Posts

Saiba o que é o planejamento logístico e como fazê-lo no seu negócio!

Para desenvolver um bom planejamento logístico, o diretor ou gestor que atua na área precisa estar bem familiarizado com o que esse conceito representa, bem como, quais são suas etapas mais importantes.

Considerada uma das atividades mais importantes dentre todos os processos internos das empresas, a logística exige máxima clareza e engajamento entre todos os agentes envolvidos em seu planejamento e realização. 

Descubra, a seguir, o que caracteriza o planejamento logístico, qual a sua verdadeira importância para as organizações e quais os principais pontos para aplicá-lo de maneira eficiente no seu negócio!

O que é planejamento logístico?

O planejamento logístico refere-se ao preparo de tudo que envolve os processos de transporte e armazenamento dos produtos de uma empresa, incluindo meios de execução e suas possíveis variáveis.

Em relação a essas possíveis variáveis, é justamente o planejamento que definirá quais serão as técnicas, práticas, tecnologias, indicadores e meios de monitoramento que possibilitarão o seu controle e, consequentemente, a otimização das atividades.

O ato de planejar se refere à previsão dos detalhes de determinada atividade, para que seja possível antecipar a resolução de qualquer eventual desafio ou intempérie que possam vir a lhe prejudicar.

Quando nos referimos ao planejamento logístico, portanto, é papel dos diretores ou gestores manter o ambiente de trabalho sempre muito bem preparado, garantindo a fluidez dos processos e os melhores resultados possíveis para cada atividade.

Em poucas palavras, ao planejar os processos logísticos de maneira eficiente, as empresas atuam em prol de sua produtividade, otimizando suas operações e, consequentemente, os seus recursos, sejam eles materiais ou humanos.

Qual a sua importância?

Como mencionamos logo no início do artigo, a logística é considerada uma das áreas mais importantes pela grande maioria das empresas.

Por tratar de processos complexos, que envolvem uma ampla cadeia de gerenciamento e de operações, garantir o pleno alinhamento da logística muitas vezes pode ser desafiador.

É justamente esse fator que torna o planejamento logístico tão relevante, uma vez que é ele que permite traçar os objetivos, adaptar eventuais variáveis, prever e reunir recursos necessários, bem como, avaliar os resultados obtidos nesse importante setor.

Ao gerenciar sua logística de maneira efetiva, os negócios podem literalmente tornar o armazenamento, a distribuição e o transporte dos insumos e produtos um diferencial competitivo, já que a agilidade e a tranquilidade geradas impactam diretamente seus clientes.

Quando falamos sobre o impacto gerado em públicos de interesse, não são inclusos só os clientes finais, mas também fornecedores e parceiros, que podem desfrutar dos resultados diretos agregados na otimização, rentabilidade e velocidade da logística.

Para que isso seja realmente possível, porém, é preciso ter atenção a algumas etapas fundamentais de ação, organização e planejamento, que desempenham uma importante influência no dia a dia das operações de qualquer negócio.

Confira, no próximo item, quais são os passos mais relevantes que devem ser seguidos para um planejamento logístico realmente eficiente!

Quais as etapas mais importantes para que ele seja eficiente?

Quais as etapas mais importantes para que ele seja eficiente?

Por mais que cada empresa tenha as suas próprias características e peculiaridades, existem algumas etapas e cuidados gerais em relação ao planejamento logístico que geram resultados em qualquer perfil de negócio!

Mesmo que a sua empresa demande os mesmo cuidados que os mencionados no artigo, é importante conhecer o passo a passo de um bom plano de logística, de modo a garantir uma visão completa de quais são as suas finalidades mais importantes.

Confira quais são essas questões e seus principais detalhes a seguir:

Seja minucioso no controle do seu estoque

O primeiro ponto que deve ser observado para que a logística funcione bem é garantir que o controle das entradas e saídas de mercadorias no estoque seja minucioso.

Por meio de registros precisos de cada item que passou pelo estoque e seu histórico, é possível prever as demandas e sua sazonalidade, otimizando o balanceamento dos itens e os seus processos de reposição.

Mantenha parceiros estratégicos e de confiança

A manutenção de parcerias estratégicas é fundamental para o funcionamento de qualquer negócio em seu ciclo produtivo.

Nesse cenário, os fornecedores ocupam um papel central, sejam eles de insumos, matérias-primas ou mesmo de serviços, como os de manutenção.

Eventuais problemas junto de parceiros que desempenham uma influência tão direta em suas operações podem desencadear sérios problemas na logística, principalmente em relação a atrasos.

Com isso em mente, procure sempre manter parceiros sérios e de extrema confiança, tendo máxima cautela na escolha de novos fornecedores.

Alguns dos pontos que devem ser observados nesse sentido são o custo-benefício dos itens com que determinado fornecedor trabalha, a distância física do seu negócio, seu histórico com outras empresas e comprometimento com seu negócio.

Garanta o monitoramento de todo o transporte

No planejamento logístico, dois pontos são muito importantes e precisam ser constantemente monitorados: o armazenamento e o transporte dos produtos.

Como o armazenamento geralmente é feito no ambiente interno das empresas, garantir a integridade e o manuseio adequado dos itens é mais fácil, já que o monitoramento pode ser feito pela própria equipe.

Em relação aos transportes, porém, esse desafio pode ser maior, já que muitas vezes os negócios dependem de agentes de carga terceirizados para levar os itens de um ponto até o outro.

Caso a sua empresa conte com meios próprios de transporte, certifique-se de que eles são adequados ao tipo de produto que você transporta e que os responsáveis pelas entregas tenham o devido preparo para lidar com eles.

Em relação aos operadores logísticos, vale a mesma lógica adotada para os fornecedores: é preciso confirmar que a empresa tenha um bom histórico e tome todos os cuidados necessários para lidar com todos os itens com máxima segurança e eficiência.

Utilize a tecnologia ao seu favor

Por meio da tecnologia, operações podem ser automatizadas, a comunicação entre setores pode ser integrada e a segurança das informações coletadas pode ser aumentada.

Atualmente, existe uma infinita gama de softwares de gestão especialmente desenvolvidos para sanar os principais desafios das operações internas das empresas, com módulos próprios para as peculiaridades da logística.

Ao investir em boas soluções tecnológicas, você reduz os custos das atividades, aumenta a produtividade dos profissionais, ganha novos insights para o planejamento logístico e garante um poderoso aliado para que ele seja elaborado da forma correta.

Não ignore os indicadores de desempenho

Por fim, não deixe de avaliar os resultados do planejamento logístico implementado, isso com o intuito de promover eventuais correções ou melhorias que o tornem ainda mais assertivo!

Existem diversas maneiras de obter bons indicadores de qualidade capazes de demonstrar como está o desempenho das suas operações logísticas.

Através dos sistemas de gestão mencionados no item anterior, esses dados podem ser obtidos de maneira automática, fornecendo uma base de apoio para a tomada de decisões por meio das informações cadastradas diariamente.

Caso a sua empresa não conte com essa tecnologia, uma boa maneira de avaliar resultados é através da criação de KPIs, que correspondem aos dados que os gestores julgam mais importantes para avaliar o bom andamento das atividades.

Sua definição é muito simples: basta estabelecer qual atividade é indispensável para avaliar o desempenho da logística e medir os seus resultados periodicamente.

Ela pode estar relacionada ao tempo das movimentações, à fidelidade dos registros, ao número de itens transportados em certo período, ao cumprimento de metas pela equipe, entre outros pontos importantes.

Você já conta com um planejamento logístico no seu negócio? Se ficou com alguma dúvida sobre o assunto, clique abaixo e entre em contato conosco!

Tire suas dúvidas

Transporte de mercadoria – como escolher um bom agente de carga

A partir do momento que sua empresa se vê com uma demanda muito grande de transporte das mercadorias, é importante que você busque uma solução junto a um agente de carga.

Muitos negócios optam por estruturar um departamento interno para realizar as operações com o comércio exterior e isso é viável em alguns casos.

Contudo, devido ao fluxo de logística e as mudanças nas leis, normas e documentações de transporte, contar com um agente pode ser a opção ideal.

Ele lida diretamente com todas as questões relacionadas ao processo logístico e, devido ao volume de movimentações, a busca por conhecimento e atualização é constante e obrigatória!

Nesse sentido, hoje queremos te ajudar na escolha do agente de carga. Vamos pontuar alguns aspectos que você pode analisar quanto a escolha do operador logístico ao seu negócio!

Preço

Este sempre foi considerado um dos principais fatores avaliados pelos empresários na hora de contratar um agente de carga. O menor custo sempre pesa muito já que está diretamente ligado ao financeiro do negócio.

Se o fluxo de mercadorias a serem transportadas é muito grande, a logística pode impactar muito no bolso da empresa. Contudo, essa economia aparente pode custar caro em um futuro não muito distante. O transporte da mercadoria sem os devidos cuidados, sem a documentação obrigatória, podem trazer problemas ao seu negócio.

Nesse sentido, é importante realizar alguns orçamentos. E ainda, comparar esta oferta mais barata a fim de verificar se o mercado pratica valores semelhantes.

Se o custo está muito abaixo dos demais agentes de carga, desconfie. Em alguma parte do processo de logística este agente poderá apresentar problemas no transporte da sua carga.

Qualidade do serviço

Qualidade do agente de carga

O transporte de mercadoria é considerado um serviço e deve ser analisado a qualidade dele também. O agente de carga avalia sua mercadoria e com base em alguns critérios estipula qual o modal mais adequado ao transporte?

Além disso, dependendo do produto a ser transportado – produtos perigosos, carga líquida – quais são os diferenciais que ele apresenta para trazer mais segurança na logística desses produtos? Ele sabe todas as questões que devem estar em dia para ter permissão de transportar um produto inflamável para fora do país, por exemplo?

E ainda, o agente de carga possui tecnologia capaz de acompanhar o transporte da carga até o destino? Quais processos e ações ele utiliza para assegurar que a mercadoria chegará no seu cliente exatamente como estava antes de ser enviada e dentro do prazo estabelecido?

Esses são alguns pontos que devem ser analisados e que, de certa forma, irão contribuir para que você tenha mais segurança quanto a escolha do agente de carga.

Atendimento/Comunicação

O agente de carga pode fornecer o transporte mais seguro e eficiente. Mas, se o atendimento não for eficaz e você tiver dificuldades para entender mais sobre a logística e onde está sua mercadoria, então algo não está totalmente certo.

Quais canais de comunicação o agente oferece? Existe um canal que permite comunicação imediata? Se ocorrer algum imprevisto, qual o tempo médio para te dar um retorno?

Dúvidas e questionamentos sobre o processo são sanadas com facilidade ou é difícil entrar em contato com o operador logístico? Você consegue acompanhar sua mercadoria ou a última notícia que você teve dela foi 24 horas atrás?

Quanto mais comunicação e transparência existir entre o agente de carga e você, mais assertivo será todo o processo – desde a cotação até a chegada da mercadoria no destino.

Ao estar acessível e disponibilizar informações e etapas que estão acontecendo quase que em tempo real, o agente passa mais confiança e credibilidade, concorda?

Confiança

Confiança

E já que estamos falando sobre confiança, este é um dos fatores mais importantes a quem necessita transportar um produto, seja para o estado vizinho ou para a China.

Como já sabemos, principalmente no mundo dos negócios, a confiança é algo que se conquista com o tempo. Isso quer dizer que você não tem como saber se o agente de carga é confiável ou não antes de realizar algum serviço com ele?

Não exatamente. Existem algumas formas de você verificar o quanto de confiança ele transmite analisando o mercado. Verifique quais clientes ele atendeu e peça um feedback. Essa é uma forma antiga, mas muito eficiente de obter informações sobre algum negócio.

Quantos anos a empresa existe no mercado? As cláusulas do contrato são claras? Quais certificações ele possui? Todos esses pontos podem contribuir para sua análise em relação a confiança.

Tempo de entrega

Com as negociações sendo feitas cada vez de forma mais rápida, o transporte não pode ficar para trás. Quando analisamos os modais, por exemplo, o transporte aéreo até então é o mais ágil, seguido pelo transporte terrestre e depois pelo naval.

Claro, existem muitos fatores que precisam ser analisados como o produto a ser transportado, destino, condições climáticas e de infraestrutura, para que eles sejam ágeis na ordem que comentamos acima.

A agilidade na entrega também tem se tornado um dos pontos importantes na escolha do agente de carga. Isso porque, assim como negócios podem ser firmados, negócios podem ser desfeitos.

Seja para o lançamento de um produto, inauguração de uma loja ou fabricação de um produto, por exemplo, existem cargas que definitivamente não podem chegar depois.

Esse comprometimento por parte do agente é indispensável. Existem imprevistos, mas cabe ao operador logístico contar com parceiros e modais de qualidade que possam assegurar a entrega dentro da data prevista.

Segurança

Segurança no transporte

Pode ser uma carga pequena de eletrônicos ou um carregamento inteiro de produto inflamável. Não importa qual a mercadoria, a segurança deve prevalecer em todo e qualquer transporte.

Então, é fundamental que você note no agente de carga se ele cumpre todas as normas de segurança. E ainda, se respeita todas as leis que competem ao seu segmento.

Mas, o que avaliar quanto a segurança?

O agente oferece/tem seguro de transporte? Ele obedece aos limites de peso e dimensões de mercadorias que podem ser transportadas em cada modal? Existe uma análise primária para identificar o melhor trajeto para realizar o processo e que assegure as condições do produto? Os meios de transporte estão em boas condições?

Neste ponto também indicamos buscar a opinião de outros clientes para identificar o nível de segurança oferecido pelo agente de carga do início ao fim da operação.

Peça a opinião de outros clientes

Com a internet e redes sociais se tornou muito mais fácil saber a respeito de qualquer empresa do mercado. Pesquise pela empresa de logística nas redes sociais e veja o que aparece. Analise as notas de classificação que ela recebeu na página do Facebook. E, no método mais prático, coloque no Google e veja o que os resultados da busca mostram.

Claro, a negociação de transporte de uma carga valiosa não pode ser baseada apenas em classificações da internet, mas este pode ser o começo da análise.

Ligue para um empresário conhecido ou para um amigo que já contratou os serviços deste agente de carga. Esta é ainda uma das formas mais assertivas de se ter as informações que precisa.

O importante é que ao analisar a atuação do operador logístico, você encontre informações positivas que passem segurança e confiança para optar por ele e não pelo concorrente.

Tecnologia

Para que o agente se carga seja eficiente, ofereça qualidade no transporte, passe segurança e confiança, a tecnologia é importante.

Ele deve contar com opções de rastreamento da mercadoria em todos os modais?

A DC Logistics Brasil, por exemplo, conta com o Tracking System, follow up disponibilizado na internet para acesso em qualquer ponto a qualquer hora. Além de conexão EDI (Electronic Data Interchange) para facilitar a integração de informação e otimizar o fluxo de trabalho da sua empresa.

Experiência com grandes demandas

Experiência com grandes demandas

Não são todos os agentes de cargas que contam com estrutura capaz de atender com qualidade e eficiência grandes demandas. Se você precisa de um, analisar esse aspecto do operador de logística é essencial.

É preciso ter certeza que a empresa conseguirá atendê-lo. Isso tanto no transporte de grandes volumes de produtos quanto na diversidade de operações.

Um agente que atenda diversos segmentos, dos mais variados produtos, se torna uma boa escolha. Isso porque, já conta com uma estrutura de transporte e pessoas capacitadas para atender qualquer tipo de demanda.

Essa diversidade mostra a busca pelo agente de carga em ser um operador completo.

E então?

Você viu que falamos a respeito do que deve analisar para fazer uma escolha mais assertiva do agente de carga.

Preço, qualidade do serviço, atendimento, confiança, tempo de entrega, segurança, opinião de outros clientes, tecnologia e experiência com grandes demandas. Estes foram os que consideramos mais importantes a serem analisados. Alguns são pontos básicos, mas essenciais para que esta parceria ofereça uma logística segura e de qualidade para você.

Cada transporte de mercadoria precisa ser considerado e tratado como único. E como tal, o agente de carga deve mostrar segurança, credibilidade, confiança e qualidade a todo momento. Desde o primeiro contato até a entrega da sua mercadoria no destino.

A escolha do agente pode muitas vezes não ser simples, mas é necessária, concorda?

Nós da DC Logistics Brasil nos preocupamos em atuarmos como um operador de logística completo e temos expertise no transporte das mais variadas cargas, sempre com segurança e qualidade!

Descubra como podemos realizar o transporte da sua mercadoria com tranquilidade e de forma eficaz! Solicite um orçamento sem compromisso abaixo!

Cotação de exportação