Saiba o que é Logística 4.0 – exemplos e benefícios

Uma produção em larga escala indica um grande volume de produtos. Logo, estoques cheios com itens disponíveis para a demanda. Essa era uma ideia que dava certo. Só que hoje, não mais. Essa mudança de visão e de cultura tem tudo a ver com a Logística 4.0.

Que pode ser vista como a melhor estratégia está na experiência do cliente e na fabricação apenas o que é necessário para o curto tempo.

 O conceito permite vantagens alinhadas ao faturamento da empresa, diminuindo o consumo de matéria-prima, os altos níveis de estoque e tornando os processos de entregas mais otimizados. Interessante, não achou?

Então, continue lendo este conteúdo para entender tudo sobre o assunto.

  • O que é Logística 4.0
  • Os exemplos de Logística 4.0
  • Qual é o impacto da Logística 4.0
  • Como implementar a Logística 4.0 na sua empresa

O que é Logística 4.0

O termo acompanha a 4ª Revolução Industrial ou Indústria 4.0. A principal característica da Logística 4.0 tem a ver com as mudanças nos processos, que aconteceram a partir de tecnologias, automatizações e da digitalização. É a busca constante por melhorias.

Na área logística, é possível ver um impacto positivo direto na redução de custos e na qualidade dos serviços prestados (especialmente, no armazenamento e na entrega). Com o uso de novos equipamentos, técnicas e modelos de trabalho, o ambiente se modernizou.

Tudo isso se tornou possível devida a adaptação da tecnologia da informação para o contexto industrial. Por isso, o uso de termos cada vez mais comuns nessa área, como sistemas de automação, robôs, IA (Inteligência Artificial) e IoT (Internet das Coisas).

Na prática, vale muito a pena observar que essa interconexão da tecnologia com a indústria impactou diretamente a gestão de supply chain. Com isso, é possível coletar e analisar os dados de maneira centralizada e em busca das melhores tomadas de decisões.

Os exemplos de Logística 4.0

A partir do conceito de Logística 4.0, podemos observar as novas tecnologias que estão mais presentes nessa área. Aliás, há uma ligação direta com a melhora dos processos operacionais e também com o ambiente corporativo e de liderança. Veja os exemplos.

Logística 4.0

A Internet das Coisas

É o que faz com que os aparelhos se conectem através da internet. É uma tecnologia mais simples de ser observada porque é muito comum para usos domésticos, além dos industriais. Um bom exemplo é o celular, que se conecta com veículos, máquinas, drones, etc.

A característica tem a ver com o envio e recebimento de dados digitais, onde a conexão pode ser usada em várias etapas do trabalho.

O Big Data

Muito importante para a cadeia industrial porque permite que grandes volumes de dados não estruturados sejam analisados de modo simples. A tecnologia torna possível relacionar essas informações, o que nos leva a uma visão mais ampla de todo fluxo produtivo do negócio.

É possível entender o Big Data através das suas vantagens. Por exemplo, a integração de volumes gerados em vários ambientes, aceita várias fontes de informação, faz tudo em um processamento rápido e altamente confiável. Logo, gera benefícios reais para os gestores.

A computação em nuvem (cloud computing) 

É um tipo de tecnologia que fez com que os dados de uma empresa pudessem ser virtualizados, isto é, levados para um ambiente seguro. Tudo acontece através do envio, do recebimento e do gerenciamento de computadores, sem a necessidade de espaço físico.

A computação em nuvem ou cloud computing traz vantagens também na mobilidade. Porque além da questão digital, também permite que os documentos ou arquivos sejam acessados de qualquer lugar e a qualquer momento.

O machine learning

Outro dos exemplos da Logística 4.0 é o machine learning. Ele é uma forma de fazer com que as máquinas possam analisar as informações recebidas. Como consequência, temos uma melhoria nos dados ligados à segurança ou estoque, por exemplo.

É como um software que permite que a inteligência artificial (IA) seja aplicada. Já a IA é uma tecnologia que torna possível que máquinas repliquem o comportamento humano. Inclusive, ela também tem o seu papel de importância no setor logístico.

A DC Logistics faz isso através da robotização de mensagens. Essa automatização permite que um diálogo pré-definido com o cliente aconteça. Ao passo que perguntas comuns podem ser respondidas brevemente, simulando uma conversa humana.

Qual é o impacto da Logística 4.0

Para uma empresa, o impacto dessas novas tecnologias que atuam na digitalização de processos pode ser visto através dos benefícios diretos no dia a dia. Aliás, esse é um conceito que se mostra como diferencial competitivo cada vez mais, proporcionando um ambiente moderno.

Logística 4.0

A análise de dados

Entender o que é Logística 4.0 nos leva ao principal objetivo dela, que é a melhoria na análise de dados. Há bastante tempo, o investimento em tecnologia potencializa os resultados de todas as empresas. Com informações mais rápidas e precisas, os processos são otimizados.

Você também vai gostar de ler: as vantagens de adotar uma cultura data driven

A redução de perdas

A partir da coleta e análise dos dados, rapidamente chegamos às áreas de produtos e de estoque. Assim, dá para reduzir perdas sem que seja necessário fazer recontagens ou impasses que poderiam atrasar as entregas e os resultados.

A redução de custos

Como consequência direta de toda automatização e melhores tomadas de decisões, fica mais fácil se chegar na redução de custos. Inclusive, as próprias diminuições de perdas indicam esse benefício de uma operação mais eficiente e com mais lucro.

A estratégia de negócios

Supply Chain. Já mencionamos que um viés muito importante das tecnologias chega até essa área da logística. Dessa forma, as organizações podem criar estratégias mais alinhadas com os objetivos. E dá para monitorar todo fluxo, otimizando o tempo de trabalho.

A satisfação dos clientes

Inevitavelmente, os clientes passam a ser melhores atendidos e ficam mais satisfeitos. Nessa hora, fica claro um impacto da Logística 4.0: na experiência do consumidor. 

Com menos erros nos pedidos e informações mais organizadas, a empresa pode oferecer mais competitividade.

Como implementar a Logística 4.0 na sua empresa

Depois dos exemplos e benefícios da Logística 4.0 é importante saber como inserir esse conceito dentro da sua empresa. De maneira resumida, é preciso identificar as necessidades e criar as prioridades para que o plano de ação funcione. Conheça as principais etapas para isso.

Logística 4.0

A mudança cultural

O termo é totalmente ligado à tecnologia. Só que a ideia de implementar esse conceito só vai dar certo se houver uma mudança cultural no fit da empresa. Esse pensamento vai alterar a forma de pensar, de agir e de tomar decisões por parte de todos os colaboradores.

Durante essa etapa, vale muito a pena investir em treinamentos regulares para que exista um acompanhamento geral, de todos os participantes, sobre os novos sistemas e processos. Dessa forma, a mudança acontece na prática.

O investimento em tecnologia

A tecnologia é o assunto mais importante. No entanto, o erro está em escolher uma das ferramentas ou soluções e aplicar sem conhecimento. É preciso saber o que realmente faz sentido para o seu negócio. Estude e valide todas as opções para ter essa resposta.

As novas estratégias de negócios

Com esse passo a passo, a integração de processos será uma realidade e poderá ser aplicada diretamente na cadeia de suprimentos. Dessa forma, o fluxo vai do fornecedor até a transportadora e toda informação estará disponível de maneira ágil e em tempo real.

Um bom exemplo vem da comunicação com embarcadores, transportadores e demais parceiros. O que torna possível reduzir o retrabalho, diminuir gastos e falhas, além de tornar o processo todo mais confiável.

Resumo: entenda a Logística 4.0 como estratégia de negócios

Após a leitura, um breve resumo indica que a Logística 4.0 é uma evolução do processo tradicional dessa área. A característica principal tem a ver com o investimento em tecnologias para a gestão de Supply Chain e para aumentar o market share das empresas.

Cada vez mais, a tendência indica a automatização das atividades, aumentando a produtividade e o ganho de eficiência em todas as operações.

Compartilhe nas Redes Sociais

Facebook
Twitter
LinkedIn

Notícias Mais Lidas

Categorias

Assine a nossa Newsletter

Conheça nossos e-books

Pular para o conteúdo