BLOG DC / Saiba o que é exportação aérea e quais as etapas logísticas do processo de carga aérea

Saiba o que é exportação aérea e quais as etapas logísticas do processo de carga aérea

Atualmente, exportar produtos usando avião é uma alternativa bastante interessante para muitas empresas e de vários portes. Só que para isso dar certo é preciso entender o que é exportação aérea e como ela funciona em etapas. 

E antes que você pense que esse é um texto muito leviano ou simples, calma. Nós vamos falar de maneira simples para que todos entendam e a importância do assunto é o que mais importa aqui. Afinal, esse pode ser um diferencial competitivo para você vender mais!

O texto ficou organizado do seguinte modo:

  • O que é exportação aérea
  • Como funciona a logística aérea
  • O que é necessário para uma empresa exportar
  • Qual a importância do modal aéreo para a logística

E vamos lá, leia com atenção cada tópico e já comece a pensar na exportação área como forma de alavancar o seu negócio ou mesmo de buscar redução de gastos, como com a armazenagem de produtos, por exemplo. Explicaremos tudo abaixo!

O que é exportação aérea

A primeira coisa é entender o que é exportação aérea. É a partir desse tópico que você vai começar a estudar de forma mais realista sobre essa possibilidade de entregar produtos em outros países. A exportação aérea é feita usando o avião como meio de transporte.

Todos eles devem seguir normas e orientações técnicas, como as que são embasadas na Air Transport Association (IATA). A principal vantagem de exportar por meios aéreos é a rapidez na entrega, como veremos nos próximos tópicos. Para entregas urgentes, é uma ótima ideia.

Por outro lado, considere que também há desvantagens na exportação aérea. Isso porque devido às limitações, ela se torna mais indicada para mercadorias menores e leves. E acaba não sendo tão bem aceita quando o assunto é commodities.

Recentemente, a imprensa brasileira noticiou que uma empresa de café recorreu a aviões para exportar. No entanto, o transporte ficou mais caro do que usar navios. O fato é pontual, já que normalmente o que é enviado por vias aéreas são produtos industrializados, como café torrado. Leia a notícia aqui.

Como funciona a logística aérea

Esse tópico pode parecer que será o mais longo e mais teórico, mas não é verdade. Isso porque a ideia desse artigo é que você entenda o que é exportação aérea e como ela pode ser uma alternativa viável para você e para a sua empresa. Por isso, vamos simplificar tudo.

De um modo bastante resumido, a gente pode considerar apenas três etapas mais importantes que tornam possível a exportação para empresas brasileiras. Sendo assim, nós temos um processo logístico aéreo feito na seguinte ordem:

  • Documentação – com contratos e emissões de documentos fiscais
  • Carregamento – que é a parte mais prática, com a conferência dos produtos
  • Monitoramento – que é o acompanhamento do trajeto até a entrega final

É por esse simples formato de “just in time”, que a exportação aérea se torna uma opção de transporte viável para muitos empreendedores. Afinal, a velocidade da entrega é uma das mais ágeis entre todos os modais atualmente disponíveis.

O que é necessário para uma empresa exportar

Já vimos o que é exportação aérea e como funciona a logística dela. Agora é hora de a gente saber sobre as exigências para que as empresas brasileiras possam fazer isso. De novo, saiba que não vamos entrar nos mínimos detalhes e somente dar uma visão geral dos pontos.

No site da Apex Brasil você encontra todos os detalhes iniciais para quem quer exportar.

Primeiro vem a preparação da mercadoria. Ou seja, é preciso ter um contrato feito com o importador, que é quem vai comprar os produtos. Aí vem a parte da certificação, que nada mais é do que a autorização dos governos. Geralmente, há licenças para formalizar isso.

Tem também a parte da emissão da declaração única de exportação. Sobre a documentação, que é uma das etapas logísticas do processo de carga área, a gente tem: fatura comercial, conhecimento do embarque, certificado de origem, seguro de transporte, nota fiscal, etc.

Como exportar sem complicações

Em um primeiro instante, isso tudo pode parecer informação demais para você, não é? Ainda mais se você estiver estudando o tema pela primeira vez. É por isso que contar com empresas especializadas em logísticas pode representar um ótimo custo-benefício: elas facilitam tudo.

A DC Logistics atua com o transporte área e dispõe de preços competitivos. São quase 3 décadas de experiência no mercado logístico e diversos prêmios da Infraero pela eficiência nas soluções apresentadas. Confira alguns números da DC:

  • Mais de 6900 toneladas carregados em 2020
  • 30 opções consolidadas de importação aérea
  • Milhares de embarques aéreas em 3 décadas
  • Relacionamento com as companhias aéreas
  • Parceria com agentes de origem e follow up
  • Profissionais capacitados no atendimento

A gente ainda vai falar sobre mais um ponto importante da exportação aérea, que tem a ver com a importância desse modal para a logística do mundo. Então, para não alongar o assunto, se você tiver interesse em conhecer a DC, entre em contato diretamente pelo site.

Cotação de frete com a DC Logistics Brasil

Qual a importância do modal aéreo para a logística

Por fim, toda essa explicação sobre o que é exportação aérea deixa claro a importância desse tipo de transporte para o Brasil e para o mundo. Até mesmo porque a lista de vantagens de exportar por avião é bem extensa.

Já fizemos um texto falando dos benefícios do transporte aéreo, leia aqui.

E passa por eficácia para entregas urgentes, acesso a mercados que outros meios de transporte não permitem, redução de gastos com armazenamento, segurança no envio dos produtos, menos custo com embalagens e muito mais.

Portanto, o que temos é um tipo de transporte para exportação que é viável e possível para muitas empresas, sendo versátil e prático.

Além do mais, quando se toma os devidos cuidados com a logística e documentos, a ideia pode ser a solução para quem visa alavancar os negócios.