Posts

Exportação de commodities

Saiba como é feita a exportação de commodities no Brasil

Saiba como é feita a exportação de commodities no Brasil

O Brasil está entre os países que mais exportam no mundo. Se o assunto é sobre a exportação de commodities, mais ainda. Tanto é que sempre aparecemos no top 5 dos exportadores agrícolas do mundo. Mas, como é feita a exportação dessas matérias-primas? Descubra!

O que são as commodities

Obviamente, se você está lendo esse conteúdo é porque já sabe o que são as commodities. No entanto, trazer esse conceito de forma resumida se faz importante para que o restante da leitura seja mais simples e prática. Veja só: esse será um tópico breve.

As commodities são produtos que servem de matéria-prima e podem ser produzidos em larga escala. A melhor forma de apresentar isso é citando exemplos: soja, petróleo, celulose, etc. A característica mais importante é que tem um preço fixado, como se fosse uma moeda.

Por isso, a grande vantagem em exportar commodities está ligada ao volume da venda. Até mesmo porque são matérias-primas fundamentais para a indústria e com essa alta circulação, o volume se torna maior cada vez mais. Hoje, o Brasil é uma potência nas commodities.

A exportação de commodities no Brasil

A partir de dados da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), em valor monetário (e não em volume exportado), o Brasil entra no top 5 dos maiores exportadores agrícolas do mundo, com um valor de US$ 55,4 bilhões.

Exportação de commodities

Assim, fica bem perto da França (US$ 68 bilhões) e da Alemanha (US$ 70,8 bilhões). E um pouco mais distante da Holanda (US$ 79 bilhões) e dos Estados Unidos (US$ 118,3 bilhões), que foram os maiores exportadores agrícolas do mundo em 2021.

Aqui vale a curiosidade para o fato de que não é de hoje que o Brasil se destaca no mercado de exportação de commodities. Em 2020, por exemplo, mais de 20% do nosso PIB veio do agronegócio, sendo que metade disso tem relação direta com as exportações.

Por aqui, os principais produtos exportados hoje em dia são: soja e carne bovina.

Como é feita a exportação de commodities no Brasil

Agora que já sabemos uma parte da teoria e alguns dados relevantes, vamos ao tema central deste artigo. Em um primeiro momento, todos sabemos que a principal via para exportar soja, carne bovina, celulose, minério de ferro e outras commodities vêm das vias marítimas, certo?

Mas, vamos pontuar alguns detalhes sobre as principais commodities do Brasil, veja só!

Soja

Atualmente, o Brasil é considerado o maior exportador de soja do mundo, sendo que responde a metade de toda produção do grão no Planeta. A mercadoria é matéria-prima para a produção de vários alimentos, além de ser usada em biodiesel também.

No mercado nacional, a demanda de soja é enviada por caminhões e trens. Já para a exportação, temos o transporte marítimo como melhor alternativa, considerando que o custo dessa via é um fator de escolha dos produtores.

No Brasil, a maior parte da soja sai pela costa do Golfo do Mississippi. Isso porque o mercado consumidor vem em maior parte para a China. A mesma ideia vale para o milho, que também é um tipo de grão.

Carne Bovina

O Brasil é o país com o maior rebanho de bovinos do mundo. Isso dá algo bem próximo de 15% de todo rebanho que existem na Terra. Logo, também somos o maior produtor e exportador global dessa carne. A parte da exportação é dividida entre os tipos de carnes exportadas.

Por exemplo, os frigoríficos que pensam em exportar ou já exportam carne bovina in natura devem ter habilitações e fazer isso através de contêineres, que levam em caminhões até o embarque dos navios.

Também é preciso saber se ela será congelada (duram até 2 anos) ou apenas resfriada (duram 120 dias). A maior quantidade de carne bovina in natura que temos vai para a China e a parte industrializada vai para os Estados Unidos, na maior parte.

Minério de Ferro

Aí vem o Minério de Ferro, que é uma curiosidade à parte. Afinal, nós temos a segunda maior reserva de minério de ferro do mundo, sendo que ocupamos também a segunda posição entre os exportadores globais dessa commodity. A China compra 70% da nossa exportação.

O minério de ferro é usado na produção de aço. Mas, como exportar ele? Também por via marítima. Assim, os armadores solicitam um background da mineradora e o navio é fretado. Na média, um transporte desse pode carregar 180 mil toneladas métricas do produto.

Celulose

A exportação de celulose é interessante porque essa é a matéria-prima para fazer o papel, tecidos, aditivos e até mesmo comprimidos. O Brasil tem a 6ª maior produção do mundo de celulose e o principal mercado consumidor é a China, seguida de Estados Unidos e Itália.

O curioso é que por ser um tipo de produto difícil de ser compreendido na prática (porque vemos o papel pronto, mas raramente a celulose) quase ninguém sabe como ele vai para outros países. O mais comum é que isso seja feito em formato de placas de celulose.

Petróleo

Vai dizer que não é a curiosidade de muita gente saber como o petróleo é enviado para outros países? Só que isso é bem fácil de ser respondido: através de barris. Então, o transporte do produto até as refinarias e indústrias é feito por oleodutos, gasodutos, navios-petroleiros ou terminais marítimos.

Logo, também é usando esse fim marítimo, pensando em barris ou tanques de petróleo, o que torna a venda para o exterior totalmente possível e padronizada. Atualmente, o maior comprador de petróleo do Brasil é a China e a Petrobras, a segunda maior empresa em extração do produto no mundo.

Vale a pena exportar commodity?

Se você tem uma empresa de commodity ou trabalha em uma, com certeza, sabe da importância da exportação para o desenvolvimento e crescimento do negócio. A primeira vantagem vem da chance de chegar a novos mercados e vender mais, obviamente.

Também é importante que se saiba que quando esse processo acontece, a mercadoria passa a ter o preço a partir da cotação do mercado e não pelo valor estipulado na produção. De todo modo, passar pelas etapas é fundamental, como fase comercial, aduaneira, embarque, etc.

Na dúvida, consulte quem entende do assunto. Nós, da DC Logistics Brasil, somos experientes no assunto das exportações, inclusive, no transporte marítimo de commodities. Por isso, temos reconhecimento internacional que reafirma a qualidade do nosso serviço.

Para saber mais, acesse a nossa página e faça uma cotação sem compromisso.

Exportação de commodities