BLOG DC / Exportações do regime especial de drawback totalizam US$ 39,6 bilhões de janeiro a outubro

Exportações do regime especial de drawback totalizam US$ 39,6 bilhões de janeiro a outubro

As exportações do regime aduaneiro especial de drawback entre os meses de janeiro a outubro de 2015 totalizaram US$ 39,6 bilhões, o que representa 24,7% do total exportado no período. Comparado com os dez primeiros meses de 2014, quando as exportações beneficiadas por esse regime somaram US$ 44,5 bilhões, houve uma retração de 11%.

No mês de outubro, as exportações do regime aduaneiro especial de drawbach totalizaram US$ 3,81 bilhões, equivalentes a 23,8% do total das exportações realizadas pelo País no período. Comparado com outubro de 2014, o mês de outubro de 2015 apresentou redução de 13,3% das exportações amparadas pelo regime de drawback.

No mês de outubro de 2015, as exportações com drawback por fator agregado compuseram-se da seguinte forma: 56,2% referentes a produtos manufaturados; 24,6% a produtos básicos; e 19,2% a produtos semimanufaturados. Para o acumulado entre janeiro a outubro de 2015, a composição foi: 53% referentes a produtos manufaturados; 25,7% a produtos básicos; e 21,3% a produtos semimanufaturados;

Os subsetores que mais utilizaram o drawback em outubro de 2015 foram carne de frango in natura, minério de ferro e automóveis. Entre os bens classificados como demais produtos, destacaram-se os tubos flexíveis, armas e munições e caulim. Para os dez primeiros meses de 2015, sobressaíram-se os subsetores de minério de ferro, carne de frango in natura e aviões;

Com relação à agregação de valor no mês de outubro de 2015, o índice médio das importações/exportações foi 15%, e o índice médio de compras no mercado interno/exportações foi de 0,3%. Para o período de janeiro a outubro de 2015, o valor dos índices médios para importações/exportações foi de 17,2% e de 0,3% para compras no mercado interno/exportações;

Os principais destinos das exportações amparadas por drawback para o mês de outubro foram Estados Unidos, Argentina e Países Baixos. Considerados os dez primeiros meses de 2015, os principais países de destino foram os Estados Unidos, Argentina e China.

Fonte: Comex do Brasil

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.