscomexhttp://siscomex.gov.br/informacoes/operador-economico-autorizado-oea/

Receita Federalhttps://www.gov.br/receitafederal/pt-br/assuntos/aduana-e-comercio-exterior/importacao-e-exportacao/oea, https://www.gov.br/receitafederal/pt-br/assuntos/aduana-e-comercio-exterior/importacao-e-exportacao/oea/beneficios-do-programa-oea

 

 

 

Cenário sobre o mercado Healthcare no Brasil!

Cenário sobre o mercado Healthcare no Brasil!

Como você está acompanhando o mercado Healthcare? 2021 será um ano divisor de águas para este setor, tanto no cenário nacional, como no exterior.

 Isso porque, o segmento está sendo diretamente impactado pela pandemia do novo coronavírus. Logo, além dos desafios que já eram enfrentados no setor de Healthcare, novos surgiram, exigindo mudanças repentinas e atualizações em tempo real.

 Nesse sentido, o cenário atual exige estratégias assertivas na forma como os insumos e produtos são importados e exportados.

 Por isso, é importante acompanhar de perto as novidades e tendências, para se antecipar às adversidades e manter o bom desempenho dos negócios.

E, pensando nisso, trouxemos neste conteúdo as principais informações do mercado Healthcare, e ainda listamos alguns pontos de atenção que refletem diretamente na qualidade da logística relacionada a esta área. Confira!

Entenda melhor o mercado Healthcare

Quando falamos de Healthcare, estamos discutindo um setor que envolve muitas áreas de atuação. Desde hospitais, clínicas médicas, laboratórios à fabricação de máquinas e equipamentos, planos de saúde e matérias-primas para produção de insumos e medicamentos.

Desta forma, é um amplo segmento de negócios, que mantêm a qualidade de vida e bem-estar da população mundial. E em um momento em que essa é uma prioridade, devido à pandemia, o setor está lidando com muitos desafios, enquanto trabalha pela vida das pessoas e pela busca de oportunidades.

Ao mesmo tempo em que ocorre uma grande mudança de comportamento e aumento na demanda por produtos Healthcare, existe também uma maior busca por insumos e matérias-primas. Isso impacta, diretamente, a importação e exportação do setor.

Uma prova disso está na matéria do site NSC Total, na qual são citados dados do relatório “Inovação – Tendências em Healthcare para a indústria ficar de olho em 2019”. O conteúdo observa que o segmento movimenta R$ 117,1 bilhões ao ano, e que apresenta expectativa de crescimento de 2,6% a 3,6%.

Sendo assim, listamos as principais análises da importação e exportação relacionadas à Healthcare, para que você não perca oportunidades no cenário atual.

Importação

Hoje, conforme afirma publicação da CNN Brasil, a indústria farmacêutica está entre as 10 maiores do mundo. Entretanto, o país ainda importa 90% da matéria-prima usada na fabricação de medicamentos e vacinas.

E, segundo o portal O Globo, as importações de matérias-primas e medicamentos para saúde no Brasil chegaram a R$ 100 bilhões em 2020.

Apesar de o país ser referência na fabricação dos produtos imunizantes, ainda existe uma necessidade de consumir do mercado estrangeiro por uma questão estrutural, remanescente das decisões governamentais da década de 1980.

Entretanto, hoje se investe cada vez mais em pesquisa e no desenvolvimento de soluções internas, como forma de repensar processos e otimizar logísticas no segmento Healthcare. Para que, assim, a ciência nacional avance junto a velocidade necessária para atender à saúde pública.

Exportação

O mercado internacional tem visto com bons olhos as soluções brasileiras de dispositivos e produtos da área de saúde, como equipamentos médicos e odontológicos, biotecnologias e produtos para higiene pessoal, perfumes e cosméticos.

Em matéria do Grupo Mídia, afirma-se que as exportações de dispositivos médicos somaram US$ 338 milhões em 2020. Somente os Estados Unidos, por exemplo, adquiriram US$ 91 milhões nestas soluções.

Isso porque, houve uma grande busca por EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) nacionais para atender à luta contra a pandemia no exterior.

Os reagentes e analisadores para diagnóstico in vitro, por sua vez, foram exportados 82% a mais no primeiro semestre que em comparação ao mesmo período em 2019. Houve destaque também para as exportações de mobiliário hospitalar.

De acordo com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), os altos investimentos do setor estão elevando a visibilidade da indústria brasileira em relação aos clientes estrangeiros.

Hoje, ainda segundo a Apex-Brasil, os principais destinos são América do Norte, Europa (principalmente Leste Europeu) e Oriente Médio.

O que você precisa saber para atuar com eficácia no mercado Healthcare?

Você se lembra que, recentemente, publicamos em nosso blog dicas sobre como manter a alta eficiência no mercado de Pharma & Healthcare? Este foi só o começo de tudo o que temos a compartilhar.

Queremos dar continuidade ao assunto, pois a distribuição das vacinas, insumos e produtos de Pharma & Healthcare seguem movimentando a logística internacional em 2021.

Sendo assim, é importante que você priorize ao importar e exportar:

  • Cuidados especiais: exija que os transportes atendam às suas necessidades, desde a temperatura e conservação até estratégias de manuseio, para evitar danos às cargas e manter a elevada conservação de insumos, EPIs, equipamentos e medicamentos, incluindo os químicos mais perigosos;
  • Monitoramento: acompanhe em tempo real todo o trajeto das cargas de Healthcare, de preferência com rastreabilidade e monitoramento 24/7;
  • Documentação: confie em profissionais que tenham o know-how necessário para orientar e trabalhar com todas as exigências internacionais e cumprir com todos os regulamentos nas operações, evitando assim riscos de penalidades ou atrasos pela falta de registros legais essenciais;
  • Agilidade: é importante priorizar prazos de entregas e a velocidade quando se tratam de produtos de Healthcare. Entretanto, para reduzir riscos de atrasos e perdas, devem ser utilizadas ferramentas tecnológicas, que permitem mais assertividade às atividades.

Todos estes pontos de atenção são prioridade nas operações de importação e exportação realizadas pela DC Logistics Brasil. O cuidado e agilidade que você busca para a logística de transporte para Pharma & Healthcare estão em nossas soluções.

Quer saber mais? Entre em contato conosco e solicite uma cotação de frete sem compromisso!

 

Rafael BelfioreRafael

Sales & Vertical Pharma

DC Logistics Brasil

São Paulo/São Paulo

Tel: + 55 (11) 4569 4923

 

 

 

 

FONTES:

DC – https://www.nsctotal.com.br/noticias/o-mercado-de-healthcare-no-brasil

CNN Brasil – https://www.cnnbrasil.com.br/saude/2021/01/30/brasil-importa-90-da-materia-prima-para-a-producao-de-medicamentos

O Globo – https://oglobo.globo.com/sociedade/saude/fiocruz-importacoes-de-materias-primas-medicamentos-para-saude-no-brasil-chegaram-r-100-bilhoes-em-2020-1-24870907

Grupo Mídia – https://grupomidia.com/hcm/importacoes-e-exportacoes-de-dispositivos-medicos-crescem-212-e-168-respectivamente-no-primeiro-semestre/

Apex-Brasil – https://portal.apexbrasil.com.br/noticia/CRESCEM-EXPORTACOES-DO-BRAZILIAN-HEALTH-DEVICES/ e https://www.apexbrasil.com.br/tecnologia-e-saude

DC Logistics Brasil – https://dclogisticsbrasil.com/pharma-healthcare-o-que-precisa-saber-para-atuar-com-eficacia/

 

 

 

DC Logistics Brasil apresenta ao mercado sua mais nova aposta: Vertical Pharma

DC Logistics Brasil apresenta ao mercado sua mais nova aposta: Vertical Pharma

Os desafios para a cadeia fria de suprimentos são muitos e pensando nisso a DC traz ao mercado seu mais novo projeto.

O Brasil é o 6º maior mercado farmacêutico do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, China, Japão, Alemanha e da França. É também o 3º maior mercado consumidor, IQVIA 2017. É nesse cenário que a DC Logistics Brasil, com 26 anos de existência e abrangência nacional apresenta ao mercado a criação de uma estrutura Vertical para o atendimento especializado no mercado de Pharma & Healthcare.

O produto idealizado e desenvolvido para o mercado de healthcare & pharmaceutical industry foi pensado para atender às necessidades dos nossos clientes e, também, àqueles em potencial. As divisões foram feitas com base no benchmark em relação aos nossos principais concorrentes globais.

“Sentimos a necessidade de criar essa linha vertical na empresa, pois com a demanda crescente pelo transporte dessa commodity e a dificuldade que os exportadores e importadores encontram junto aos players globais se fez necessária essa maior aproximação através de um agente 100% nacional.”

Industrias atendidas:

  • Medical supplies & equipment;
  • Animal drugs-personal care;
  • Infant formula categories.

O objetivo é oferecer uma otimização de rede usando técnicas avançadas de modelagem através dos nossos especialistas que analisam o número, tamanho e localização dos centros de distribuição.

Eles também buscam oportunidades para reduzir as despesas operacionais, lidar melhor com as flutuações sazonais em volumes e melhorar o posicionamento do estoque em relação à previsão. Gerenciamento internacional de rotas com base em nossas operações globais e especialistas locais, nossa equipe pode aprimorar as rotas para alcançar custos mais baixos com prazos de entrega previsíveis. Isso, por sua vez, ajudará a reduzir os estoques de segurança e, ao mesmo tempo, melhorar as rotações de estoque.

Diagnóstico da cadeia de suprimentos através da aplicação das mais recentes ferramentas de diagnóstico para fornecer vantagem competitiva estratégica, destacando áreas de força e aquelas que exigem melhorias em comparação com os pares da indústria. Alinhando necessidades estratégicas de negócios por meio do fornecimento de solução de torre de controle para garantir a visibilidade de ponta a ponta da cadeia de suprimentos em vários parceiros e o alinhamento da estratégia da cadeia de suprimentos.

Rafael Belfiore Rafael
Sales & Vertical Pharma
DC Logistics Brasil
São Paulo/São Paulo
Tel: + 55 (11) 4569 4923

Confira os 20 produtos brasileiros mais exportados em 2020!

Confira os 20 produtos brasileiros mais exportados em 2020!

O ranking mais esperado de 2020 está aqui! Chegou a hora de acompanharmos quais foram os produtos brasileiros mais exportados no decorrer do ano.

No ano passado, compartilhamos quais foram os produtos mais importados e exportados pelo Brasil em 2019 e seus impactos no comércio exterior nacional.

Então, dando continuidade ao balanço, trazemos aqui os números mais relevantes. Assim, é possível visualizar melhor a realidade do país nos últimos 365 dias, até mesmo identificando as mudanças que aconteceram frente ao cenário desafiador que vivemos, devido a pandemia.

 Você tem um palpite sobre quais foram os produtos brasileiros mais exportados em 2020? Continue a leitura!

O que mudou entre os produtos brasileiros mais exportados de 2019 para 2020?

No ano passado, conforme divulgado no blog, o Brasil exportou entre janeiro e outubro o total de US$ 185,54 bilhões. Os dados foram compartilhados pelo levantamento do Ministério da Economia, Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

Os dez produtos brasileiros mais exportados foram, nesta ordem: soja, petróleo, minério de ferro, celulose, milho, carne de frango, produtos manufaturados, carne bovina, farelo de soja e açúcar.

Em 2020, de acordo com dados divulgados pela Agência Brasil em outubro, as exportações nacionais somaram US$ 156,780 bilhões. Este número apresenta retração de 7% em comparação ao mesmo período de 2019.

Uma justificativa para estes resultados seriam as vendas da indústria de transformação, que caíram US$ 108,01 milhões. Por outro lado, as vendas da indústria extrativa aumentaram US$ 19,65 milhões, e as vendas referentes a agropecuária subiram US$ 5,38 milhões. O café não torrado e o minério de ferro seriam os produtos responsáveis por estes aumentos.

Sendo assim, é estimado um menor volume de comércio em 2020. Esta seria uma consequência dos impactos da pandemia do coronavírus. Ainda assim, o Ministério da Economia estima um saldo positivo de superávit de US$ 55 bilhões.

20 produtos brasileiros mais exportados em 2020

Apresentamos aqui os dados compartilhados pelo Comex Vix, levantamento do Ministério da Economia, sobre os principais resultados do comércio exterior brasileiro. Acompanhe a listagem dos produtos brasileiros mais exportados do Brasil entre janeiro e novembro de 2020.

1° Soja

Confira os 20 produtos brasileiros mais exportados em 2020!

Participação: 15% – Valor FOB: US$ 28,5 bilhões

O Brasil continua como segundo maior produtor de soja do mundo, registrando produtividade média de 3.362 kg por hectare, segundo a Embrapa.

2° Minério de ferro e concentrados

Participação: 12% – Valor FOB: US$ 22,7 bilhões

Entre as diversas riquezas do país está o minério de ferro. Desta forma, o Brasil abriga a quinta maior reserva do mundo, equivalente a 17 bilhões de toneladas, de acordo com dados do Educação UOL.

3° Óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos crus

Participação: 9,4% – Valor FOB: US$ 18 bilhões

Além disso, outro destaque do setor extrativista são os óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus, pois são essenciais ao influenciarem os resultados do comércio exterior brasileiro e fabricações de muitos produtos da indústria.

4° Açúcares e melaços

Confira os 20 produtos brasileiros mais exportados em 2020!

Participação: 4,2% – Valor FOB: US$ 8 bilhões

O mercado do biocombustível sofreu com uma forte queda nas cotações e no consumo durante a pandemia, conforme informado pela Revista Globo Rural. Mas em agosto, a exportação do açúcar cresceu 118% em comparação a 2019, o que justifica sua importância mundial no setor sucroalcooleiro.

5° Carne bovina

Participação: 3,6% – Valor FOB: US$ 6,8 bilhões

De acordo com informações da Embrapa, a proteína nacional alimenta o mundo todo: equivale a 3% das exportações brasileiras e proporciona faturamento de 6 bilhões de reais.

6° Farelos de soja e outros alimentos para animais

Participação: 3,1% – Valor FOB: US$ 5,9 bilhões

Além dos bons resultados das exportações de carne, o Brasil é um importante produtor desta commodity utilizada para fabricação de rações no mundo todo, conforme observado pelo Sindiracoes.

7° Celulose

Participação: 2,9% – Valor FOB: US$ 5,6 bilhões

Atrás somente dos EUA, o Brasil está entre os principais exportadores de celulose, principalmente devido aos envios à China, como explica o Canal Agro do Estadão.

8° Demais produtos da Indústria de Transformação

Participação: 2,7% – Valor FOB: US$ 5,2 bilhões

O portal UOL Economia observa que as exportações referentes a indústria da transformação (matérias-primas de origem vegetal ou animal que será usada em produto final) já vinham registrando quedas antes da pandemia.

9° Carnes de aves

Confira os 20 produtos brasileiros mais exportados em 2020!

Participação: 2,6% – Valor FOB: US$5,1 bilhões

Apesar do cenário atual, segundo a ABPA, as exportações brasileiras de carne de frango totalizaram um volume de 5,6% a mais que o registrado em novembro do ano de 2019, posicionando o país entre os maiores produtores do mundo.

10° Óleos combustíveis de petróleo

Participação: 2,3% – Valor FOB: US$ 4,4 bilhões

Somente em maio desse ano, conforme divulgado pela Agência Brasil, a Petrobras exportou 1,11 milhão de toneladas de óleo combustível. Segundo a empresa, o recorde reflete diversas ações. É provável que, conforme explicado, isso reflita a diversificação dos destinos do produto. Para que, com isso, tenha ocorrido a ampliação da participação no mercado externo.

11° Ouro – não monetário

Participação: 2,3% – Valor FOB: US$ 4,4 bilhões

Hoje, conforme justifica o Ibram, o Brasil é o 13º maior produtor de Ouro. De tal forma que acumula produção de 66 toneladas. Além disso, este é o segundo mais importante mineral de exportação.

12° Ferro-gusa, spiegel, ferro-esponja, grânulos, pó de ferro ou aço e ferro-ligas

Participação: 1,8 % – Valor FOB: US$ 3,4 bilhões

Como resultado dos avanços, a indústria metal-mecânica mundial demanda elevados volumes destes insumos. Entretanto, apesar de pequena participação, os resultados impactam diretamente o comércio exterior nacional.

13° Produtos semiacabados, lingotes e outras formas primárias de ferro ou aço

Participação: 1,5% – Valor FOB: US$ 3 bilhões

Aqui também é apresentada a pequena, porém não menos importante participação da exportação destes produtos referência na siderurgia e metalurgia.

14° Veículos automóveis de passageiros

 Participação: 1,2% – Valor FOB: US$ 2,4 bilhões

De acordo com levantamento do G1, as principais montadoras do Brasil exportam principalmente para a América Latina. Sendo assim, os roteiros incluem países como Argentina, Paraguai e Uruguai, e ainda muitos países da África, por exemplo.

15° Alumina

Participação: 1,1% – Valor FOB: US$ 2,1 bilhões

Atualmente, o Brasil é o 15º produtor de alumínio primário – alumina. Como resultado, as exportações de metais, incluindo, bauxita e alumina representaram em média 2,5% das vendas externas brasileiras, segundo dados da Abal.

16° Carne suína

Participação: 1% – Valor FOB: US$ 1,95 bilhão

Quarto maior produtor da proteína do mundo, o país é responsável por 3,88% da produção global, exportando principalmente para abastecimento do mercado chinês, conforme publicado pela Suinocultura Brasil.

17° Aeronaves e outros equipamentos

Confira os 20 produtos brasileiros mais exportados em 2020!

 

 

 

Participação: 0,97% – Valor FOB: US$ 1,86 bilhão

Apesar das mudanças no cenário da aviação, o Brasil segue como um dos maiores exportadores de soluções para a fabricação de aeronaves. Dessa forma, somente no primeiro trimestre, isso representou US$ 489,75 milhões, conforme dados do portal FazComex.

18° Partes e acessórios de veículos automotivos

Participação: 0,89% – Valor FOB: US$ 1,7 bilhão

Assim como se destaca como exportador de automóveis, as peças e acessórios nacionais também são bastante requisitadas no mercado internacional.

19° Motores de pistão

Participação: 0,80% – Valor FOB: US$ 1,53 bilhão

Dentre os bens de maior valor agregado, pistões e motores também apresentam uma pequena representatividade nas exportações brasileiras.

20° Sucos de frutas ou de vegetais

Participação: 0,17% – Valor FOB: US$ 1,45 bilhão

O Brasil ainda é responsável por “matar a sede” de suco de frutas do mundo, principalmente de laranja, sendo o maior exportador deste produto, lembra a BBC Brasil.

O que podemos interpretar sobre as exportações de 2020?

Para começar, o levantamento posiciona a soja como campeã entre os produtos brasileiros mais exportados. E a safra superou as expectativas, pois alcançou o recorde de 127 milhões de toneladas. Portanto, isso deve refletir em mais exportações em 2021, conforme previsto pela Abiove (Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais).

Em seguida, conforme apresentado, o minério de ferro e concentrados também seguiu ocupando a segunda posição do ranking. Desta forma, o setor registrou bons resultados, mesmo no cenário pandêmico. De fato, em junho, por exemplo, as exportações alcançaram 30,5 milhões de toneladas.

E os embarques estão relacionados a expansão das atividades industriais da China, que é a maior importadora do produto no mundo. Falando no país, vale ressaltar que este também é o responsável pela mudança no terceiro lugar, agora ocupado por óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos crus.

Assim, o Brasil tornou-se o terceiro maior fornecedor do insumo da China, exportando volume superior a 4,49 milhões de toneladas para as refinarias do país asiático.

Além da China, as produções nacionais são enviadas com expressividade para Estados Unidos, Argentina, Países Baixos (Holanda), Espanha, Japão, Canadá, Alemanha, Chile e México, nesta ordem.

Com isso, o país se posiciona como o 27° entre os maiores exportadores do globo, segundo o relatório da OMC (Organização Mundial do Comércio).

Agora, para manter os avanços da exportação brasileira, são necessárias cada vez mais soluções logísticas de confiança. Afinal, elas refletem na qualidade das entregas do comércio exterior.

Portanto, para isso, você pode sempre contar com a nossa equipe. Certamente estamos à disposição para esclarecer todas as suas dúvidas sobre o assunto. Quer saber mais? Entre em contato e solicite uma cotação sem compromisso.

Cotação DC Logistics Brasil

 

FONTES:

Blog DC Logistics Brasil https://dclogisticsbrasil.com/confira-os-10-produtos-mais-importados-e-exportados-pelo-brasil-em-2019/

Agência Brasil – https://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2020-10/balanca-comercial-registra-superavit-de-us-616-bi-em-setembro

Comex Vixhttp://comexstat.mdic.gov.br/pt/comex-vis

Bol https://www.bol.uol.com.br/noticias/2020/12/14/abiove-revisa-safra-de-soja-2020-do-brasil-para-127-mi-t-e-ve-exportacao-recorde.htm

UOL Economiahttps://economia.uol.com.br/noticias/reuters/2020/07/01/exportacao-de-minerio-de-ferro-do-brasil-tem-recuperacao-em-junho-e-supera-30-mi-t.htm

Santander Empresas – https://santandernegocioseempresas.com.br/app/internacionalizacao/produtos-mais-exportados-pelo-brasil

 

 

Ano Novo Chinês 2021 e a logística internacional: o que mudou com a pandemia?

Ano Novo Chinês 2021 e a logística internacional: o que mudou com a pandemia?

Enquanto o ocidente celebra o Réveillon em 31 de dezembro, o Ano Novo Chinês 2021 ocorrerá somente em 12 de fevereiro.

 Isso porque, o país asiático considera o calendário lunar, enquanto as demais nações se guiam pelo calendário gregoriano.

Mas o Ano Novo Chinês 2021 é uma data que já gera expectativas no mundo todo, principalmente para o Comércio Exterior.

Existem muitas previsões sobre como esta virada específica afetará as importações nos dias que estão por vir, principalmente neste cenário de pandemia. Pois, existem medidas de segurança sendo avaliadas que vão interferir diretamente no funcionamento das empresas, que devem parar antes do que o previsto.

Então, acompanhe a leitura e saiba como se antecipar aos impactos que o Ano Novo Chinês 2021 trará para a economia mundial e para seus negócios de importação e exportação!

Quais as previsões do Ano Novo Chinês 2021?

O Ano Novo Chinês 2021 é regido pelas energias do Boi de Metal. Entretanto, não é sobre esta previsão que vamos falar aqui hoje.

Pois, apesar de os chineses levarem muito a sério as influências astrológicas, neste conteúdo apresentaremos as principais previsões sobre o Comércio Exterior e como elas impactarão os negócios.

A começar pelas expectativas de recuo do dólar. Conforme compartilhado pelo portal “Autodata”, os importadores esperam melhoras no cenário que está por vir, principalmente no segmento de automóveis.

A expectativa do setor é de que também haja redução dos impostos de importação. E isso afetará diretamente quem realiza negócios com as montadoras ou conta com peças de produção de carros chineses.

Outra tendência que deve se tornar realidade com o Ano Novo Chinês 2021 são os resultados da política econômica “China Plus One”.

Com ela, o país quer diversificar as fronteiras da sua cadeia de produção mundial, conforme explica o portal “InfoMoney”. Desta forma, a China busca desenvolver seu mercado doméstico, mas sem perder o foco no potencial exportador.

Além disso, antes mesmo do Ano Novo Chinês 2021 chegar, já haverá mudanças nas importações do país. Conforme divulgado no fim de novembro, a partir do 1º de janeiro será proibida a importação dos últimos tipos de resíduos sólidos permitidos no país.

São materiais como plástico, peças de automóveis, papel, sucatas e materiais de madeira ou têxteis, por exemplo, que antes eram reutilizados como matérias-primas industriais.

A pandemia e as comemorações

Todos os anos, devido ao Ano Novo Chinês, milhares de pessoas viajam pela China para participarem das cerimônias, sejam como turistas, ou com a família e amigos.

Entretanto, no ano passado, quando a data chegou, o país enfrentava graves consequências da pandemia do coronavírus. Ele era menos conhecido, mas os registros aumentavam com velocidade.

Com isso, como noticiado pelo portal “G1”, Pequim cancelou as suas famosas celebrações e muitos pontos turísticos visitados no período do ano foram fechados, até mesmo a Cidade Proibida.

Logo, as decisões impactam o turismo e a economia asiática. Além disso, o isolamento social também reduziu as atividades comerciais e industriais.

Agora o cenário mudou. E a Covid-19 está prestes a ser combatida pela vacinação. Ainda não há definições sobre como serão as festividades do Ano Novo Chinês 2021.

Os negócios devem parar entre 15 dias e uma semana antes do Ano Novo Chinês. Inclusive, o governo está incentivando a parada com duas semanas de antecedência, visando evitar aglomerações das pessoas que transitam pelo país nesta época do ano.

Contudo, a China já anunciou, segundo o portal “Observador”, que iniciará a vacinação de dois milhões de pessoas em Sichuan. E que, após o Ano Novo Chinês, pretende iniciar a vacinação da população em geral.

E como esta data impacta a logística internacional?

Segundo dados do Icomex (Boletim de Comércio Exterior) da FGV (Fundação Getúlio Vargas), e divulgados pela Agência Brasil, a China importou US$ 4,5 bilhões em julho de 2020. Do começo do ano até este mês, foram US$ 21,9 bilhões.

Com isso, a nação é uma das principais fontes de contribuição para o superávit da balança comercial brasileira.

Logo, quando falamos em Comércio Exterior, toda e qualquer data que esteja relacionada à economia chinesa reflete na logística internacional.

Recentemente, trouxemos aqui em nosso blog dicas para enfrentar os backlogs no modal aéreo. Neste conteúdo, explicamos como as peak seasons, ou seja, datas festivas, afetam os transportes internacionais.

E o Ano Novo Chinês 2021 é uma das celebrações que causam mais impactos. Isso porque, é um período agitado para o comércio asiático e todos que estão relacionados.

Por isso, é importante realizar um planejamento logístico o mais completo possível. Para que, assim, as surpresas do Ano Novo Chinês 2021 não impactem negativamente nas suas negociações.

Dicas para evitar problemas com a logística relacionada ao Ano Novo Chinês 2021

Ano Novo Chinês 2021 e a logística internacional: o que mudou com a pandemia?

Quando falamos em comércio exterior, toda data chinesa que esteja relacionada à economia reflete na logística internacional.

 

 

 

Sabemos que, nesta época do ano, os trabalhadores costumam prolongar suas folgas na China. Porém, devido à COVID-19, as empresas do país devem antecipar ainda mais o seu recesso, prolongando a pausa em relação aos anos anteriores.

As previsões indicam a paralização dos negócios a partir do dia 15 de janeiro para evitar as aglomerações. Isso porque existe no período uma intensa movimentação de chineses que residem nos grandes centros para áreas mais distantes.

Além disso, a logística internacional, que já sofre grandes gargalos devido à alta demanda e baixa disponibilidade de aeronaves e containers, será impactada com esta festividade e as mudanças nos funcionamentos das operações asiáticas devido ao Ano Novo Chinês.

Logo, a melhor forma de evitar problemas é antecipar os pedidos. Sendo assim, conte com um agente de carga que evite interrupções nas suas movimentações. Afinal, cargas paradas são um grande problema para suas negociações.

Por fim, uma outra sugestão é já iniciar a negociação com armadores e transportadores, para evitar a prática da blank sailing. Estabeleça já os valores de frete junto a eles neste fim de ano, enquanto os preços estão mais baixos.

Prepare-se para comemorar!

Estas e muitas dicas compartilhadas acima já foram apresentadas em nosso blog, em conteúdo sobre como o Ano Novo Chinês pode afetar as comercializações.

Entretanto, lembrá-las nunca é demais, uma vez que esta peak season acontece todos os anos. E, com ela, chegam também questões que anualmente merecem a atenção de quem atua com importação e exportação com foco neste país asiático.

Agora, ao seguir todas as orientações, o Ano Novo Chinês 2021 será um motivo de comemoração para os seus negócios, pois você alcançará os resultados esperados, sem que estes fatores afetem a sua produtividade.

Para isso, você pode contar com as soluções da DC Logistics Brasil. Estamos preparados para oferecer a logística internacional que contribui com a sua tranquilidade ao importar e exportar.

Quer saber mais sobre os nossos diferenciais que possibilitam uma logística que se adapta às suas necessidades? Então entre em contato e solicite sua cotação de frete sem compromisso. Queremos te ajudar a obter mais qualidade em todas as suas operações.

Cotação DC Logistics Brasil

 

FONTES:

Portal Autodata – https://www.autodata.com.br/noticias/2020/10/30/importadores-esperam-recuo-do-dolar-em-2021/32369/

InfoMoney – https://www.infomoney.com.br/colunistas/matheus-tavares-dos-santos/china-superpotencia-a-estrategia-e-os-desafios/

Estado de Minas – https://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2020/11/27/interna_internacional,1214998/china-proibira-completamente-importacoes-de-residuos-a-partir-de-2021.shtml

Agência Brasil – https://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2020-08/china-se-mantem-como-principal-contribuinte-para-superavit-brasileiro

Blog DC Logistics – https://dclogisticsbrasil.com/5-dicas-para-enfrentar-os-backlogs-no-modal-aereo/ , https://dclogisticsbrasil.com/descubra-como-o-ano-novo-chines-afeta-suas-importacoes/

G1 – https://g1.globo.com/mundo/noticia/2020/01/23/pequim-cancela-festas-de-ano-novo-chines-por-conta-de-epidemia-de-coronavirus.ghtml

Observador – https://observador.pt/2020/12/09/covid-19-provincia-chinesa-vai-vacinar-de-urgencia-dois-milhoes-de-pessoas-apos-detetar-surto/

 

10 pontos que você precisa saber sobre a logística automotiva!

10 pontos que você precisa saber sobre a logística automotiva!

É fato que o setor automobilístico opera com produtos de alto valor agregado e atende consumidores exigentes. Com isso, existe a necessidade de contar com um planejamento estratégico ágil para suprir todo o ciclo produtivo. Ou seja, a logística automotiva precisa ser estruturada.

Nesse contexto, elaboramos um conteúdo para apontar os 10 pontos principais sobre a logística automotiva que você deve ficar por dentro, para garantir processos mais assertivos e eficientes neste setor. Confira!

1. Documentação necessária para realizar a logística automotiva

Assim como no procedimento para exportar alimentos, por exemplo, o processo da logística automotiva exige documentos e notas que devem acompanhar as mercadorias desde o envio por parte do fornecedor até a chegada ao consumidor final. 

Então, para evitar problemas logísticos, os principais documentos necessários são:

  • Nota Fiscal Eletrônica (NF-e);
  • Documento Auxiliar de Nota Fiscal (DANFE);
  • Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e);
  • Documento Auxiliar de Conhecimento de Transporte Eletrônico (DACTE);
  • Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais (MDF-e);
  • Documento Auxiliar de Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais (DAMDFE);
  • Certificado de Registro e Licenciamento Veicular (CRLV);
  • Responsabilidade Civil do Transportador Rodoviário de Cargas (RCTR-C).

2. Compromisso com o atendimento dos prazos

Uma das principais características do setor automotivo é a necessidade de atendimento dos prazos para abastecimento de suas linhas de montagem. E isso exige o cumprimento de prazos definidos por parte dos operadores logísticos.

Para que tudo ocorra dentro do prazo, os operadores logísticos também devem investir constantemente em capacitação dos profissionais envolvidos em todas as etapas no processo.

3. Legislação que integra a logística no setor automotivo

Uma das principais leis que envolvem a operação logística no setor automotivo é a Lei nº 13.755, de 10 de dezembro de 2018 (conversão da Medida Provisória nº 843, de 5 de julho de 2018). Ela:

  • Estabelece requisitos obrigatórios para a comercialização de veículos no Brasil;
  • Institui o Programa Rota 2030 – Mobilidade e Logística;
  • Dispõe sobre o regime tributário de autopeças não produzidas.

4. A logística automotiva requer serviços inteligentes e sistemas avançados de tecnologia

Para atender o setor automotivo, os operadores logísticos devem fornecer serviços inteligentes e sistemas avançados de tecnologia. 

O objetivo disso é desenvolver um processo de armazenamento assertivo e eficaz, garantir extrema agilidade à operação e adaptar-se à produção. Afinal de contas, ninguém quer arcar com rigorosas multas por causar transtornos na produção desse setor, por exemplo.

5. Redução de custos dos processos

10 pontos que você precisa saber sobre a logística automotiva!

A logística automotiva pode atuar como fator chave na redução de custos dos processos, mas para que isso seja possível, é necessário:

  • Trabalhar com operadores logísticos mais flexíveis e com experiência no setor;
  • Utilizar rotas estratégicas;
  • Ter boa localização;
  • Utilizar softwares de gestão para auxiliar no controle dos processos com praticidade.

Deste modo, a logística consegue aumentar a produtividade na indústria automotiva, promovendo a redução de custo do trabalhador/hora, por exemplo, e também o crescimento do volume de materiais liberados em curto prazo.

6. Efeito borboleta na logística automotiva

Existe um fenômeno bastante conhecido no setor de logística automotiva, que também é bastante temido pelos empreendedores do segmento, é o chamado efeito borboleta.

Basicamente, rapidez e eficiência são imprescindíveis quando se fala de logística do setor automotivo.

No entanto, uma pequena mudança em algum ponto da cadeia de suprimentos pode gerar consequências impactantes para todo o negócio incluindo perda de clientes, prejuízos na reputação da organização e lucratividade prejudicada em valores altíssimos. 

Logo, é necessário investir em soluções para evitar esse efeito em empresas do setor. Desde tecnologia à garantia de processos devidamente estruturados, para que tudo se mantenha dentro dos conformes, com qualidade e dentro do prazo.

7. Parcerias são fundamentais para o sucesso das operações logísticas automotivas

As parcerias realizadas com operadores logísticos são fundamentais para o sucesso da logística automotiva. 

Uma vez que o objetivo, dentre outros fatores, é a redução do tempo de entrega, na hora de escolher seus parceiros é necessário considerar:

  • Agilidade e eficiência full time nas operações;
  • Proximidade com o cliente;
  • Localização estratégica;
  • Excelência em gestão de estoque;
  • Rastreabilidade;
  • Segurança;
  • Gerenciamento de riscos;
  • Informações precisas e controladas.

Vale ressaltar ainda, que uma das mais atuais tendências apontam para a concentração das operações em um único parceiro, que seja capaz de integrar todas as pontas da cadeia logística e controlar os custos. 

Outra tendência tem a ver com a personalização das soluções adaptadas ao setor automotivo, integradas, intermodais, que procuram entender em detalhes a demanda do cliente. Isso mantendo sempre a melhor relação com os custos, visando um melhor diferencial perante a concorrência.

8. Embalagem

Para serem deslocadas e transportadas com a devida proteção, as peças e demais cargas do setor automotivo requerem embalagens adequadas. As embalagens de proteção ajudam a evitar avarias causadas por transporte, movimentações internas, entre outras ações realizadas.

Logo, é preciso utilizar embalagens que sejam capazes de acomodar e proteger adequadamente cada item, além de seguir as exigências e características distintas e particulares de cada produto e empresa.

Para a execução dessa tarefa, é comum usar desde sacos altamente reforçados, bem como caixas feitas de materiais resistentes até racks próprios para o transporte de peças automotivas, por exemplo.

9. Comércio exterior e o setor Automotivo

Para firmar a importância e relevância dos fatores citados neste conteúdo, é interessante ressaltar que, segundo o Ministério da Economia, o setor automotivo tem importante participação na estrutura industrial mundial. No Brasil, representa cerca de 22% do PIB industrial. 

Devido aos seus encadeamentos, é um setor cujo desempenho pode afetar significativamente a produção de vários outros setores industriais. 

Logo, entende-se porque a logística automotiva precisa ser tão bem estruturada e estar de acordo com os pontos já citados neste artigo.

10. Setor automotivo no Brasil

Também de acordo com dados do Ministério da Economia, a indústria automobilística brasileira, em grandes números, pode ser assim resumida:

  • 31 fabricantes (veículos e máquinas agrícolas e rodoviárias); 
  • 590 fabricantes de autopeças; e 5592 concessionárias (2017);
  • 67 unidades industriais em 11 estados e 54 municípios;
  • Capacidade produtiva instalada de 5,05 milhões de unidades de veículos, e de 109 mil unidades de máquinas agrícolas e rodoviárias;
  • Faturamento (incluindo autopeças), em 2015, de U$ 59,1 bilhões;
  • Investimentos, no período 1994-2012, de U$ 68,0 bilhões;
  • Produção acumulada de veículos montados, no período 1957-2016, de 75,8 milhões de unidades de veículos, e 2,6 milhões de máquinas agrícolas e rodoviárias, no período 1960-2016;
  • Exportações de U$ 17,9 bilhões e importações de U$ 17,8 bilhões em 2016 (incluindo autopeças);
  • Empregos diretos e indiretos totalizando 1,3 milhão de pessoas;
  • Participação de 22,0% no PIB Industrial e de 4,0% no PIB Total (2015);
  • Geração de U$ 39,7 bilhões de tributos, em 2015, entre IPI, ICMS, PIS, COFINS e IPVA;
  • Ranking mundial em 2016: 10º maior produtor e 8º mercado interno.

E então?

Neste conteúdo apresentamos 10 pontos principais para saber acerca da logística automotiva. Esperamos que o conteúdo possa ajudá-lo nas operações do seu negócio, mas em caso de dúvidas, fique à vontade para entrar em contato conosco.

E para ir além e tornar os processos logísticos ainda mais assertivos na sua empresa, acesse: Entenda a importância do follow-up regular para a qualidade da sua logística.

Plantio DC: projeto socioambiental que busca transformar o futuro das próximas gerações!

Plantio DC: projeto socioambiental que busca transformar o futuro das próximas gerações!

Você entende a importância de plantar uma árvore? A DC Logistics Brasil tem essa consciência e por isso criou o Plantio DC!

Não é preciso ir muito a fundo para entender que as árvores são fundamentais para a nossa existência, já que são elas que providenciam o oxigênio que precisamos para viver.

Nós da DC acreditamos que precisamos escolher o mundo que queremos colher e, foi dessa forma, que como uma semente que cresce e se transforma em uma linda árvore, que o Plantio DC segue para mais uma edição.

Quer saber mais sobre esse projeto? Neste conteúdo apresentamos os principais pontos que fazem deste um evento tão especial e como ele vem impactando a vida das pessoas e da sociedade. 

Continue a leitura e entenda como funciona o Plantio DC e como você pode participar!

Plantio DC: o que é e como funciona?

Com o objetivo de cuidar do planeta Terra, que é a nossa casa, ajudando ele a preservar toda forma de vida e para que continue evoluindo, desde o ano de 2010, a DC Logistics Brasil realiza o Plantio DC.

Este é um projeto ecológico, onde a cada carga fechada – durante um período do ano – uma árvore é plantada. E os números só motivam e inspiram a continuar nesse caminho de responsabilidade social e ambiental, já que a ação já resultou em nada menos que 33.580 árvores plantadas.

O pontapé inicial aconteceu por conta de uma proposta de responsabilidade socioambiental, como meio de exercer a ética e a cidadania. 

O motivo de ser um projeto tão próspero, ainda melhor a cada ano, está relacionado com o fato de que o comprometimento ambiental faz parte do Planejamento Estratégico da empresa.

Por meio do Plantio DC, potencializamos o compromisso com a sustentabilidade, concretizando o objetivo de que o avanço no presente não prejudique o futuro das gerações, respeitando sempre todas as formas de vida e meio ambiente.

Como participar do Plantio DC?

Você tem interesse em estabelecer uma conexão sustentável com o futuro? Fazer uma parceria com a DC pode ser um passo nesta direção!

Se você se interessou pelo projeto e quer contribuir com o Plantio da DC Logistics Brasil, para ajudar a transformar as futuras gerações, basta fechar uma carga para transporte internacional com a empresa e uma árvore será plantada.

Seja qual for a modalidade de transporte escolhida ou tipo de carga, tenha em mente que a sua participação no Plantio DC terá influência direta na renovação de diversas áreas verdes e na mudança do mundo em que vivemos.

Anteriormente neste artigo, mencionamos que o projeto acontece em certo período do ano. Em 2020, será durante o mês de setembro. Ou seja, neste mês, 1 carga fechada equivale a uma árvore plantada.

Se você quer fazer parte deste movimento, clique abaixo e participe! Transformar o mundo e beneficie novas gerações é mais simples e satisfatório do que você imagina.

Participar do Plantio DC

Pessoas movem pessoas! Confira o resultado de algumas edições do Plantio DC

Em meio a tantas incertezas no ano de 2020, o projeto Plantio da DC se mantém junto às ações de Responsabilidade Socioambiental da empresa. Confira o vídeo com a nova programação para o Plantio DC!

E para te inspirar a fazer parte deste importante movimento, que só traz benefícios para todos os envolvidos, selecionamos alguns pontos interessantes sobre algumas das edições do Plantio DC.

Primeira edição – 2010

O plantio foi feito em um sítio particular em Camboriú/SC, onde foram plantadas 2.650 árvores.

Sobre o evento, nas palavras de Claudio Potter – Inside Sales DC Logistics Brasil: “Temos orgulho em trabalhar em uma empresa onde a responsabilidade ambiental já faz parte de seu planejamento estratégico. Com isso atraímos fornecedores e clientes onde possuem os mesmos valores e de forma automática e recíproca nos relacionamos com empresas que possuam estes mesmos princípios. Com certeza o Plantio é uma atitude positiva da DC mostrando que não ficamos somente na zona de conforto compartilhando e curtindo ações, mas sim, realizando projetos que estimulam o interesse da população e novos empresários com relação a preservação do meio ambiente.”

2014

A quinta edição do Plantio DC aconteceu no ano de 2014 e foi executada em dez locais, simultaneamente:

  • Itajaí/SC – Sítio particular
  • Porto Alegre/RS – Skate Swell
  • Curitiba/PR – Hotel Fazenda Villa Passaredo
  • São Paulo/SP – Escola Ana Maria Pereira
  • Vitória/ES –Sítio particular
  • Campinas/SP – Condomínio Parque Xangrilá
  • Belo Horizonte/MG – Paque Estadual Serra Verde
  • Rio de Janeiro/RJ – Nortec Química
  • Manaus/AM – SESI Manaus
  • Recife/PE – Parque da Jaqueira

Nesta edição 2.941 árvores foram plantadas. 

2019

Dando um salto para 2019, nesta edição conquistamos números expressivos, já que foram plantadas 4.189 árvores em ações que ocorreram em doze locais, simultaneamente:

  • Itajaí/SC – Aeródromo Comandantes
  • Pinhais/PR – Fazenda Canguiri – Parceria UFPR e CEEP Newton Freire Maia
  • Caxias do Sul/RS – Sítio particular
  • Manaus/AM – 4 BAVEX
  • Taboão da Serra/SP – Arena Multiuso – Parceria Prefeitura do Município de Taboão da Serra
  • Hortolândia/SP – Parque Socioambiental Chico Mendes – Parceria Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável
  • Belo Horizonte/MG – Parque Ecológico do Brejinho- Parceria FIEMG
  • Vitória/ES – Parque Estadual da Fonte Grande – Parceria Flexibras
  • Rio de Janeiro/RJ – Parque Industrial Queimados – Parceria Limppano
  • Recife/PE – Rocca Recife – Parceria Rocca
  • Salvador/BA – Condomínio Particular
  • Fortaleza/CE – Zoológico Sargento Prata.

Sobre o evento, nas palavras de Caio Fellite Souza – Green Business: “Agradecemos muito pela ação de vocês e principalmente por terem compartilhado conosco essa foto. Para nós tem muito significado essa ação e nossa parceria. Ficamos contentes que as ideologias e os valores da GREEN são semelhantes aos da DC para um mundo melhor.”

Quer ver detalhes de tudo o que já rolou nesse projeto da DC Logistics Brasil? Clique aqui e veja mais informações sobre as 10 edições do Plantio DC que aconteceram até agora.

E então?

O que você achou desta iniciativa? Nosso objetivo neste conteúdo foi esclarecer o que é o Plantio DC, como ele funciona e qual é o seu objetivo, alinhado às demais ações de Responsabilidade Socioambiental que a empresa desempenha.

Se você também quer nos ajudar a deixar um futuro melhor para as próximas gerações, clique abaixo, feche uma carga internacional conosco e uma árvore será plantada!

Participar do Plantio DC