BLOG DC / Exportação de carne mantém crescimento em outubro

Exportação de carne mantém crescimento em outubro

Mantendo seu ritmo de recuperação e crescimento nos últimos meses, as exportações de carne bovina brasileira bateram novamente o recorde do ano no mês de outubro, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec).

Em volume, foram exportadas 138,7 mil toneladas de carne, com faturamento de US$ 557,3 milhões. Foi o maior crescimento do ano também comparado com o mês anterior (setembro/2015), sendo 14,7 % em volume e 5,36% em faturamento.
No mês de outubro, Hong Kong voltou ao topo dos maiores importadores de carne bovina brasileira, com mais de 33 mil toneladas e faturamento de US$ 114 milhões, 80% maior que no mês anterior. A China ocupou a segunda posição com a compra de 17 mil toneladas e faturamento de US$ 83 milhões. Vale ressaltar o crescimento da Rússia também em relação a setembro: foram 20 mil toneladas embarcadas ao país, aumento de 93% comparado com setembro, e faturamento de US$ 60 milhões – 77% superior ao mês anterior.

No acumulado do ano (janeiro a outubro), as exportações de carne bovina atingiram US$ 4,8 bilhões em faturamento. No período, foram embarcadas mais de 1,1 milhão toneladas de carne. O resultado ainda se mantém inferior ao mesmo período de 2014, com queda de 18% em faturamento e 11% em volume. Porém, como esperado, está havendo uma recuperação neste segundo semestre. E as expectativas do setor ficaram ainda melhores com o anúncio da reabertura do mercado da Arábia Saudita, no início de novembro.

– É um mercado de muito potencial para nossa carne. Junto com a Arábia, também conseguiremos atingir outros países como Bahrein, Kuwait, Qatar e Iraque, o que terá um ótimo reflexo e incremento nas exportações já a partir de dezembro – afirma Antônio Jorge Camardelli, presidente da Abiec.

A carne in natura segue como a categoria de produtos mais exportada. Em outubro, atingiu faturamento de US$ 450 milhões, seguida de miúdos com US$ 51 milhões de faturamento.

Da Ag. Brasil

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.