Posts

Contêiner: conheça a história e os benefícios de usá-lo na sua logística!

Você consegue imaginar como era a logística antes do uso de contêiner? A necessidade de armazenamento é algo que sempre existiu, mas nem sempre esse recurso esteve disponível, principalmente se levarmos em consideração que as navegações para o transporte de produtos remetem à antiguidade. 

Antes do contêiner, o transporte era feito sem muita organização e padronização. Sem contar no armazenamento, em que os armazéns não ofereciam toda a segurança que diversos produtos exigem.

A maneira mais segura existente para transportar cargas veio para mudar essa realidade. Eles são mais fáceis de transferir, evitam acidentes e reduzem prejuízos comuns à logística. Saiba mais sobre os contêineres a seguir!

Confira uma breve história do uso de contêiner

Com a revolução industrial, a necessidade de pensar melhores soluções para armazenar e transportar cargas se tornou urgente. Foi só a partir de 1955 que a solução conhecida como contêiner viria a ser moldada, transformando para sempre a história.

Foi o empresário americano Malcom McLean, nascido na Carolina do Norte, que trouxe esse novo conceito para o mundo. McLean se dedicava ao ramo de transportes rodoviários e uma experiência que lhe deu o importante insight para a sua nova ideia.

Durante uma entrega para um cliente, Malcom acompanhou a forma como eram feitos os carregamentos e descarregamentos. O processo era totalmente braçal e envolvia o esforço de muitas pessoas – o que era pouco produtivo e de alto custo.

Quanto mais tempo os produtos ficavam parados, menos dinheiro os empresários faziam.

Ele precisava de uma solução para esse problema e começou a testar formatos do que viria a ser o contêiner, procurando um resultado mais resistente, padronizado, empilhável e fácil de carregar.

Em 1968 os formatos dos contêineres passaram por transformações, chegando muito mais próximo dos conhecidos hoje em dia.

Especialistas colocam o contêiner como uma das invenções que mais impulsionaram o processo de globalização nos últimos 60 anos.

Para se ter uma ideia, em uma matéria sobre o tema no Diário do Comércio, o advento do contêiner é comparado à reinvenção da roda! Muitos dos contêineres construídos há mais de 60 anos, inclusive, ainda estão em condição de uso.

Isso só mostra que, além das facilidades oferecidas pelo contêiner, ele ainda tem uma vida longa, podendo facilmente passar de 120 anos.

Saiba mais sobre os contêineres marítimos

Saiba mais sobre os contêineres marítimos

É impossível falar em contêiner sem tratar dos contêineres marítimos. Eles são compostos por materiais de alta resistência e viajam o mundo inteiro em navios gigantes.

O cargueiro chamado de Emma Maersk, por exemplo, tem capacidade para transportar cerca de 15 mil contêineres de uma vez só.

Para compreender sua relevância, pense que, sozinho, o Emma Maersk substitui o trabalho de 17 mil caminhões carregados, de acordo com uma matéria especial do site Transporta Brasil!

É fácil entender porque todo o comércio marítimo mundial depende de navios cargueiros como esse, que levam todo tipo de mercadoria, que vão desde produtos de menor valor até cargas valiosíssimas.

Além da alta capacidade e durabilidade, a segurança é um dos principais fatores que tornam esse recurso tão popular. É muito raro que um contêiner marítimo seja furtado ou danificado.

Outra grande questão é a sustentabilidade. Por ter uma vida útil longa, recursos descartáveis deixam de ser utilizados, como grandes embalagens plásticas ou construções tradicionais de alvenaria.

Entenda os benefícios da utilização do contêiner

O contêiner é fonte de inúmeros benefícios logísticos. Antes de compreendê-los, é preciso, porém, diferenciar os dois principais modelos utilizados no mercado mundial:

  • Tamanho TEU, do inglês Twenty Feet Equivalent Unit, como o próprio nome sugere, é uma “unidade equivalente a 20 pés”. Esse é o formato mais utilizado, principalmente na hora de transportar cargas pesadas e de menor valor agregado
  • Tamanho FEU, do inglês Forty Feet Equivalent Unit, ou “unidade equivalente a 40 pés”. Diferente do TEU, esse modelo é mais utilizado para cargas volumosas e de maior valor.

Garanta mais segurança

O contêiner é uma das formas mais seguras para transportar cargas. Isso se dá pela sua própria estrutura.

Construído a partir de material resistente, o contêiner é feito para garantir a segurança e a inviolabilidade sem perder a agilidade do transporte marítimo.

Sem contar no dispositivo de segurança aduaneira que, atendendo às condições técnicas e de segurança previstas pela legislação nacional e convenções internacionais, traz mais tranquilidade para quem transporta cargas.

Isso faz com que o contêiner seja mais do que uma simples embalagem. Pelo contrário: ele é considerado um equipamento transportador. Isso significa que o contêiner recebe diversas vantagens e favores fiscais em consequência disso.

Reduza custos

Reduza custos

Desde sua criação, a redução de custos esteve entre suas características mais marcantes.

O custo logístico é menor, uma vez que os contêineres são transferidos de forma mais rápida para diferentes modais de transporte, sem a necessidade de descarregar a carga.

Ele exige menos mão de obra, menos gente precisando trocar a carga de veículo a cada parada, como era antigamente.

Proteja a mercadoria

Principalmente quando a mercadoria é de alto valor, muitas vezes surge o medo de danificar a mesma. O contêiner também ajuda nesse ponto, evitando acidentes e prejuízos comuns a certos manuseios diretos de alguns produtos.

Como o processo de transporte não precisa de tantas etapas, fica mais fácil evitar acidentes.

A mercadoria também é acondicionada, permitindo carregamento e descarregamento de veículos sob condições climáticas adversas. Materiais sensíveis a picos de temperatura também tem uma melhor proteção neste caso.

Tenha mais organização e melhore a logística

É muito fácil se perder quando o transporte de carga depende da troca de modais e manuseio direto de produtos. A facilidade que o contêiner traz também reflete em maior organização na hora de fazer a logística.

Além disso, a agilidade é um ponto crucial, que permite um aumento da rotatividade e, consequentemente, melhor otimização do tempo.

Você já conhecia a história do contêiner? Se ficou com alguma dúvida sobre o assunto ou tem interesse em fazer uma cotação de frete marítimo, entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo!

Solicite uma cotação