BLOG DC / Confira os 10 produtos mais importados e exportados pelo Brasil em 2019!

Confira os 10 produtos mais importados e exportados pelo Brasil em 2019!

Saber quais são os produtos mais importados e os mais exportados pelo Brasil é de suma importância para conhecer as demandas e os gargalos oferecidos aos empresários que desempenham relações comerciais com outros países.

De extrema relevância para o mercado mundial, o comércio exterior brasileiro segue em pleno crescimento e repleto de oportunidades.

Confira, a seguir, quais são os produtos mais importados e também os mais exportados por nosso país e fique por dentro da nossa realidade perante o cenário competitivo global! Continue a leitura!

Produtos mais importados pelo Brasil

Segundo dados levantados no ano de 2018 pelo Ministério da Economia, Indústria, Comércio Exterior e Serviços do Brasil, o nosso país é o 29º que mais importa produtos em todo o mundo.

De acordo com dados abordados em um artigo especial do Blog FazComex sobre o tema, em 2019 as importações brasileiras foram 15,4% maiores que o ano anterior, atingindo a marca de US$ 550,73 milhões comercializados no mês de agosto.

Ainda segundo as informações reunidas pelo blog, os produtos mais importados no Brasil foram:

1 Produtos manufaturados

Os itens que conquistaram a primeira posição entre os produtos mais importados no país são os produtos manufaturados, ou seja, aqueles fabricados em série, de maneira padronizada e em grandes quantidades. No total das importações, eles representam cerca de 5,57% do total.

2 Medicamentos para medicina humana e veterinária

2. Medicamentos para medicina humana e veterinária

Os medicamentos, tanto para medicina humana quanto para a veterinária, representaram 4% das importações brasileiras. O dado inclui medicamentos na forma de matéria-prima, como produto semielaborado, a granel ou mesmo acabado.

3 Óleo combustível

Com uma fatia de 3,31% do total dos produtos mais importados no mercado brasileiro, o óleo combustível é um derivado de petróleo que pode ser considerado como óleo combustível pesado ou ainda como óleo combustível residual.

4 Partes e peças para veículos automóveis e tratores

Com 2,75% das importações, o mercado internacional de peças e partes para veículos ainda apresenta uma grande relevância entre os brasileiros.

Mesmo que o país se destaque pelo grande número de montadoras de automóveis, tratores e demais veículos, as importações ainda são muito relevantes, conquistando o quarto lugar do ranking.

5 Circuitos integrados e micro conjuntos eletrônicos

Com 2,93% das importações, os circuitos integrados são caracterizados por conjuntos que incluem miniaturas de transistores, resistores, diodos, capacitores, entre outros componentes, gravados em lâmina com chip de silício.

6 Inseticidas, formicidas, herbicidas e produtos semelhantes

Com 1,84% dos negócios, as substâncias empregadas na prevenção e combate de pragas, tanto em plantações quanto em domicílio, são os sextos produtos mais importados no mercado brasileiro.

7 Compostos heterocíclicos, seus sais e sulfonamidas

Fundamentais para o mercado químico, os compostos heterocíclicos são aqueles que contam com um ou mais átomos diferentes de carbono em seu anel, a exemplo do enxofre, oxigênio e nitrogênio. Esse tipo de produto representa 2,73% das importações.

8 Plataformas de perfuração ou de exploração, dragas, etc.

Plataformas de perfuração ou de exploração, dragas

Utilizadas principalmente na perfuração ou na produção de gás natural e de petróleo, as plataformas consistem em grandes estruturas que reúnem os equipamentos necessários para esse tipo de exploração e seus profissionais. Elas representam 2,3% do total dos produtos mais importados.

9 Naftas

Empregado principalmente na indústria petroquímica como matéria-prima para a produção de itens como propeno, eteno, benzeno, xileno e tolueno, as Naftas Petroquímicas ou Naftas Não-energéticas contam com 1,9% das importações. O produto final mais comum que exemplifica o seu uso é o gás canalizado doméstico.

10 Automóveis de passageiros

Os automóveis de passageiros são aqueles de pequeno porte, com capacidade máxima para 7 passageiros. Eles correspondem a 1,89% dos produtos mais importados, ocupando o décimo lugar da lista.

Agora que você já sabe quais são os itens que o Brasil mais importa, descubra, no item seguinte, quais são aqueles que mais exportamos para outros países!

Saiba quais são os itens que o nosso país mais exporta

Divulgados no levantamento Comex Vis de 2019 pelo Ministério da Economia, Indústria, Comércio Exterior e Serviços do Brasil, dados apontam que, entre janeiro e outubro desse ano, o Brasil exportou US$ 185,54 bilhões.

Em relação ao ano anterior, o país registrou um crescimento de 9,1%, apresentando um dos melhores resultados de sua história nas exportações.

Em outra matéria do Blog FazComex, foram reunidos os 10 produtos que mais vendemos para outros países com base nos levantamentos do MDIC. Confira:

1 Soja

Soja

Perdendo apenas para os EUA, o Brasil é o segundo maior produtor de soja de todo o mundo. Sua participação nas exportações foi de 12,36%, sendo que 77% do total dessas exportações foram direcionadas à China.

2 Petróleo

Até outubro de 2019, as exportações de petróleo geraram uma receita de US$ 19,46 bilhões. Assim como a soja, o principal comprador desse produto foi a China, com 64% das aquisições. Em segundo lugar está os EUA, com 13%.

3 Minério de ferro

Também exportado principalmente para a China, o minério de ferro e seus concentrados, entre janeiro e outubro de 2019, gerou receitas de US$ 18,57 bilhões, representando 10% de todas as exportações feitas pelo Brasil.

4 Celulose

Oriunda principalmente do Estado do Mato Grosso do Sul, a celulose brasileira ocupa o quarto lugar da lista com uma receita exportada de US$ 6,55 bilhões até o mês de outubro.

5 Milho

Com uma participação equivalente a 3,19% de todas as exportações brasileiras, os grãos de milho geraram uma receita de US$ 5,92 bilhões até o mês de outubro.

Seus destinos, ao contrário dos itens citados anteriormente, são bem distintos. Irã recebe 15% dos produtos, enquanto Japão tem 13% de representação e Vietnã 9,2%.

6 Carne de frango

Carne de frango

A receita gerada pelas exportações da carne de frango foi de US$ 5,18 bilhões, o que representa 2,79% dos negócios. Entre os principais destinos do produto, estão países como China, Japão, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos.

7 Produtos manufaturados

Se os manufaturados ocupam a primeira posição entre os produtos mais importados no Brasil, sua relevância também é grande entre os exportados, onde garantem a 7ª posição na lista e apresentam uma receita de US$ 4,92 bilhões.

8 Carne bovina

Com 2,63% das exportações até outubro de 2019, a carne bovina brasileira gerou uma receita de US$ 4,88 bilhões.

Sua comercialização, seja congelada, fresca ou refrigerada, é direcionada principalmente para a China e ao território autônomo de Honk Kong, que adquirem, respectivamente, 34% e 13% do total.

9 Farelo de soja

O farelo de soja, exportado principalmente pelo Estado do Mato Grosso, representa 2,6% de todas as exportações brasileiras. A receita gerada pelo produto até o mês de outubro foi de US$ 4,81 bilhões.

10 Açúcar

Em décimo lugar, está o açúcar de cana, exportado principalmente pelo Estado de São Paulo e tendo como principais destinos Argélia, Bangladesh, China e Arábia Saudita.

Você já tinha ideia de quais foram os produtos mais importados e exportados pelo Brasil em 2019? Se ficou com alguma dúvida sobre o assunto, clique abaixo e entre em contato conosco!

Tire suas dúvidas