Posts

Os 5 melhores podcasts sobre o Comércio Exterior para ouvir

Os podcasts são arquivos digitais de áudio que se popularizaram devido aos caminhos dados pela internet. Por exemplo, você pode ouvir um podcast pelo rádio do carro, no computador, no celular, no MP3 Player ou em vários dispositivos que aceitam o arquivo.

O intuito de um podcast é o de informar. Por isso, ele pode ser criado em formato de programa de rádio, um bate papo descontraído ou até mesmo com uma palestra sonora. Para quem ouve, essa é mais uma das formas de aprender.

Os melhores podcasts sobre o Comércio Exterior

Esse tipo de informação digital chegou também ao Comex. Tanto que nos próximos tópicos você vai ver os 5 melhores podcasts sobre o Comércio Exterior que existem na atualidade. Eles estão repletos de informações importantes sobre esse mercado.

1 – Apex Cast

O nome indica: esse é o podcast da Apex-Brasil. Um dos melhores podcasts sobre o Comércio Exterior do Brasil e um dos mais tradicionais também. O primeiro conteúdo surgiu em uma das épocas em que a pandemia mais assombrava os brasileiros, abril de 2020.

Por isso, o primeiro podcast sobre Comex foi “os negócios internacionais de saúde em tempos de Covid-19”. Depois, o programa em áudio foi sendo criado semanalmente e com assuntos importantes para todo o mercado.

Nos últimos lançamentos, a Apex tem se dedicado a criar podcasts do Comex com base em histórias de sucesso. O último arquivo foi sobre a Áurea Cafés e a Cafesul. Todo conteúdo está disponível de graça no Spotify da Apex Cast.

2 – Talk Comex

A ideia do Talk Comex é falar para todo país. No entanto, por ser uma criação do Centro Internacional de Negócios do Mato Grosso do Sul, obviamente, alguns temas se voltam para esse estado. Ainda assim, é um tipo de canal que vale muito a pena ouvir diariamente.

Aliás, é um dos canais mais novos que foram criados dentro do conceito de podcasts sobre o Comércio Exterior. Ele surgiu em fevereiro de 2021. Uma curiosidade é que as conversas não demoram muito, sendo que duram em torno de 10 minutos cada uma.

Você pode ouvir os 6 episódios lançados até aqui no Google Podcasts. O último tema lançado foi sobre as “perspectivas para novos negócios durante a crise”, que foi ao ar no fim do ano passado.

3 – Invoice Cast

Agora um canal muito bacana de podcasts sobre o Comércio Exterior. Ele foi criado com o objetivo de gerar discussões e contar boas histórias sobre esse mercado. O lançamento aconteceu em 2020, também, como o Apex Cast. Visite a página no Google Podcasts.

E mês a mês, o Invoice Cast vem informando os seus ouvintes sobre os assuntos de maior relevância do Comércio Exterior. Porém, há um detalhe importante aqui: o foco é informar, por isso, é uma ótima página para gestores e empreendedores desse ramo.

Por exemplo, nos últimos conteúdos, os autores escolheram temas que são dúvidas comuns das pessoas dessa área. Por exemplo, “as profissões do Comex”, “o Comex da Advocacia”, “O que está acontecendo com os fretes internacionais” e “os pagamentos internacionais”, etc.

4 – Alô Comex

Outro dos podcasts do Comex que vale a pena você favoritar aí no seu computador ou no seu celular é esse aqui. Ele está disponível no Google Podcasts com o slogan de “Mulheres no Comex”.

Ele tem um total de 20 episódios e se torna uma das referências do setor, quando o assunto é sobre informação. No entanto, a última atualização foi em agosto de 2021. De todo modo, vale muito a pena ouvir cada um dos que estão disponíveis que fala de assuntos importantíssimos.

O canal tem assinatura de Tatiana Pereira, Erika Sargin e Renata Ribeiro. Entre os temas que foram abordados que mais chamaram a atenção, dá para citar aqui: importação de vinhos, processo de importação, comunicação no setor de Comex e Transfer Pricing.

5 – DC Talk

No Spotify, você encontra o canal de podcasts da DC Logistics Brasil. O conteúdo é indicado para todos que vivem no mundo do Comex. São mais de 10 episódios disponíveis no serviço de streaming, sendo que o último é sobre praticagem.

Os ouvintes podem aprender sobre várias áreas do Comércio Exterior a partir da fala de especialistas do mercado. Os últimos episódios possuem uma média de 30 minutos e mencionam a relação comercial entre Brasil e China, o transporte marítimo e muito mais.

Você pode adicionar na sua biblioteca do Spotify para ouvir quando quiser. 

Como ouvir podcast no celular

Se você se interessou pelos assuntos, mas ainda não sabe como ouvir eles pelo celular, pode ficar tranquilo porque isso é bem fácil. Primeiro, saiba que tudo vai depender da plataforma em que ele está, que pode ser no Google Podcast ou no Spotify, por exemplo.

Sabendo disso, você baixa no seu celular o aplicativo dessa plataforma. Na sequência, basta você procurar pelo tema ou canal que tem interesse e começar a ouvir. Mas, vale lembrar que alguns aplicativos só funcionam com pagamento, como é o caso do Spotify.

Já no caso do Google Podcast, a partir da sua conta do Gmail, você pode ouvir qualquer um deles de forma totalmente gratuita. Inclusive, dá para favoritar os programas para ouvir mais tarde e ver as recomendações exclusivas para você a partir dos seus interesses.

E quem quiser saber mais sobre o mercado Comex pode assinar o nosso newsletter e receber informações diretamente no e-mail.

Trabalhar com Comex de forma autônoma | Quer saber por onde começar?

Se você deseja trabalhar com Comex e não sabe por onde começar, é preciso entender alguns detalhes importantes deste mercado que farão toda diferença na carreira que você deseja construir. 

O comércio exterior oferece muitas oportunidades e é preciso que o profissional esteja bem preparado para saber aproveitar todas elas.

Pensando nisso, trouxemos algumas informações gerais que podem te ajudar a ter uma perspectiva melhor de como funciona a carreira no comércio exterior para que você possa começar a trilhar seus primeiros passos e ter a oportunidade de aprender e trabalhar com profissionais que estão há anos vivendo de Comex.

Preparado para aprender sobre este mercado? Então vamos lá!

Quais são os cargos para trabalhar com Comex?

Primeiramente, é preciso entender que existem cargos diferentes para profissionais de diversos perfis dentro do Comex. Por isso, é importante que você reconheça suas habilidades para saber quais cargos são mais adequados ao seu perfil. 

Abaixo separamos uma lista de cargos divulgados pela Abracomex (Associação Brasileira de Consultoria e Assessoria em Comércio Exterior) que também divulgou uma relação de valores referente a média de salários de cada um destes cargos.

  • Agente de Comércio Exterior
  • Agente de Carga Internacional
  • Analista de Comércio Exterior
  • International Trader
  • Despachante Aduaneiro
  • Analista de Logística em Comércio Exterior
  • Chefe de Operações Portuárias
  • Gerente de Negócios Internacionais
  • Gerente de Trade Marketing
  • Gerente de Comércio Exterior
  • Analista Internacional
  • Advogado Internacionalista
  • Consultor de Comércio Exterior

Muitas oportunidades, não é mesmo? Mas como o nosso foco é o profissional autônomo, podemos dar uma atenção maior aos cargos relacionados à vendas, como o de consultor de comércio exterior. 

Segundo a própria Abracomex, o salário deste profissional “começa com R$3.555,00, indo até 6.716,00 e uma média nacional de R$5.201,00. Isso, como profissional CLT, naturalmente, um autônomo pode vir a ganhar muito mais”.

Mas o que faz o profissional consultor de comércio exterior?

Este profissional é capacitado para intermediar negociações e transações do Comex. Ele vai buscar oportunidades de negócios, fazer análises, prospecção de clientes, mercados e estabelecer as relações necessárias para que os negócios sejam fechados.

Seu papel é fundamental dentro do Comex, uma vez que participa do processo do início ao fim e é responsável pelos bons resultados do mercado. Como sua tarefa principal é a negociação e venda, ele vai ser remunerado por comissão, que pode ser muito alta a depender de seus resultados.

Ainda assim, os agentes comerciais autônomos têm ainda mais liberdade e vantagens ao trabalhar com Comex. Vamos ver algumas delas?

As vantagens de trabalhar com Comex de forma autônoma 

Quem trabalha como autônomo em qualquer área sabe das vantagens desse regime. E no Comex, não é muito diferente. 

Abaixo nós discutimos um pouco sobre esses benefícios para que você entenda que essa pode ser uma carreira que você pode iniciar até mesmo enquanto se desconecta de outras obrigações profissionais, caso o seu objetivo seja a troca de carreira, por exemplo.

Liberdade de tempo

Quando você trabalha como autônomo no Comex, tem a liberdade de fazer o seu próprio horário, de acordo com a sua agenda pessoal. Com isso, você pode trabalhar nas horas vagas que tiver no dia, podendo este ser um trabalho paralelo ou algo que pode ser feito fora das 8 horas comerciais. 

Vale a pena lembrar que todos os seus resultados vão depender do seu esforço e performance. Pode ser que você trabalhe pouco, mas tenha uma boa performance ou demore um pouco mais para conseguir ter bons números. Em qualquer caso, o importante é persistir, continuar estudando sobre o assunto e trabalhando.

Liberdade geográfica 

Existem oportunidades para que o agente de comércio exterior autônomo trabalhe de forma remota, utilizando a internet e o seu telefone para fazer negociações e encontrar oportunidades. Por isso, ele pode fazer isso de qualquer lugar, seja de casa, na praia ou até mesmo de outro país. 

Entretanto, é importante que o profissional se organize para que o ambiente de trabalho seja adequado para que ele entregue bons resultados. A falta de estrutura de trabalho pode atrapalhar a performance.

Economia de recursos 

O profissional autônomo que vai trabalhar com Comex não vai precisar de um grande escritório ou gastar dinheiro com transporte, alimentação fora de casa e outros custos que o profissional CLT geralmente tem. 

Essa economia pode ser interessante no fim do mês, principalmente para quem está começando e ainda não conseguiu bons resultados por performance.

Não há limite para ganhos ao se trabalhar com Comex

Trabalhar como CLT no Comex pode ser mais seguro com relação aos ganhos. Isso acontece porque você provavelmente vai ficar atrelado aos negócios da empresa a qual fornece os seus serviços. 

Por outro lado, o profissional autônomo que quer trabalhar com Comex tem muito mais liberdade para escolher seus negócios e com isso tem um leque maior de oportunidades para aproveitar.  

Como se preparar para trabalhar com Comex 

Primeiramente, é importante você saber que nem todas as carreiras no Comex exigem curso superior. No entanto, você vai precisar se capacitar para ter chances de ser um bom profissional na área, principalmente quando se é autônomo e o fator performance é crucial.

Abaixo nós preparamos 3 dicas importantíssimas para você ficar de olho para começar a se preparar para trabalhar com Comex. 

Desenvolva sua habilidade de vendas 

Se você não é um bom vendedor, vai precisar aprender a ser. Felizmente, essa é uma habilidade que pode ser aprendida e desenvolvida assim como qualquer outra. 

Não existe essa história de que só quem tem o dom pode vender, mas é preciso estudo e prática para que você consiga se tornar um bom profissional.

Felizmente, você vai encontrar muito conteúdo bom na internet voltado para negociação e vendas, inclusive voltados para o comércio exterior. 

Da mesma forma, é importante entender como funcionam as negociações e qual o papel do agente dentro deste mercado para que você possa desenvolver melhor o seu trabalho e trazer bons resultados.

Aprenda o básico sobre administração e gestão 

Algumas empresas que contratam agentes comerciais sob o regime CLT exigem formação em administração. Comércio exterior e até mesmo pós-graduações relacionadas à área.  

Embora essa não seja uma formação obrigatória, é essencial que você entenda o mínimo de administração, gestão e Comex para que seja capaz de competir em um mercado de grandes profissionais.

Aprenda novas línguas 

Não dá para falar de comércio exterior sem falar de outras línguas, não é mesmo? Por isso, é importante que o agente de vendas esteja preparado para falar pelo menos inglês, embora seja satisfatório que ele se arrisque em outras línguas para que possa ter uma capacidade maior de comunicação em outros mercados, até mesmo para estudo.

Felizmente, existem cursos de línguas voltados para negócios que podem ajudar profissionais a focar em aprender aquilo que mais vão utilizar. Essa é uma forma mais prática de inserir uma nova língua no cotidiano do profissional do Comex. 

Como seguir uma carreira autônoma no Comex

Antes de dar uma super dica para você começar a sua carreira no Comex, vamos falar um pouco sobre como você pode se adaptar para que seu caminho seja de sucesso e você consiga bons resultados. 

Trabalhar com Comex de forma autônoma pode ser um desafio no começo, mas se você utilizar as estratégias corretas pode construir um grande futuro pela frente.

Tenha uma reserva financeira

Trabalhar como autônomo é um desafio um pouco arriscado para quem não conhece o terreno que está pisando. Uma reserva financeira tem o objetivo de te deixar mais seguro, tranquilo e de cabeça fria para executar suas tarefas e fazer o seu trabalho com maior qualidade e sem desespero. 

Por isso, se tiver condições, dê prioridade no seu orçamento para a criação de uma reserva financeira que vai te ajudar nos momentos difíceis para que você tenha condições de aprender e se sentir tranquilo até se tornar um profissional de sucesso.

Trabalhe nas horas vagas

Se você possui um emprego e deseja trocar de carreira, não precisa fazer isso de forma radical. Procure fazer a transição de forma gradativa, dando prioridade ao aprendizado e prática da sua nova profissão e percebendo até onde você consegue trabalhar entregando uma boa performance dos dois lados.

Estude e pratique muito

Você provavelmente não vai ser bom na primeira tentativa, mas o que vai te diferenciar é a sua persistência. Por isso, estude e pratique muito tudo que aprender no mercado que quando você menos esperar, os resultados começam a aparecer e, junto com eles, as comissões. 

Networking é muito importante para trabalhar com Comex

É importante que você encontre bons parceiros na sua jornada que vão te ajudar a trabalhar com Comex de forma autônoma e te apresentarão boas oportunidades de negócio. Por isso, conheça tudo que puder do mercado para tomar boas decisões e ter condições de ganhar suas primeiras comissões de forma breve. 

Quer conhecer um bom parceiro? 

Conheça o Sales Partner Program da DC Logistics

O Sales Partner Program da DC Logistics é um programa voltado para pessoas com vontade de crescer e que querem um desafio que pode te levar mais longe. 

A DC Logistics está no mercado desde 1994 e conta com uma estrutura completa para que você possa ser um parceiro e começar a trabalhar com Comex com todo o suporte necessário.

O nosso programa permite que você trabalhe de onde quiser, quando quiser, com toda a estrutura e know how da DC Logistics a seu dispor e remuneração via comissionamento. Para conhecer mais sobre o programa, basta preencher o formulário clicando aqui.


Gostou de conhecer mais sobre trabalhar com Comex de forma autônoma? Não deixe de nos acompanhar para saber mais sobre este setor que cresce muito todos os anos!

O que avaliar em possíveis parceiros comerciais de Comex?

O que avaliar em possíveis parceiros comerciais de Comex?

Você sabia que contar com bons parceiros comerciais no mercado internacional é imprescindível para uma manutenção assertiva das atividades? 

Basta pensar nos desafios do setor, sobretudo voltados para a questão logística, que você logo verá a importância de se firmar boas parcerias, visando obter melhores resultados e ainda evitar possíveis problemas que podem impactar na cadeia produtiva.

Desta forma, é fundamental entender que essa seleção não pode ser feita de forma aleatória, mas sim considerando alguns critérios, que você verá mais adiante. Um passo mais que necessário é ter ampla clareza do seu negócio, avaliando o que se busca e pontuando tudo isso no planejamento da empresa. 

Assim, é possível alcançar melhor o que se pretende para poder agir estrategicamente, poupando tempo e esforços. Ou seja, ao optar adequadamente pelos seus aliados, maiores são as chances de operar de maneira alinhada, contribuindo, inclusive, para o crescimento do negócio.

Neste conteúdo, você verá exatamente o que avaliar em possíveis parceiros comerciais de Comex, tornando essa uma escolha inteligente, que beneficiará, de fato, o seu negócio. Continue a leitura e confira! 

Parceiros comerciais no mercado internacional: saiba o que avaliar

O ato de importar ou exportar produtos exige cautela para que tudo ocorra da melhor maneira possível. Para isso, nada como contar com parceiros comerciais dispostos a honrar com as suas atividades e entregar seus serviços de maneira eficaz.

Uma dica, nesse sentido, para quem atua nesse setor é acompanhar os dados divulgados acerca das importações e exportações, visando identificar oportunidades que podem agregar às operações.

Com isso e a partir da estruturação clara das reais necessidades da empresa e dos objetivos, é totalmente viável atingir um maior aumento da produção, diversificar seu papel no mercado, se expandir, melhorar o posicionamento diante da concorrência, ter acesso a incentivos fiscais e ainda gerar melhorias internas. 

Ponto este que, sem dúvidas, impacta na maneira como os clientes visualizam o que a sua empresa tem a oferecer.

A seguir, veja os principais aspectos a serem avaliados nos seus parceiros comerciais!

Custo-benefício

Não há como dizer que o preço não importa, já que ele tem grande valor nas negociações, e a depender de seu peço, pode prejudicar o avanço do negócio no setor. 

Entretanto, é essencial que haja um equilíbrio entre a qualidade das entregas e seu valor monetário, ou seja, o foco nunca deve ser somente em números, mas no custo-benefício dessa relação. 

Quanto a isso, vale analisar bem a origem e o histórico dos seus parceiros comerciais, entendendo que, por exemplo, alguns países, possuem maiores restrições tanto para importações quanto para exportações. Assim, avalie cada ponto e veja o que faz mais sentido para o seu cenário.

Cumprimento com os prazos

Este é um ponto que requer máxima atenção, já que pode interferir substancialmente nas suas operações, incluindo as suas entregas. É essencial que haja o devido cumprimento com os prazos, conforme previsto no ato da contratação. 

Neste quesito, é hora de verificar as responsabilidades dos seus parceiros comerciais, que devem estar alinhados às expectativas da sua empresa quanto ao trabalho deles, sobretudo. Uma dica é manter um cronograma e acompanhar o processo, para garantir que tudo saia como o planejado.

 Atendimento às normas

Algo que também não pode ser negligenciado diz respeito às normas previstas, que precisam ser atendidas. Portanto, fique atento às leis, regulamentos e determinações administrativas, de modo a realizar acordos comerciais seguros. 

Nesse sentido, não esqueça de se certificar quanto às regras necessárias para as suas negociações internacionais, avaliando com isso, aspectos tributários, posse de documentos e certificados requeridos.

Experiência de mercado

Por fim, é válido optar por um nome de confiança, com experiência de mercado. Isso certamente vai garantir maior eficiência nas suas operações e ainda vai evitar que problemas desnecessários surjam pelo caminho. 

Para isso, observe detalhes como os diferenciais e posicionamento do parceiro comercial perante às questões mais recorrentes.

E então?

Como você viu neste conteúdo, os parceiros comerciais exercem papel fundamental na manutenção das demandas do setor e precisam ser selecionados adequadamente. Afinal, isso impacta diretamente na evolução ou fracasso do negócio.

Como mencionado ao longo da leitura, a escolha em questão não pode ser feita de forma aleatória, mas sim considerando alguns critérios, tais como, custo-benefício, cumprimento com os prazos, atendimento às normas, comunicação transparente e experiência de mercado.

Se você está em busca de uma solução completa em logística, um parceiro comercial, nós podemos ajudar! Isso porque, entregamos agilidade e segurança nas suas operações internacionais. 

Temos orgulho de dizer que somos reconhecidos e premiados por agentes de mais de 186 países, o que nos coloca em posição de destaque no mercado.

Ao contar com o nosso amparo, você estará investindo em diferenciais, como:

  • Estreito relacionamento com cias aéreas, armadores e transportadoras atendendo a necessidade de negociações de diferentes cargas;
  • Transportes regulares que proporcionam o melhor transit time com o menor custo;
  • Follow up claro, objetivo e flexível de acordo com as necessidades de cada cliente;
  • Follow up disponibilizado na internet para acesso em qualquer ponto a qualquer hora.

Conte com o nosso apoio e obtenha uma logística integrada de alta performance. Com isso, você poderá desfrutar do trabalho de profissionais aptos a gerenciar, transportar, armazenar e distribuir sua carga de forma eficiente e segura. Solicite uma cotação de frete conosco clicando abaixo!

Cotação de frete com a DC Logistics Brasil

Referências:
https://ead.pucgoias.edu.br/blog/comercio-exterior
https://www.fazcomex.com.br/blog/exportacao-como-escolher-o-parceiro-no-exterior/
https://www.logisticadescomplicada.com/escolher-bem-os-parceiros-comerciais/
https://administradores.com.br/noticias/conheca-os-10-principais-parceiros-comerciais-do-brasil
https://funcex.org.br/info/rbce-147-abril-maio-junho-2021/gerenciando-fornecedores-de-servicos-da-cadeia-logistica-internacional-com-foco-em-conformidade-e-seguranca
Entenda como um agente de carga com Certificação OEA pode contribuir nas suas operações logísticas!

Entenda como um agente de carga com Certificação OEA pode contribuir nas suas operações logísticas!

Muito se fala sobre a Certificação OEA (Operador Econômico Autorizado) e sua valorização na logística internacional. Mas, você sabe como ela influencia em operações de importação e exportação?

A Certificação OEA qualifica os profissionais que atuam no Brasil para elevar o fluxo do comércio exterior e este reconhecimento atesta fatores como a agilidade dos processos, a segurança e credibilidade no setor e a qualidade das operações.

Ou seja, para conquistar a Certificação OEA, é importante atender à rígidas exigências da cadeia logística. E quando estes não são cumpridos corretamente, suas operações podem ser prejudicadas.

Então, aqui você vai entender melhor como um agente de carga com Certificação OEA pode contribuir com suas operações, promovendo um fluxo logístico que atenda prazos e suas necessidades com máxima confiança. Confira!

Tudo o que você precisa saber sobe a Certificação OEA

Para começar, entenda o que é o Programa Brasileiro de Operador Econômico Autorizado. De acordo com definição do Siscomex, esta é “uma medida fundamental para a facilitação dos procedimentos de controle do fluxo de mercadorias, tanto no país, quanto no exterior”.

O programa concede benefícios de acordo com a modalidade da certificação, a função do operador na cadeia logística ou o grau de conformidade aferido.

Então, após comprovar o cumprimento dos requisitos e critérios do programa, o operador recebe a Certificação OEA e torna-se um parceiro estratégico da Receita Federal. Assim, é possível atestar que o beneficiado por este reconhecimento é um operador que:

  • Atua com baixo risco;
  • É confiável;
  • Tem benefícios junto a Aduana Brasileira;
  • Trabalha com maior agilidade;
  • Garante maior previsibilidade de suas cargas nos fluxos do Comex.

O programa brasileiro baseia-se nos padrões internacionais, reconhecidos pela Organização Mundial de Aduanas (OMA) e pela Organização Mundial do Comércio (OMC).

Sendo assim, a Certificação OEA dialoga com programas de outros países, como Estados Unidos e China. Isso permite  o tratamento diferenciado aos exportadores certificados do Brasil, aplicado ao realizar o desembaraço da mercadoria na importação, por exemplo.

Entenda como um agente de carga com Certificação OEA pode contribuir nas suas operações logísticas!

A certificação OEA dialoga com programas de outros países, garantindo benefícios aos operadores também no exterior.

Como a certificação OEA beneficia as importações e exportações

Ainda segundo o Siscomex, a Certificação OEA contribui com a concessão de benefícios para facilitar os procedimentos aduaneiros, tanto no país, quanto no exterior.

Por isso, o agente de carga pode garantir maior agilidade nos procedimentos aduaneiros e de controle físico por órgãos anuentes. E, assim, contribui para a redução de prazos e custos das empresas que operam no comércio exterior.

O que você tem a ganhar com um operador OEA na sua logística internacional?

Conforme listado pelo portal FazComex, um operador OEA pode agregar muitas vantagens às operações de comércio exterior. Estas são algumas das principais:

  • As vantagens da certificação contribuem para operadores atuarem por seus negócios com mais agilidade e melhor previsibilidade;
  • Além disso, quanto mais operadores buscarem aderir ao programa, melhor será a qualidade dos serviços logísticos oferecidos para a sua importação e exportação;
  • O programa permite a criação de ARM (Acordos de Reconhecimento Mútuo), que aumentam a valorização dos interesses dos negócios nacionais nas operações internacionais;
  • Ainda possibilita uma modernização das operações aduaneiras, cuja expansão tecnológica resulta em mais segurança para suas movimentações.
  • E os operadores OEA garantem melhores resultados às suas negociações, pois só recebem a certificação quando atendem exigências de alto nível, para garantir o alcance de seus objetivos;
  • Isso diminui os riscos ao importar e exportar e contribui com o melhor andamento da cadeia logística no geral.

Todavia, isso só é alcançado quando os operadores atendem às expectativas da Receita Federal. As principais delas, também compartilhadas pelo FazComex, são:

  • Verificar constantemente a segurança das operações por meio da observação e documentações;
  • Garantir a consistência e continuidade dos processos documentados;
  • Buscar o constante aumento da automação, adaptabilidade e eficiência da logística internacional;
  • Comprometimento com a confiabilidade, por meio de realização de auditorias e testes, tanto internos, quanto externos, para prestação de contas e checagens;
  • Suporte de alta administração, focado em melhorias contínuas e no fornecimento de recursos adequados para os clientes.

Na DC Logistics Brasil, nós somos OEA!

O comprometimento e confiabilidade fez a DC Logistics Brasil ser reconhecida pela Receita Federal Brasileira como operador logístico com certificação OEA. Ela foi oficializada e publicada no Diário Oficial da União em 26 de dezembro de 2017.

Portanto, isso nos possibilita garantir a segurança, confiabilidade e eficiência que você precisa para suas operações de comércio exterior. Logo, esta certificação reforça a nossa credibilidade e comprova a qualidade do nosso trabalho.

E se você quer contar com nossa expertise, qualidade e segurança em todas suas operações, clique abaixo e solicite uma cotação de frete conosco sem compromisso!

Cotação DC Logistics Brasil

FONTES:

Siscomexhttp://siscomex.gov.br/informacoes/operador-economico-autorizado-oea/

Receita Federalhttps://www.gov.br/receitafederal/pt-br/assuntos/aduana-e-comercio-exterior/importacao-e-exportacao/oea, https://www.gov.br/receitafederal/pt-br/assuntos/aduana-e-comercio-exterior/importacao-e-exportacao/oea/beneficios-do-programa-oea

 

 

 

Cadastro no Radar Siscomex: confira as principais mudanças!

Cadastro no Radar Siscomex: confira as principais mudanças!

Você está acompanhando as mudanças do cadastro no Radar Siscomex (Sistemas de Comércio Exterior)? Porque esta ferramenta criada pela Receita Federal Brasileira está passando por atualizações em 2020.

As novidades prometem agregar mais facilidade às atividades de importação e exportação e iniciaram na ferramenta em maio, para aprimorar a experiência dos usuários.

E agora, dia 1º de dezembro, foi anunciada a simplificação da habilitação para atuação no Comércio Exterior.

Tudo o que você precisa saber sobre as mudanças do cadastro no Radar Siscomex estão aqui. Acompanhe a leitura para saber mais!

Qual a importância de se habilitar no cadastro no Radar Siscomex?

Ele foi criado para evitar fraudes em relações de Comércio Exterior, conforme já explicamos aqui no blog, em outro conteúdo sobre a importância de se habilitar nesse sistema.

Por isso, todas as empresas que mantêm atividades comerciais internacionais devem se licenciar junto à ferramenta.

Vale ressaltar que este cadastro deve ocorrer independentemente do objetivo de negócio ou da operação, seja na importação ou exportação de produtos.

Sendo assim, por meio desta ferramenta, a Receita Federal acompanha um banco de dados completo. Isso inclui informações sobre os agentes envolvidos em atividades de importação e exportação no Brasil.

Isso porque, no cadastro no Radar Siscomex, estão informações como dados contábeis, fiscais e aduaneiros, em tempo real.

Para se habilitar no sistema, é necessário buscar uma unidade da Receita Federal e apresentar a documentação exigida no cadastro.

Saiba por que a habilitação para atuação no Comex está mais simples

No dia 1º de dezembro, entrou em vigor a Instrução Normativa RFB nº 1.984/2020. Segundo a comunicação da Receita Federal, ela habilita declarantes de mercadorias a atuarem no Comércio Exterior, trazendo as regras atualizadas para credenciamento dos responsáveis e dos representantes nos sistemas nacionais.

Portanto, a mudança tem como objetivo reduzir a burocracia. Enquanto também facilita o fluxo de mercadorias. E a partir de agora, é possível conceder a habilitação de forma automática pelo sistema Habilita, no Portal Único do Comércio Exterior.

Além disso, as pessoas físicas passam a ser dispensadas de habilitação. E, outra novidade diz respeito ao prazo de desabilitação automática por inatividade. Ele passou de seis meses para 12 meses.

Em caso de desabilitação, é possível ainda pedir a habilitação novamente, também por meio do Habilita.

Agora as informações legais são organizadas com mais simplicidade e clareza. Sendo assim, a habilitação automática agilizará os processos. Desta forma, também otimizará as operações de Comércio Exterior.

Listamos aqui as principais vantagens anunciadas pela Receita Federal. Confira:

Para declarantes de mercadorias de Comércio Exterior: autosserviço, agilidade, economia e simplicidade;
Aos declarantes que são Pessoa Física: dispensa da necessidade de habilitação, uso de certificação digital, controle da gestão de riscos e em zona primária;
E para a realidade nacional: agrega inovação, simplificação e mais agilidade ao Comércio Exterior.

Entretanto, a Receita Federal garante que o controle aduaneiro e o combate às fraudes continuam em ação. O órgão ressalta que esta nova Instrução Normativa está inserida em um contexto de controle aduaneiro para realizar o gerenciamento de risco integral do Comércio Exterior.

Assim, atinge desde as fases pré-despacho às etapas posteriores. Por meio de regras, isso possibilitará uma melhor gestão das situações específicas.

 

Cadastro no Radar Siscomex: confira as principais mudanças!

Entre as mudanças no cadastro no Radar Siscomex está a digitalização de muitos processos.

E o que mais mudou no cadastro no Radar Siscomex em 2020?

Além de simplificar a habilitação, em maio de 2020, a Receita Federal anunciou novas funcionalidades do cadastro no Radar Siscomex. Elas também aconteceram para facilitar as exportações e importações.

Desta forma, as melhorias implementadas estão presentes em serviços como a possibilidade de registro de exportação consorciada.

Agora diferentes empresas podem prestar informação conjunta de uma mesma Declaração Única de Exportação (DU-E).

Outra novidade foi a simplificação das informações prestadas no vínculo entre uma DU-E e um Ato Concessório de Drawback na modalidade Isenção, conforme explica a Receita Federal.

Logo, a medida adotada atende aos setores que usam o referido regime especial. Principalmente, também, nos casos em que o beneficiário não é quem realiza a exportação.

E muitos processos tornaram-se mais digitais, visando facilitar a fiscalização da Receita Federal.

E então?

Todos os operadores logísticos e profissionais que estão envolvidos em atividades de Comércio Exterior devem ficar atentos a estas e outras atualizações no cadastro no Radar Siscomex.

Ao acompanhar as mudanças, é possível ter uma melhor experiência em todos os processos e, usar as funcionalidades à favor das operações.

Vale lembrar que todas as notícias e atualizações no cadastro no Radar Siscomex e tudo o que envolva o sistema podem ser conferidas no site oficial da ferramenta.

Para se manter sempre em dia com as novidades, nós temos uma newsletter gratuita e exclusiva. Você já realizou seu cadastro?

Neste conteúdo digital, informamos você sobre as notícias do mercado do comércio internacional de logística. Nesse sentido, abordamos também sobre nossas novidades, que fazem a diferença nas suas operações de importação e exportação.

Além disso, também compartilhamos dicas que tornam as suas operações mais seguras e eficientes. Basta acessar e preencher o formulário para receber as próximas edições!

Assim, esperamos que as informações ajudem você a melhorar a performance das atividades. Para, desta forma, você alcançar resultados ainda mais altos por meio da logística internacional!

 

FONTES:

Blog DC Logistics – https://dclogisticsbrasil.com/radar-siscomex-entenda-a-importancia-de-se-habilitar-neste-sistema/

Siscomex: http://siscomex.gov.br/informacoes/habilitacao/ , http://siscomex.gov.br/receita-federal-simplifica-a-habilitacao-para-atuacao-no-comercio-exterior/, http://siscomex.gov.br/novas-funcionalidades-do-siscomex-facilitam-exportacoes-e-importacoes/, http://siscomex.gov.br/noticias-sicomex/