BLOG DC / Exportação de madeira: confira um passo a passo

Exportação de madeira: confira um passo a passo

Exportação de madeira: confira um passo a passo

Realizar exportação de madeira é uma atividade totalmente possível, mas que precisa de atenção para que tudo seja feito da maneira correta. É importante ter clareza dos passos a serem seguidos para que o produto chegue ao seu destino sem problemas, com qualidade e segurança.

Vale dizer que o processo em questão envolve aspectos comerciais, referentes à prática de atingir clientes, como também alguns pontos mais complexos, tais como a união de informações acerca do país a ser feito o envio, separação de documentos, entendimento da legislação, regras específicas e planejamento logístico.

Neste conteúdo, você terá acesso a um passo a passo essencial para que a exportação de madeira seja feita conforme indicado, evitando dores de cabeça. Continue a leitura e confira!

Passo a passo de como realizar a exportação de madeira

Antes de caminhar em terras desconhecidas é importante entender algumas questões para garantir maior eficiência nesta operação.

Algo interessante é analisar os concorrentes que já atuam com exportação de madeira, seja participando de feiras, eventos específicos ou fazendo buscas pela internet. Isso poderá ser útil em termos de aprendizado e até mesmo poderá ajudá-lo a se sentir mais preparado.

Outra informação que pode te auxiliar é saber da existência de condições para a exportação de madeira em bruto, aquela vendida sem passar por acabamentos.

Segundo as regras ambientais, apenas as madeiras naturais estão aptas a serem exportadas do país, denominadas, também, de madeiras exóticas. Portanto, para este caso, é necessário obter uma autorização estadual.

Documentos necessários

Dedicar tempo para separar toda a documentação necessária é outro passo imprescindível que exige cautela. Inclusive, desde 2020, o Ibama ampliou seu rigor quanto ao controle da exportação de madeira

Com isso, foi adotado como obrigatório o uso do número do Documento de Origem Florestal (DOF) no Documento Único de Exportação (DUE), que se trata de uma integração lançada no Portal Único de Comércio Exterior – Siscomex.

Ademais, certas particularidades reforçam a relevância de atenção nessa etapa mais burocrática, pois, a documentação pode variar conforme o destino da carga.

Porém, em linhas gerais, os requisitos são: 

  • Fatura Comercial;
  • Romaneio de Carga;
  • Certificado de Fumigação;
  • Certificado de origem;
  • Certificado Fitossanitário de Origem;
  • Conhecimento de Embarque;
  • Registro de Operação de Crédito (RC);
  • Registro de Vendas (RV);
  • Documento RADAR;
  • Liberações da FATMA e IBAMA;
  • Registro de Exportação do Siscomex (Sistema Integrado de Comércio Exterior).

Adequação e atendimento à legislação e regras do mercado importador 

Ter ciência sobre as leis e regras do mercado importador é fundamental para você fazer a devida adequação. Problemas nos envios e produtos danificados podem gerar implicações que você provavelmente vai preferir evitar.

Ainda nesse sentido, é essencial focar na redução de riscos e no controle de quantidade para a exportação de madeira, visando o cumprimento das normas regulamentares. Em outras palavras, cada cuidado distancia o seu negócio de gastos imprevistos.

Não esqueça também de se informar quanto às barreiras tarifárias e não tarifárias dos países para onde será encaminhada a madeira. Essa parte deve constar no seu plano de execução.

Planejamento da logística para o embarque de madeira

Pouco adianta ser ágil na união de itens para a exportação de madeira sem um planejamento logístico. Ele serve, justamente, para reduzir os erros que podem aparecer durante o percurso. 

Imagine emitir documentos de maneira incorreta, impedindo o cumprimento dos prazos das entregas? Melhor não, certo? Por isso, nada de negligenciar essa etapa!

Se precisar de suporte, vale buscar por empresas que realizam o envio ou a supervisão desse processo. Lembre-se que será necessário realizar o carregamento do contêiner, verificar a embalagem e etiqueta e monitorar a temperatura e o consumo de madeira, como também fiscalizar a carga e descarga. 

Somente através da verificação de fatores relevantes será certo obter sucesso na  exportação da carga de madeira.

E então?

Como vimos neste conteúdo, a exportação de madeira requer alguns cuidados fundamentais, como a clareza de informações sobre o país em que será destinada, separação dos documentos, adequação e atendimento à legislação e regras do mercado importador e um bom planejamento logístico.

A DC Logistics Brasil atua com uma entrega logística eficiente e diferenciada que se adapta às suas necessidades. Contamos com uma rede de agentes que nos permite oferecer um serviço global, com follow-up proativo, flexibilidade e ferramentas online de acompanhamento de cargas. Tudo pensado para proporcionar a melhor experiência ao cliente.

Há mais de 25 anos, nos dedicamos a trabalhar com cargas e assim atender diversos mercados verticais. Somos criteriosos na análise de carga e rota, além de termos uma estrutura totalmente preparada, orientando cada fase essencial. 

Não perca mais tempo com incertezas e burocracias. Evolua as operações logísticas da sua empresa com o nosso apoio! Preencha o formulário que preparamos e receba uma cotação personalizada para a sua operação!

Cotação DC Logistics Brasil