BLOG DC / MDIC revisa expectativa para balança comercial de 2014

MDIC revisa expectativa para balança comercial de 2014

O Brasil exportou US$ US$ 15,6 bilhões, com média diária de US$ 782,3 milhões, em novembro de 2014. Em comparação com o mesmo mês do ano passado (US$ 1,043 bilhão), houve redução de 25%, pela média. As importações mensais foram de US$ 18 bilhões, com resultado médio diário de US$ 899,8 milhões, 5,9% abaixo da média registrada em novembro de 2013 (US$ 956,2 milhões). Com estes resultados, a corrente de comércio chegou a US$ 33,6 bilhões e houve déficit de US$ 2,350 bilhões.

No acumulado do ano, as exportações brasileiras somam US$ 207,6 bilhões, com queda de 5,7% sobre o mesmo período de 2013 pela média diária. As importações (US$ 211,8 bilhões) apresentam recuo de 3,9% neste mesmo comparativo e a corrente de comércio (US$ 419,4 bilhões) caí 4,8%. Em 2014, o saldo está negativo em US$ 4,2 bilhões.

Em entrevista coletiva para comentar os resultados da balança comercial, o diretor do Departamento de Estatística e Apoio à Exportação do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Roberto Dantas, reviu a previsão para o fechamento do ano. “O resultado de novembro, conforme dito antes, seria um divisor de águas. Diante deste resultado, o Ministério revisou a sua previsão de um pequeno superávit para uma perspectiva de déficit para o encerramento de 2014”, disse.

Dantas explicou que um dos principais fatores que influenciaram na revisão foi a redução dos preços das commodities para patamares inferiores a 2013. Como exemplo, ele citou o minério de ferro (-21,0%), o milho (-21,3%) e a soja, (-4,4%). Outro componente analisado foi a queda acentuada da demanda Argentina com redução das exportações brasileiras de 27%, de janeiro a novembro de 2014.

O diretor do MDIC avaliou, contudo, que o atual déficit representa apenas 2% do total das exportações no ano. Em comparação com janeiro a novembro de 1998, período em que houve maior déficit (US$ 6,1 bilhões), este número é de 11%. “O déficit desse ano é seis vezes menor, em termos relativos, do que o déficit computado em 1998”, considerou Dantas.

Os principais países de destino das exportações, no acumulado de 2014, foram: China (US$ 38,5 bilhões), Estados Unidos (US$ 24,7 bilhões), Argentina (US$ 13,3 bilhões), Países Baixos (US$ 12,3 bilhões) e Alemanha (US$ 6,1 bilhões). Já os principais países de origens das importações brasileiras no ano foram: China (US$ 34,6 bilhões), Estados Unidos (US$ 32,7 bilhões), Argentina (US$ 13,1 bilhões), Alemanha (US$ 12,9 bilhões) e Nigéria (US$ 8,5 bilhões).

Fonte: MDIC

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.