Encalhe do Ever Given: o que aprendemos com ele?

Encalhe do Ever Given: o que aprendemos com ele?

Ever Given: um nome que ficará marcado na história do transporte marítimo. O encalhe deste navio no Canal de Suez gerou prejuízos na casa dos milhões, impactando negociações pelo mundo tudo.

Vamos recapitular a história? De 23 de março até 29 de março, o Ever Given esteve encalhado em um dos mais importantes trechos das rotas marítimas mundiais. Isso paralisou diversas operações comerciais, gerando um engarrafamento que prejudicou todos os setores.

Informações das autoridades do Canal de Suez, compartilhadas pela Agência Brasil, afirmam que o cálculo da média das perdas geradas por este bloqueio da passagem foi de US$ 12 milhões a US$ 15 milhões por dia de paralisação.

Para se ter uma ideia, o cargueiro, sozinho, carregava cerca de 20 mil contêineres TEUs. Agora, some isso ao volume de cargas dos mais de 300 navios que tiveram que esperar o desencalhe do Ever Given para seguirem em frente…

Resumindo: o estrago foi grande! Mas, são dos problemas que nós conseguimos obter grandes ensinamentos, não é mesmo? Pensando nisso, listamos aqui as principais lições que a logística internacional aprendeu com este acontecimento. Confira!

O que você precisa saber sobre o Ever Given

Para começar, é importante saber que Ever Given é um porta-contêineres da classe Golden, ou seja, um dos maiores do mundo (com 400 metros e 200 mil toneladas). O navio, com bandeira panamenha, havia saído da China e navegava para Rotterdam.

E seu encalhe diagonal aconteceu em um dos pontos mais estratégicos do transporte marítimo: o Canal de Suez, no Egito, que liga o mar Vermelho ao Mediterrâneo. Este trecho permite, há anos, uma rota mais curta entre Ásia e Europa.

Com isso, é um dos mais movimentados do mundo. Para este percurso, também existe a opção de contornar a África. Porém, nem mesmo os armadores sabiam ao certo se tomavam a decisão de contornar o continente africano, através do cabo da Boa Esperança, ou se continuavam a aguardar o desencalhe, uma vez que este isso representaria ao menos 10 dias a mais de trânsito, além de custos altos os quais não conseguiriam repassar aos importadores/exportadores.

Como mencionado na cobertura do El País sobre o incidente, o fato aconteceu durante o período da manhã. A causa do encalhe do Ever Given teria sido a falta de visibilidade e fortes rajadas de vento nesta região.

Naquele período, o Egito sofreu com uma tempestade de areia intensa, com ventos a 40 nós nesta localidade. Todavia, as autoridades do canal informaram que pode ter acontecido erro humano e técnico também.

A operação de resgate contou no início com oito rebocadores e muitos esforços para que ele voltasse a flutuar. Depois de seis dias, em 29 de março, quando o Ever Given foi removido, 367 navios aguardavam passagem pelo local, segundo dados da Agência Brasil.

O encalhe passou, mas os prejuízos do Ever Given continuam!

O encalhe do Ever Given gerou o agravamento de uma crise na logística marítima internacional, pois já ocorriam vários gargalos devido às consequências da Covid-19 antes do acontecimento.

Atrasos, portos congestionados, falta de contêineres e de espaço nos navios, bem como, armazéns cheios e escassez de caminhões, são desafios em superação no momento.

Até o começo deste mês de maio, apesar de mais de um mês do acontecimento, o Ever Given e sua tripulação continuavam ancorados no Egito.

Isso porque, ainda ocorrem muitos conflitos entre as autoridades egípcias, os responsáveis do navio e as empresas que pedem indenização pelos danos ocasionados com o encalhe.

O impacto do incidente no comércio exterior mundial foi de 12%, conforme estimado. Além disso, quando o desencalhe aconteceu, os preços do barril de petróleo ultrapassavam US$ 53, porque muitas embarcações ficaram paradas naquele cenário.

Para penalizar os responsáveis, a autoridade do Canal de Suez aplicou uma multa de US$ 916 milhões aos responsáveis pela embarcação. Enquanto este valor não fosse quitado, o navio permaneceria no Egito.

Fato é que, como bem observado pelo economista Rodrigo Scolaro em artigo publicado no Portal Administradores, o cálculo completo do prejuízo gerado por esta situação talvez nunca será totalizado.

Porém, hoje os impactos alcançam a média de US$ 3 bilhões, isso somente tendo como referência a média e tipos de mercadorias que passam por dia no local.

3 lições que o encalhe trouxe para a logística internacional

A lista de problemas gerados pelo encalhe do Ever Given vai longe… E o fato deste incidente ter acontecido durante um momento bastante desafiador no mundo todo, devido às consequências da pandemia, impactou ainda mais a cadeia logística internacional.

Porém, a superação dos desafios é uma ótima oportunidade para aprender, não é mesmo? A principal lição obtida neste sentido é que a logística internacional ainda possui gargalos com riscos de falhas que podem representar bilhões em prejuízo, além da escassez de produtos.

Ainda que a causa do encalhe tenha sido climática ou técnica/humana, há uma dependência muito grande do Canal de Suez e do Canal do Panamá, por exemplo.

Por isso, os agentes logísticos precisam estar bastante atentos e terem em mãos recursos que antecipem as soluções antes dos problemas.

Abaixo estão mais lições obtidas com este acontecimento histórico. Acompanhe!

1. Tecnologias

Graças às tecnologias disponíveis para otimizar processos logísticos, foi possível realizar o acompanhamento dos desvios, bem como, ajustar o gerenciamento das operações conforme a realidade de cada navio que era impactado por este problema.

E tudo isso com muita agilidade, pois o trabalho ocorria com informações atualizadas em tempo real. Isso só reforça o quanto o Data Mining é cada vez mais importante para a importação e exportação.

Encalhe do Ever Given: o que aprendemos com ele?

2. Segurança

Você sabia que o encalhe do Ever Given é um dos mais complexos casos de Avaria Grossa da atualidade? Para entender melhor, primeiramente, apresentamos esta explicação sobre o que é Avaria Grossa, compartilhada pelo veículo Portos e Navios:

Encalhe do Ever Given: o que aprendemos com ele?

 

 

Desta forma, o caso tornou-se um dos mais complexos atualmente, pois envolveu 20 mil contêineres, com alguns possuindo até 20 consignatários distintos. E isso nos ensina ainda mais sobre a importância de garantir cada vez mais a segurança das cargas com apólices eficientes.

Isso porque, como também explica o site Portos e Navios, “consignatários que contrataram apólices poderão solicitar que seja apresentada Carta de Garantia do pagamento de eventual contribuição que venha a ser regulada em sede de Avaria Grossa, e assim, acelerar a liberação de carga”.

3. Confiança

Falta de operadores marítimos, maior pressão sobre preços, navios estrangeiros usados para cabotagem em rotas brasileiras… Existem muitas coisas acontecendo no modal marítimo, e elas também refletem os impactos do encalhe do Ever Given.

Pois, se antes as cadeias de abastecimento já estavam funcionando “no limite”, conforme observado pela CNN Brasil, agora a demanda está maior e mais complexa.

Para completar, recebemos muitos relatos de armadores que estão com dificuldade nas exportações a partir do Brasil, porque não tem contêiner. Esse impasse está aliado à dificuldade de espaço.

Isso porque, como muitos navios ficaram parados no Canal de Suez, esta grande massa de contêineres ainda está em água. Logo, a quantidade disponível não consegue atender à demanda. Com isso, o tempo que o cliente pode ficar com o contêiner em mãos tem diminuído para tentar agilizar o ciclo.

Porém, apesar de todos os acontecimentos, isso não significa que a importação ou exportação pelo modal marítimo não deva acontecer.

Pelo contrário: com agentes de confiança ao seu lado, como a DC Logistics Brasil, é possível driblar todas as adversidades e obter o melhor custo-benefício nas operações, independentemente da realidade do momento.

Como superamos os desafios do Ever Given!

Trabalhamos com muita tecnologia, segurança e confiança durante o encalhe do Ever Given. Nossa rede de networking logístico diferenciada de vários agentes no mercado garantiu a confiança e eficiência que negócios precisavam para os desafios do comércio exterior.

E a integração do sistema DC com as fontes de informação possibilitaram que o cliente tivesse a confirmação de atracação de sua mercadoria em tempo real, 24 horas por dia, nos 7 dias da semana.

Completando, nosso relacionamento consolidado com companhias marítimas atende às necessidades de negociação para transportes de grandes volumes em todo o mundo, em todos os cenários.

Este é só o começo dos diferenciais que temos a oferecer para seus transportes marítimos ocorrem de forma eficaz. Se você está em busca de uma solução completa em logística para exportar, solicite sua cotação aqui!

COTACAO

Fontes:

Agência Brasil – https://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2021-05/ever-given-ainda-esta-ancorado-no-canal-de-suez-com-tripulacao-presa e https://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2021-03/liberacao-de-porta-conteineres-libera-canal-do-suez

El País – https://brasil.elpais.com/economia/2021-03-24/navio-carregado-de-conteineres-bloqueia-o-canal-de-suez-depois-de-encalhar-devido-ao-mau-tempo.html

Administradores – https://administradores.com.br/noticias/ever-given-encalhe-%C3%A9-s%C3%B3-a-ponta-do-iceberg-da-crise-em-supply-chain

Portos e Navios – https://www.portosenavios.com.br/artigos/artigos-de-opiniao/encalhe-do-ever-given-o-mais-complexo-caso-de-avaria-grossa-dos-tempos-modernos

CNN Brasil – https://www.cnnbrasil.com.br/business/2021/03/27/navio-encalhado-aprofunda-caos-na-navegacao-e-impacto-pode-chegar-ao-seu-bolso

Compartilhe nas Redes Sociais

Facebook
Twitter
LinkedIn

Notícias Mais Lidas

Categorias

Assine a nossa Newsletter

Conheça nossos e-books

Pular para o conteúdo