Posts

Ano Novo Chinês 2021 e a logística internacional: o que mudou com a pandemia?

Ano Novo Chinês 2021 e a logística internacional: o que mudou com a pandemia?

Enquanto o ocidente celebra o Réveillon em 31 de dezembro, o Ano Novo Chinês 2021 ocorrerá somente em 12 de fevereiro.

 Isso porque, o país asiático considera o calendário lunar, enquanto as demais nações se guiam pelo calendário gregoriano.

Mas o Ano Novo Chinês 2021 é uma data que já gera expectativas no mundo todo, principalmente para o Comércio Exterior.

Existem muitas previsões sobre como esta virada específica afetará as importações nos dias que estão por vir, principalmente neste cenário de pandemia. Pois, existem medidas de segurança sendo avaliadas que vão interferir diretamente no funcionamento das empresas, que devem parar antes do que o previsto.

Então, acompanhe a leitura e saiba como se antecipar aos impactos que o Ano Novo Chinês 2021 trará para a economia mundial e para seus negócios de importação e exportação!

Quais as previsões do Ano Novo Chinês 2021?

O Ano Novo Chinês 2021 é regido pelas energias do Boi de Metal. Entretanto, não é sobre esta previsão que vamos falar aqui hoje.

Pois, apesar de os chineses levarem muito a sério as influências astrológicas, neste conteúdo apresentaremos as principais previsões sobre o Comércio Exterior e como elas impactarão os negócios.

A começar pelas expectativas de recuo do dólar. Conforme compartilhado pelo portal “Autodata”, os importadores esperam melhoras no cenário que está por vir, principalmente no segmento de automóveis.

A expectativa do setor é de que também haja redução dos impostos de importação. E isso afetará diretamente quem realiza negócios com as montadoras ou conta com peças de produção de carros chineses.

Outra tendência que deve se tornar realidade com o Ano Novo Chinês 2021 são os resultados da política econômica “China Plus One”.

Com ela, o país quer diversificar as fronteiras da sua cadeia de produção mundial, conforme explica o portal “InfoMoney”. Desta forma, a China busca desenvolver seu mercado doméstico, mas sem perder o foco no potencial exportador.

Além disso, antes mesmo do Ano Novo Chinês 2021 chegar, já haverá mudanças nas importações do país. Conforme divulgado no fim de novembro, a partir do 1º de janeiro será proibida a importação dos últimos tipos de resíduos sólidos permitidos no país.

São materiais como plástico, peças de automóveis, papel, sucatas e materiais de madeira ou têxteis, por exemplo, que antes eram reutilizados como matérias-primas industriais.

A pandemia e as comemorações

Todos os anos, devido ao Ano Novo Chinês, milhares de pessoas viajam pela China para participarem das cerimônias, sejam como turistas, ou com a família e amigos.

Entretanto, no ano passado, quando a data chegou, o país enfrentava graves consequências da pandemia do coronavírus. Ele era menos conhecido, mas os registros aumentavam com velocidade.

Com isso, como noticiado pelo portal “G1”, Pequim cancelou as suas famosas celebrações e muitos pontos turísticos visitados no período do ano foram fechados, até mesmo a Cidade Proibida.

Logo, as decisões impactam o turismo e a economia asiática. Além disso, o isolamento social também reduziu as atividades comerciais e industriais.

Agora o cenário mudou. E a Covid-19 está prestes a ser combatida pela vacinação. Ainda não há definições sobre como serão as festividades do Ano Novo Chinês 2021.

Os negócios devem parar entre 15 dias e uma semana antes do Ano Novo Chinês. Inclusive, o governo está incentivando a parada com duas semanas de antecedência, visando evitar aglomerações das pessoas que transitam pelo país nesta época do ano.

Contudo, a China já anunciou, segundo o portal “Observador”, que iniciará a vacinação de dois milhões de pessoas em Sichuan. E que, após o Ano Novo Chinês, pretende iniciar a vacinação da população em geral.

E como esta data impacta a logística internacional?

Segundo dados do Icomex (Boletim de Comércio Exterior) da FGV (Fundação Getúlio Vargas), e divulgados pela Agência Brasil, a China importou US$ 4,5 bilhões em julho de 2020. Do começo do ano até este mês, foram US$ 21,9 bilhões.

Com isso, a nação é uma das principais fontes de contribuição para o superávit da balança comercial brasileira.

Logo, quando falamos em Comércio Exterior, toda e qualquer data que esteja relacionada à economia chinesa reflete na logística internacional.

Recentemente, trouxemos aqui em nosso blog dicas para enfrentar os backlogs no modal aéreo. Neste conteúdo, explicamos como as peak seasons, ou seja, datas festivas, afetam os transportes internacionais.

E o Ano Novo Chinês 2021 é uma das celebrações que causam mais impactos. Isso porque, é um período agitado para o comércio asiático e todos que estão relacionados.

Por isso, é importante realizar um planejamento logístico o mais completo possível. Para que, assim, as surpresas do Ano Novo Chinês 2021 não impactem negativamente nas suas negociações.

Dicas para evitar problemas com a logística relacionada ao Ano Novo Chinês 2021

Ano Novo Chinês 2021 e a logística internacional: o que mudou com a pandemia?

Quando falamos em comércio exterior, toda data chinesa que esteja relacionada à economia reflete na logística internacional.

 

 

 

Sabemos que, nesta época do ano, os trabalhadores costumam prolongar suas folgas na China. Porém, devido à COVID-19, as empresas do país devem antecipar ainda mais o seu recesso, prolongando a pausa em relação aos anos anteriores.

As previsões indicam a paralização dos negócios a partir do dia 15 de janeiro para evitar as aglomerações. Isso porque existe no período uma intensa movimentação de chineses que residem nos grandes centros para áreas mais distantes.

Além disso, a logística internacional, que já sofre grandes gargalos devido à alta demanda e baixa disponibilidade de aeronaves e containers, será impactada com esta festividade e as mudanças nos funcionamentos das operações asiáticas devido ao Ano Novo Chinês.

Logo, a melhor forma de evitar problemas é antecipar os pedidos. Sendo assim, conte com um agente de carga que evite interrupções nas suas movimentações. Afinal, cargas paradas são um grande problema para suas negociações.

Por fim, uma outra sugestão é já iniciar a negociação com armadores e transportadores, para evitar a prática da blank sailing. Estabeleça já os valores de frete junto a eles neste fim de ano, enquanto os preços estão mais baixos.

Prepare-se para comemorar!

Estas e muitas dicas compartilhadas acima já foram apresentadas em nosso blog, em conteúdo sobre como o Ano Novo Chinês pode afetar as comercializações.

Entretanto, lembrá-las nunca é demais, uma vez que esta peak season acontece todos os anos. E, com ela, chegam também questões que anualmente merecem a atenção de quem atua com importação e exportação com foco neste país asiático.

Agora, ao seguir todas as orientações, o Ano Novo Chinês 2021 será um motivo de comemoração para os seus negócios, pois você alcançará os resultados esperados, sem que estes fatores afetem a sua produtividade.

Para isso, você pode contar com as soluções da DC Logistics Brasil. Estamos preparados para oferecer a logística internacional que contribui com a sua tranquilidade ao importar e exportar.

Quer saber mais sobre os nossos diferenciais que possibilitam uma logística que se adapta às suas necessidades? Então entre em contato e solicite sua cotação de frete sem compromisso. Queremos te ajudar a obter mais qualidade em todas as suas operações.

Cotação DC Logistics Brasil

 

FONTES:

Portal Autodata – https://www.autodata.com.br/noticias/2020/10/30/importadores-esperam-recuo-do-dolar-em-2021/32369/

InfoMoney – https://www.infomoney.com.br/colunistas/matheus-tavares-dos-santos/china-superpotencia-a-estrategia-e-os-desafios/

Estado de Minas – https://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2020/11/27/interna_internacional,1214998/china-proibira-completamente-importacoes-de-residuos-a-partir-de-2021.shtml

Agência Brasil – https://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2020-08/china-se-mantem-como-principal-contribuinte-para-superavit-brasileiro

Blog DC Logistics – https://dclogisticsbrasil.com/5-dicas-para-enfrentar-os-backlogs-no-modal-aereo/ , https://dclogisticsbrasil.com/descubra-como-o-ano-novo-chines-afeta-suas-importacoes/

G1 – https://g1.globo.com/mundo/noticia/2020/01/23/pequim-cancela-festas-de-ano-novo-chines-por-conta-de-epidemia-de-coronavirus.ghtml

Observador – https://observador.pt/2020/12/09/covid-19-provincia-chinesa-vai-vacinar-de-urgencia-dois-milhoes-de-pessoas-apos-detetar-surto/

 

Descubra como o Ano Novo Chinês afeta suas importações!

Descubra como o Ano Novo Chinês afeta suas importações!

Brasil e China são países com uma importante relação de comércio exterior, mas suas diferenças culturais e distância geográfica exigem atenção para que determinadas datas, como o Ano Novo Chinês, não afetem o bom andamento dos negócios.

Muitos empresários estão acostumados apenas com as peculiaridades do calendário ocidental, se esquecendo de que em países mais distantes existem feriados muito diferentes dos nossos e vice-versa.

O grande problema de não se atentar ao calendário chinês, principalmente em datas relevantes como o Ano Novo, são os eventuais transtornos que podem acontecer em relação aos prazos de entrega das importações, que podem trazer muitos empecilhos!

Saiba mais a seguir sobre o tema e descubra como evitar esses problemas!

Entenda os impactos que o Ano Novo Chinês provoca nas importações

Entre todos os feriados do povo chinês, o Ano Novo é considerado o mais importante de todos.

Para se ter uma ideia da importância que o Ano Novo Chinês tem para os habitantes, todos costumam tirar uma semana de folga de seus trabalhos, fazendo com que todas as linhas de produção no país parem.

Sabendo disso, muitos importadores brasileiros e de outras partes do mundo costumam antecipar as suas compras, a fim de garantir que os produtos adquiridos cheguem a tempo.

Isso gera um aumento significativo na demanda das fábricas, que podem acabar não aceitando pedidos de última hora.

Mantenha-se atento aos prazos estabelecidos pelos fabricantes

Mantenha-se atento aos prazos estabelecidos pelos fabricantes

No período que antecede o Ano Novo Chinês, os fabricantes do país aceitam apenas pedidos que terão capacidade de ser entregues antes que o feriado comece a ser comemorado.

Ao contrário do que ocorre em nosso país, em que algumas fábricas operam com meia produção ou sob demandas especiais em tempos de feriados prolongados, a produção chinesa só é iniciada e os pedidos reestabelecidos depois desse período de folga.

De acordo com especialistas mencionados em uma matéria do site China Link Trading, o prazo médio para as entregas, dependendo do tipo de produto e caso a fábrica esteja sem acúmulo de pedidos, é de 45 dias.

Apesar do tempo de folga durar apenas uma semana, porém, muitos fabricantes costumam estender a pausa por mais uma semana, somando 15 dias parados e fazendo com que esse período para a entrega dos pedidos dobre.

Outro ponto importante é que esse tempo de recesso pode variar, ou seja, algumas fábricas podem conceder a folga antes ou depois do Ano Novo Chinês.

Ainda de acordo com a reportagem citada anteriormente, o período que compreende as datas de 20 de janeiro até os últimos dias de fevereiro geralmente é marcado por baixas ou nenhuma atividade dos importadores, já que as fábricas param totalmente.

Negocie com armadores já no fim de ano ocidental

Os armadores ou transportadores marítimos têm o hábito de aproveitar as datas comemorativas, como é o caso do Ano Novo Chinês, para realizar uma prática conhecida como “blank sailing”. Ela consiste no cancelamento da viagem que seria realizada pelo navio, reduzindo a oferta, e dependendo da demanda poderá inflacionar os valores de frete.

Geralmente, nessa época, os armadores podem estabelecer mais de uma “blank sailing” por semana, podendo interferir nos embarques e causar atrasos, já que ocorre um acúmulo de cargas que não conseguem ser embarcadas antes do feriado.

Por conta dessa questão, é altamente recomendado que os valores de frete junto aos armadores sejam estabelecidos já na eminência do fim do ano, enquanto os preços ainda estão relativamente mais baixos.

Faça um planejamento logístico ainda mais detalhado nessa época do ano

Antes de fazer qualquer importação durante o período que antecede ou mesmo depois do Ano Novo Chinês, tenha certeza de que o seu planejamento logístico está bem definido e detalhado.

O motivo para isso é simples: não são apenas as fábricas que param nesse período do ano, mas também todos os serviços fundamentais ao processo de importação!

Seja os serviços de transporte até o porto ou espaços de armazenamento, o processo de desembaraço no país de origem ou mesmo os serviços de embarque no navio estarão sem funcionar durante longos dias, por isso é primordial manter-se atento.

Esteja alinhado com cada prestador de serviço que será responsável por cada etapa de sua importação ou garanta que o seu operador logístico evite que você se depare com um serviço parado em determinada data sem estar esperando por isso.

Como cada etapa é relevante e afeta os prazos como um todo, é essencial que tudo esteja alinhado e bem planejado para que nenhuma entrega seja comprometida pelas peculiaridades do Ano Novo Chinês!

Saiba quais são os principais desafios desse período e como saná-los de maneira eficiente

Saiba quais são os principais desafios desse período e como saná-los de maneira eficiente

Alguns dos desafios do Ano Novo Chinês são comuns entre todos os empresários que realizam importações junto ao país e podem ser sanados por meio de cuidados básicos. Confira os principais deles:

Frete internacional inflacionado

Conforme mencionamos anteriormente, na eminencia do feriado, muitos empresários antecipam os seus pedidos para garantir os prazos de entrega, fazendo com que a demanda aumente expressivamente.

Isso aumenta o valor do frete internacional, portanto é necessário que o planejamento do orçamento considere a elevação do valor total da importação por conta desse fator.

Aumento do tempo de produção

Com a antecipação dos pedidos feitos pelas empresas às indústrias por conta da pausa no mês de fevereiro, a demanda será maior e, consequentemente, também o tempo de produção dos produtos.

Para evitar atrasos decorrentes desse aumento, é importante antecipar a programação das compras, fazendo com que as importações considerem a janela maior de produção e cheguem no tempo planejado.

Entraves logísticos

No período do Ano Novo Chinês, não são apenas as fábricas e o transporte marítimo que sofrem problemas.

Muitas cargas podem ficar paradas, dificultando a contratação de armazéns para a estocagem de contêineres.

Além disso, o próprio transporte rodoviário entre as fábricas e os portos ou terminais é comprometido nessa época do ano, portanto é preciso estabelecer um planejamento preciso em relação às contratações e antecipar-se o máximo possível.

Eventual descompromisso com as cargas

A eminência do feriado no Ano Novo Chinês pode fazer com que os profissionais chineses fiquem ansiosos e adotem um ritmo mais lento que o normal na operação das cargas.

Por conta da diferença entre a realidade vivida no país de origem dos produtos, a relevância dada pelos profissionais na China às movimentações pode ser menor que a esperada pelo importador, gerando frustações.

Trata-se de uma época que exige paciência, muito planejamento e, principalmente, o estabelecimento de boas parcerias!

Você já sabia como o Ano Novo Chinês afeta as importações? Se ficou com alguma dúvida sobre o assunto, entre em contato conosco!

Se tem interesse em saber como podemos contribuir para você realizar suas importações com tranquilidade e eficácia durante esta data tão importante, clique abaixo e entre em contato conosco!

Solicite uma cotação