Posts

7 dicas para evitar atrasos no desembaraço da mercadoria!

Nas operações de comércio exterior, é fundamental ter pleno conhecimento logístico sobre os procedimentos, além das leis e normas que regem o setor para evitar problemas no desembaraço da mercadoria

Sem a devida eficiência nos processos gerenciais, todo o planejamento pode ser comprometido, as importações podem sofrer com atrasos e, pior, custos desnecessários podem ser gerados!

Para que a sua empresa não seja atingida com esse tipo de problema, a seguir, confira as 7 principais maneiras de evitar erros no desembaraço da mercadoria. Continue a leitura!

Quais os melhores meios para evitar atrasos no desembaraço da mercadoria?

Garantir o gerenciamento adequado dos processos de importação é imprescindível para garantir o rendimento esperado, tanto financeiro quanto operacional. 

Sob o ponto de vista legal, é preciso certificar-se de que todas as leis e normas vigentes sejam respeitadas, para evitar multas e penalidades junto à Receita Federal e órgãos anuentes. 

Em relação ao segmento operacional, é preciso ter agilidade e organização em relação ao controle dos documentos e etapas da negociação!

Com esses cuidados em mente, confira as 7 principais maneiras de evitar problemas no desembaraço da mercadoria: 

1 Classifique os itens com precisão

É através da Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM) que são calculados impostos e aplicados eventuais contingenciamentos sobre determinadas mercadorias, respeitando normas administrativas e acordos internacionais. 

Por conta disso, é imprescindível que todas as mercadorias sejam devidamente enquadradas com o NCM correspondente, já que isso pode afetar diretamente o bom andamento de todo o processo de importação

É o NCM que facilita o acesso às informações relativas aos itens por todos os agentes fiscais envolvidos, já que o código classifica cada produto com base em suas características e sua natureza mercadológica. 

Qualquer produto importado deve receber o código e, caso seu enquadramento seja equivocado, toda a carga será parada na alfandega e receberá multas capazes de comprometer todos os custos finais da logística.

2 Preencha a Declaração de Importação corretamente

Caso a Declaração de Importação não seja preenchida corretamente, a importação também sofrerá com retificações capazes de gerar atrasos significativos na liberação da mercadoria e, consequentemente, para todo o processo logístico.

Entre os principais que precisam constar na DI, tenha atenção especial ao Incoterm correto, número da presença de carga, Fatura Comercial com a assinatura do exportador, além do peso bruto correspondente na DI e conhecimento de transporte.

Além disso, devem ser inseridas despesas não incluídas no conhecimento de transporte. A descrição da mercadoria na Declaração de Importação deve ser compatível com a LI e a Fatura Comercial. 

Caso o produto importado seja maquinário, deve ser incluso o modelo e o número de série do item. Além disso, se houver o recolhimento de alguma multa, ela deverá ser incluída nos dados complementares da DI. 

3 Tenha um compliance efetivo

Compliance, na área do comércio exterior, é um termo que diz respeito à devida verificação e atenção relacionadas às normas e legislações válidas para todos os processos de importação e exportação pretendidos. 

Manter um compliance efetivo quer dizer verificar em cada etapa se a mercadoria está autorizada pelos órgãos competentes, se a documentação exigida está em dia, se os selos necessários foram aplicados, se as exigências sanitárias são atendidas, etc. 

Cada tipo de produto, bem como, cada país de origem, conta com padrões de autorização diferentes, por isso é necessário que o controle das etapas seja minucioso, para que nenhuma documentação falte ou conste de maneira equivocada. 

Ao praticar o compliance com eficiência, a carga jamais retornará à origem ou ficará parada por conta de problemas documentais, que podem acarretar em sérios prejuízos. 

4 Acompanhe o Siscomex

Mantenha sempre o sistema Siscomex instalado em sua empresa, mesmo que você não seja o responsável pela realização direta do processo de importação. 

Através desse recurso, é possível acompanhar o desempenho do seu representante logístico e o cumprimento dos prazos, evitando atrasos com a possibilidade de intervir caso seja detectada alguma inconformidade. 

5 Mantenha um bom sistema de gerenciamento

Ao gerenciar os processos de importação por meio de sistemas informatizados específicos para essa finalidade, é possível garantir uma comunicação mais efetiva entre os envolvidos, mais produtividade e um melhor compliance!

A possibilidade de acompanhar todos os processos que envolvem a importação faz com que as etapas sejam cumpridas com mais segurança e que os gestores tenham uma visão mais precisa e global sobre as negociações internacionais realizadas. 

Sem um bom sistema de gestão, podem ocorrer falhas de comunicação, menor controle dos prazos de importação, além de problemas no planejamento e execução dos serviços logísticos. 

Mesmo quando a importação é terceirizada, é importante que esse tipo de acompanhamento seja feito pelos gestores do negócio. Por isso, é importante exigir que a empresa contratada disponha de um software para essa finalidade. 

6 Realize a conferência física dos itens importados

Mesmo que um bom sistema de gerenciamento seja capaz de alinhar todas as demandas da importação, ainda é imprescindível que os gestores realizem a conferência física das cargas para garantir que não exista nenhum problema.

Acompanhar a conferência dos itens no recinto alfandegado é fundamental para garantir que a negociação foi cumprida dentro dos parâmetros desejados, para sanar pontualmente eventuais discrepâncias e evitar que a carga retorne ao destino. 

7 Contrate um bom agente de carga

As empresas que desejam atuar com importações no Brasil precisam ter em mente que toda a burocracia, regulamentos e normas que envolvem esse tipo de processo são extremamente complexas e têm detalhes que podem passar despercebidos. 

Mais que facilitar a logística, as empresas que contratam um bom agente de carga agregam mais segurança, já que a expertise desse tipo de profissional garante que nenhuma questão legal ou operacional seja negligenciada. 

É esse tipo de profissional que regulariza o desembaraço da mercadoria, a enquadra em seus devidos regimes e classificações e comunica as informações exigidas pelos órgãos competentes. 

Um bom operador logístico conhece as peculiaridades de cada item e do seu mercado de procedência, agilizando os procedimentos necessários para a importação, prevendo possíveis problemas e antecipando suas respectivas soluções. 

Por meio do agente de carga, todo o processo se torna mais ágil, tranquilo e seguro, fazendo com que os itens cheguem ao destino sem custos extras e no menor período possível!

Você adota esses cuidados em sua logística para realizar o desembaraço da mercadoria? 

Se você quer efetuar a logística da sua carga com segurança e qualidade, entre em contato e solicite uma cotação sem compromisso!Solicite uma cotação

Importação da China: confira 7 dicas para fazer esse processo da forma correta!

Importação da China: confira 7 dicas para fazer esse processo da forma correta!

Trabalhar com importação da China pode ser uma excelente oportunidade para satisfazer as crescentes demandas dos consumidores brasileiros.

Com preços altamente competitivos e um excelente padrão de qualidade, os itens provenientes do mercado chinês são cada vez mais populares no cenário nacional.

Para ter sucesso nesse tipo de transação, porém, é preciso ter em mente que, assim como em outros países, a China possui peculiaridades e aspectos únicos em suas transações.

A seguir, confira 7 dicas importantes para trabalhar com importação da China com segurança, qualidade e em pleno alinhamento às principais exigências dos órgãos legais!

1 Encontre um despachante aduaneiro para realizar a sua importação da china

Para efetuar qualquer importação da China, é necessário buscar por um despachante aduaneiro.

Esse é o profissional responsável por lhe prestar auxílio em todas as fazes da transação, que conta com habilitação para realizar uma série de funções, como calcular os impostos, liberar e nacionalizar a carga, entre outras.

Além de ser um importante aliado para o sucesso de suas negociações, a lei brasileira obriga que um despachante aduaneiro esteja envolvido em qualquer transação internacional.

Segundo o site da Receita Federal, para que o profissional atue como representante de uma empresa, é necessário que ele seja credenciado no Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex).

É o responsável legal pela pessoa jurídica que realiza o credenciamento, que por sua vez também deverá ter garantido a sua habilitação para o Siscomex.

Já pessoas físicas, tanto para habilitação no Siscomex quanto para bagagens desacompanhadas, é necessário cadastrar seu representante sob solicitação à Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB).

2 Confira se os produtos contam com exigências específicas

Tenha em mente que as normas de certificação chinesa em algumas situações podem ser diferentes das brasileiras.

Sendo assim, algumas categorias de produtos exigem certificações especiais para que sejam homologados no Brasil após a importação da China.

Para garantir que todas as exigências legais sejam atendidas com precisão, você e seu despachante aduaneiro precisam verificar esse tipo de condição.

Entre os principais órgãos que devem ser consultados antes da importação, estão o Ministério do Trabalho, a Anvisa, o Inmetro, entre outros específicos.

Segundo matéria do portal ChinaGate, alguns fornecedores podem afirmar que seus produtos são certificados em território brasileiro, mesmo que não sejam.

Por isso, é sempre importante conferir a necessidade e a validade das certificações que, eventualmente, possam ser solicitadas.

3 Consulte o NCM

Para garantir o correto licenciamento do produto que será importado, é preciso consultar os dados presentes na Nomeclatura Comum do Mercosul (NCM).

É através dela que algumas exigências citadas no item anterior podem ser verificadas, bem como, as contribuições aplicáveis e as alíquotas de impostos aplicáveis a cada produto.

Para descobrir o código NCM de determinado item, é preciso consultar o NCM-Online do sistema Classif do Portal Único do Comércio Exterior (Pucomex).

A consulta pode ser feita pela navegação na árvore do NCM, por pesquisa de código ou palavras.

4 Faça uma pesquisa sobre as capacidades e competências dos fabricantes

4 Faça uma pesquisa sobre as capacidades e competências dos fabricantes

Como em qualquer negociação, para ter sucesso na importação da China, é necessário saber exatamente quais são as características e capacidades dos fabricantes escolhidos.

O primeiro passo é solicitar toda a documentação da indústria em questão, conferindo se ela atende às exigências previstas pela legislação para a produção do item que você irá adquirir.

Por meio de um representante, ou mesmo de uma visita ao local, verifique a capacidade de produção e as condições físicas do fabricante, para certificar-se de que ele será capaz de atender às demandas pretendidas.

Na China não existem órgãos para análise financeira, como é o caso do Serasa e do SPC no Brasil, por isso é preciso buscar por fontes alternativas para conhecer a situação de seus parceiros, seja através de recomendações, pesquisas, entre outras.

5 Estude os valores de seguro e frete

Após definir o seu despachante aduaneiro, as condições para a regularização do produto e escolher o fornecedor ideal para as suas necessidades, é hora de realizar a cotação do frete, que influenciará diretamente em seu preço final.

Esse valor pode ser levantado com o seu agente de carga ou diretamente com a empresa responsável pelo transporte, assim como o seguro, que pode ser cotado com o agente ou diretamente com a seguradora.

O seguro, inclusive, é indispensável para que a sua importação da China não sofra prejuízos por conta de eventuais imprevistos, por isso nunca abra mão dele!

6 Só feche o negócio com a PI adequada

Conhecida no mercado internacional como Proforma Invoice (PI), a fatura de pagamento é o documento que deve ser solicitado ao fabricante depois que as condições do negócio já estiverem estabelecidas e ele estiver pronto para ser fechado.

Antes de realizar o seu pagamento, é imprescindível verificar se o fornecedor enviou todos os documentos solicitados.

Recuse a documentação caso ela esteja em caracteres chineses. É preciso que as informações estejam disponíveis em inglês.

É também papel do despachante aduaneiro conferir se os documentos estão alinhados às leis brasileiras, já que isso é necessário para emitir o Commercial Invoice (CI), que consiste na Fatura Comercial feita nos padrões do mercado exterior.

7 Conte com o apoio de um operador logístico especializado em importações

Para garantir sucesso na sua importação da China, ou em qualquer operação logística, nada é mais importante do que contar com o apoio de quem tem ampla experiência e qualificação no assunto!

Investir em um parceiro na área para cuidar de suas operações garante muito mais segurança para os negócios e aumenta o seu custo-benefício. Isso porque, as melhores condições estarão disponíveis junto a fornecedores e transportadoras.

No mercado desde 1994, a DC Logistics Brasil se destaca no gerenciamento logístico do transporte internacional, oferecendo um serviço global, com follow-up proativo, flexibilidade às necessidades dos clientes e ferramentas online de acompanhamento.

Certificada pela Receita Federal como Operadora Econômica Autorizada, agrega mais confiabilidade, segurança e eficiência para as operações dos clientes, oferecendo um trabalho de excelência e credibilidade.

Se ficou com alguma dúvida sobre o assunto, entre em contato conosco! Agora, se você quer ter segurança e eficácia na sua importação da China, clique abaixo e solicite uma cotação de frete sem compromisso!

Solicite uma cotação

Você sabe a diferença entre a logística inbound e outbound?

Você sabe a diferença entre a logística inbound e outbound?

Saber lidar de maneira eficaz com a cadeia de suprimentos e todas as questões que envolvem o fluxo dela é um dos desafios diários dos gestores e diretores logísticos.

Isso porque, todos os processos dependem da sincronia e fluidez das etapas para que os insumos e matérias-primas cheguem ao seu negócio.

Não só no setor logístico, mas nos demais departamentos de uma empresa, é necessário adotar algumas práticas e estratégias para que essa agilidade entre as etapas ocorra dentro do planejado.

Nesse sentido, você já ouviu falar na logística inbound e outbound? Sabe o que elas são e como podem contribuir para as operações logísticas do seu negócio? Neste conteúdo iremos falar das diferenças entre elas, bem como, seus benefícios!

O que é a logística inbound?

Para tornar claro o conceito de logística inbound, vamos lembrar dos agentes envolvidos no processo, que são: fornecedor, fabricante e consumidor final.

A logística inbound compreende toda a parte de logística do fornecedor até o seu negócio, abrangendo todas as etapas inclusas no fornecimento de matéria-prima. Ela é responsável por controlar a entrada de insumos, bens e serviços na sua empresa.

Nesse sentido, todas as ações realizadas que dizem respeito ao transporte, armazenamento e entrega de materiais para a produção ficam sob a responsabilidade desse tipo de logística.

Faz parte das atividades desenvolvidas dentro dela:

  • Pesquisa e gestão de fornecedores
  • Estocagem
  • Retorno das embalagens
  • Administração de dados do setor de compras
  • Auditoria de qualidade
  • Controle para que o estoque atenda as demandas de produção
  • Recebimento e verificação das matérias-primas e insumos
  • Transporte do fornecedor até a empresa.

Qual a importância dela?

Qual a importância da logística inbound?

Já falamos em outros conteúdos do blog sobre a relevância de uma logística eficiente no mercado. Ela tem ganhado mais espaço, já sendo vista como um diferencial competitivo.

Sendo assim, se torna cada dia mais imprescindível que este setor esteja alinhado com os demais e que exista um fluxo logístico consistente. Ou seja, os insumos e produtos precisam chegar ao seu negócio dentro do tempo adequado!

Isso porque, uma produção contínua e organizada depende da matéria-prima. Para que isso seja mantido dentro dos prazos, é essencial que a sua empresa estabeleça uma parceria com os fornecedores para que eles sempre atendam suas demandas dentro das datas.

O fator prazo é essencial não só para que a produção seja constante, mas para que o produto chegue no consumidor final também dentro da data esperada. Com um controle mais eficaz nesse aspecto é possível ter uma previsibilidade de prazos maior e a ocorrência de atrasos é reduzida.

Outro aspecto ainda que reforça a importância de utilizar essa logística no seu negócio está relacionada ao maior controle que gestores terão desde a saída da mercadoria no fornecedor até a entrega na empresa.

Benefícios da Logística Inbound

  • Estabelecer parcerias bem-sucedidas com fornecedores
  • Melhorar processos de recebimento e armazenamento de cargas
  • Giro de estoque mais eficiente
  • Reforça a segurança e reduz índices de perdas e avarias nos armazéns
  • Otimizar o transporte nos centros de produção
  • Diferencial competitivo valioso
  • Redução dos custos operacionais
  • Aprimorar o gerenciamento do fluxo de informações com os fornecedores.

Logística outbound

Na logística outbound é dado continuidade no fluxo fornecedor, fabricante e consumidor final. Ela envolve todas as etapas para que o seu produto chegue até o cliente, ou seja, as atividades logísticas relacionadas a pós-produção.

Basicamente ela fica responsável por todas as ações para que a mercadoria saia da sua empresa e chegue ao cliente – de preferência dentro do prazo.

Faz parte das atividades desenvolvidas dentro deste tipo de logística:

  • Planejamento de rotas otimizadas
  • Embalagem
  • Endereçamento
  • Emissão de documentos e notas fiscais
  • Logística reversa
  • Distribuição e movimentação de cargas
  • Realocação de produtos para os centros de distribuição
  • Rastreamento das mercadorias
  • Contratação de transportadoras ou operadores logísticos.

Qual a relevância dela?

Qual a relevância da logística outbound?

Assim como falamos sobre a relevância da logística inbound, não poderíamos deixar de falar da outbound.

Com o produto pronto para ser encaminhado para os centros de distribuição ou até mesmo para serem entregues diretamente ao cliente, é preciso que desta etapa em diante tudo ocorra conforme o planejado.

Um dos pontos que reforçam a necessidade de trabalhar essa logística na sua empresa é que, como já pontuamos acima, a entrega imediata ou com grande agilidade muitas vezes é fator decisivo para o cliente optar pelo produto da sua empresa ao invés da concorrência.

Assim como a logística inbound deve ser impecável, com a outbound não pode ser diferente. Ambas fazem parte de um grande processo que demanda atenção e eficácia em todas as etapas.

Nesse sentido, podemos dizer que uma complementa a outra, sendo que a logística como um todo precisa ser bem estruturada para que, na ponta do processo, o cliente tenha sempre à disposição os produtos do seu negócio.

Benefícios da logística outbound

  • Obter maior giro de estoque – o que evitar o excesso e falta de produtos
  • Melhorar a qualidade das remessas e atendimento ao cliente
  • Reduzir prazos de entrega
  • Fidelizar clientes
  • Controlar com maior eficácia a logística até o consumidor.

E então?

Você viu que falamos sobre o que é a logística inbound e outbound, sua relevância e benefícios. Poderíamos dizer que ao aderir apenas a uma delas seria suficiente, contudo, a logística se torna mais eficaz se for trabalhada de forma integral.

Isso tendo um planejamento logístico e estratégias para cada etapa, que vai desde o fornecedor de matéria-prima até a entrega do produto no seu cliente.

Na logística inbound e outbound é primordial que você faça uma análise e verifique se existe a necessidade de contar com parceiros para efetuar o transporte.

Se notar que essa terceirização é viável, opte por operadores logísticos que busquem entender as demandas do seu negócio e que tenham solidez no mercado.

Parcerias como essas podem fazer toda a diferença em grande parte das etapas. Tanto no início como no final do processo, um agente de carga pode contribuir para maior agilidade e qualidade no transporte de matéria-prima e mercadorias da sua empresa.

Você já sabia sobre a relevância da logística inbound e outbound para o seu negócio? Se ficou com alguma dúvida sobre o assunto ou quer saber como podemos contribuir com essas questões, clique abaixo e solicite um orçamento sem compromisso!

Solicite uma cotação

 

Saiba o que é a logística integrada e como ela pode beneficiar seu negócio!

Para garantir sucesso frente à concorrência e otimizar seus processos internos, as empresas têm investido em soluções gerenciais cada vez mais amplas, robustas e inteligentes, como é o caso da logística integrada.

O conceito, que visa abranger as diferentes áreas de um mesmo negócio para que as demandas dos seus fluxos sejam atendidas em tempo real, pode ser decisivo para os seus ganhos financeiros e para o bom andamento de suas operações.

Descubra, a seguir, o que significa logística integrada e como ela é aplicada no cotidiano das organizações. E ainda, quais os seus principais benefícios e a melhor escolha na hora de contratar uma empresa especializada nesse tipo de serviço!

Entenda o que é logística integrada

Para entender o conceito de logística integrada, primeiro precisamos considerar todas demandas e atividades que estão inclusas na cadeia de suprimentos de uma empresa.

Geralmente, quando falamos sobre os processos logísticos de uma organização, as primeiras funções que vem à mente são aquelas ligadas aos transportes e ao gerenciamento dos estoques, por exemplo.

Nesse sentido, porém, não podemos ignorar questões como o processo de compras, o desempenho da produção e o relacionamento com os fornecedores. E ainda, todas as etapas de transporte e armazenamento, tanto para dentro, quanto para fora da empresa.

O conjunto dos processos e diferentes áreas de uma mesma empresa influenciam diretamente o seu desempenho logístico. Desta forma, a ideia de uma maior integração surgiu para promover mais interatividade e estimular a união entre os setores!

Em poucas palavras, pode-se dizer que a logística integrada considera toda a cadeia de suprimentos, estabelecendo estratégias para que ela seja a mais eficiente possível.

Mais do que o fluxo dos próprios processos internos, essa atividade também lida com o gerenciamento dos dados obtidos e compartilhados em toda a cadeia.

Mesmo que a noção de logística integrada seja relativamente simples, a compreensão se torna mais fácil quando aplicada na prática! Descubra como isso ocorre no próximo item.

Saiba como ela é desenvolvida nas empresas

Logística integrada saiba como ela é desenvolvida nas empresas

O ponto mais relevante para que a logística integrada seja bem desenvolvida dentro das organizações é a criação de um canal de comunicação amplo, ágil e eficiente entre as partes interessadas.

As demandas e as informações precisam ser compartilhadas constantemente. Isso com o intuito de que profissionais de venda, responsáveis pelo estoque e fornecedores possam atuar de maneira imediata.

Para se ter uma ideia de como essa cadeia funciona, imagine todos os setores de um negócio: para que os vendedores possam fechar novas vendas sem problemas com prazos ou faltas de produtos, eles precisam saber exatamente como está o estoque.

No mesmo sentido, os responsáveis pelo estoque precisam informar exatamente como estão os níveis de itens armazenados ao setor de compras, para que novos produtos sejam adquiridos nas quantidades exatas para a demanda.

Na ponta final dessa cadeia, os próprios fornecedores devem ter acesso imediato a essas informações para que possam encaminhar novos carregamentos ao estoque da empresa e se planejar para os novos pedidos.

Aplicando essa lógica à realidade das empresas, é possível dizer que o trunfo de uma boa logística integrada é garantir que os dados sejam compartilhados em tempo real. Isso permite que a tomada de decisões seja mais rápida e menos passível de erros!

Conheça os principais benefícios

Ao compreender como a logística integrada é aplicada em uma empresa, seus principais benefícios se tornam claros aos gestores.

Entre os mais marcantes deles, podemos destacar:

  • Garantia de mais agilidade nos processos internos
  • Diminuição do tempo ocioso
  • Melhoria na tomada de decisões e menor incidência de erros
  • Etapas logísticas mais previsíveis e de adaptação mais fácil
  • Menor incidência de divergência de dados
  • Agilidade, segurança e eficiência que agregam mais competitividade
  • Aumento da performance dos centros de distribuição
  • Melhor capacidade de planejamento e rendimento das atividades
  • Diminuição da complexidade dos processos gerenciais
  • Maior controle sobre informações internas
  • Apoio à tomada de decisões, que se torna muito mais assertiva
  • Visão única e integrada de todos os processos e desafios logísticos da empresa.

Entretanto, vale lembrar que as vantagens só aparecerão caso a gestão da logística integrada seja realmente eficiente.

Para que isso seja possível, é preciso contar com o auxílio de um agente de carga que tenha a devida qualificação e experiência na área e que possa contribuir em certas etapas das operações logísticas do seu negócio.

Descubra como obter as melhores soluções em logística integrada

Referência no mercado logístico, nós da DC Logistics Brasil oferecemos as melhores soluções na área, prezando sempre pelos melhores resultados aos nossos clientes.

Nosso time de profissionais responsáveis pelo serviço é experiente e altamente qualificado. Nesse sentido, está apto para gerenciar, transportar, armazenar e distribuir a sua carga de forma eficiente e segura.

Em todos os processos são aplicadas tecnologias adequadas e de última geração. Isso para que cada processo seja tratado como uma unidade de negócios única e integrada!

Com foco na melhoria contínua, nós atendemos às novas exigências de armazenagem e de cumprimento da cadeia de transporte. Desta forma, garantimos o melhor padrão de desempenho aos nossos parceiros.

Se você ficou com alguma dúvida sobre o tema, entre em contato conosco! Se desejar, clique abaixo, solicite uma cotação de frete e saiba como podemos contribuir na logística integrada da sua empresa!

Solicite uma cotação

Diferença entre agente de carga e despachante aduaneiro

Você sabe a diferença entre despachante aduaneiro e agente de carga?

Quando se fala em importação ou exportação é fundamental que você entenda as diferenças entre o despachante aduaneiro e o agente de carga. Isso porque, ambos desempenham funções importantes no processo logístico, principalmente no mercado exterior.

Existem muitas pessoas que lidam com questões relacionadas a logística da empresa, mas não sabem as funções que cabem a cada um desses profissionais.

Por isso, vamos apresentar suas diferenças e funções quanto as operações logísticas. Assim você saberá quando poderá contratar cada um deles, de acordo com a necessidade e demanda do seu negócio. Continue a leitura!

Despachante aduaneiro

O despachante aduaneiro é um prestador de serviços que recebe poderes – através de uma procuração ou contrato – para atuar em nome do cliente – importador ou exportador – no processo de desembaraço da mercadoria.

Ele irá atuar como representante do cliente frente a diversos órgãos que se fazem presentes durante a operação logística como a RFB, ANVISA, MAPA, Autoridade Portuária, INFRAERO, IBAMA e INMETRO. E ainda, bancos, portos e empresas de logística, dentre outros.

Para que se torne ainda mais claro o entendimento sobre quem é o despachante aduaneiro, acreditamos ser relevante apresentarmos também o conceito de despacho aduaneiro e desembaraço aduaneiro.

Uma das principais atividades que cabem ao despachante aduaneiro é a elaboração ou auxílio ao importador ou exportador na elaboração da DI (Declaração de Importação) e o registro dela no Siscomex.

Dentro da formulação da DI, o despachante aduaneiro pode ajudar a empresa a definir a destinação correta das mercadorias, bem como, qual o regime tributário mais adequado para determinada operação.

Entendido isso, o despacho aduaneiro é o processo que tem como objetivo verificar se todas as informações declaradas com relação à carga e a documentação são verdadeiras.

Ao elaborar esta declaração juntamente com o cliente e registrá-la, ela é apresentada à Receita Federal. Caso as informações sejam verídicas, a saída ou entrega das mercadorias são autorizadas e é neste momento que acontece o desembaraço aduaneiro.

Ou seja, quando a Receita Federal libera um produto importado após fazer a verificação dos dados contidos na DI (Declaração de Importação).

Agente de carga

Agente de carga

O agente de carga é um prestador de serviços logísticos que desenvolve soluções personalizadas para os usuários do transporte de carga em qualquer modal (aéreo, marítimo ou terrestre).

Enquanto ele é responsável pelo conhecimento de embarque e, caso seja do seu interesse, por atuar como intermediário na emissão ou subcontratação de empresa terceira para emissão de licença de exportação ou outros documentos, o despachante aduaneiro vai representá-lo frente aos órgãos que realizam o desembaraço da mercadoria.

Algumas funções do despachante aduaneiro

  • Providencia licenças e documentações de exportação e importação em todas as etapas
  • É responsável pelo controle fiscal, tributário e contábil da operação
  • Representa pessoas físicas no desembaraço da carga
  • Efetua o registro de operações no Siscomex
  • Prepara e assina documentos que servem de base para o despacho aduaneiro
  • Realiza a conferência de mercadorias
  • Efetua a administração de questões fiscais, logísticas, cambiais e aduaneiras
  • É interlocutor entre exportador e importador
  • Providencia pagamento de impostos
  • Indica o regime tributário ao qual está submetida a carga
  • Firma termos de responsabilidade
  • Realiza o recebimento das mercadorias desembaraçadas
  • Efetua solicitação e acompanhamento de vistoria aduaneira.

Algumas funções do agente de carga

  • Realiza estudo logístico do processo
  • Analisa os modais e define qual é a melhor opção para o transporte da sua carga
  • Define os melhores fornecedores para um ou mais modais escolhidos
  • Emite o conhecimento de embarque
  • Acompanha a movimentação da mercadoria
  • Negocia e contrata o seguro para sua carga levando em consideração suas especificações e necessidades
  • Está apto a resolver imprevistos relacionados ao transporte
  • Efetua a consolidação e desconsolidação de mercadorias
  • Melhora a negociação com fornecedores como um todo, sem prejudicar a segurança e qualidade do transporte.

E então?

Você viu que explicamos quem é o despachante aduaneiro e quem é o agente de carga. E ainda, apresentamos algumas funções que cada qual desempenha no processo logístico.

De uma maneira bem simples, caso você queira passar a responsabilidade de transporte de uma mercadoria para o despachante aduaneiro, ele irá realizar as ações em seu nome.

Já o agente de carga, neste caso, irá tratar de todas as questões do processo com o despachante, sendo responsável principalmente por todos os aspectos que envolvem desde a coleta até a entrega da sua mercadoria no destino.

Você já utiliza os serviços de algum desses profissionais? Conte nos comentários!

Se desejar, clique abaixo, solicite uma cotação de frete e descubra como podemos realizar a logística da sua carga com segurança e qualidade em todo o processo!

Cotação

Prazo de entrega

Prazo de entrega – Como garantir a entrega de matéria-prima no prazo para meu negócio?

Entre tantos fatores que influenciam na decisão de compra do cliente, o prazo de entrega é um dos mais importantes. Mas, trazendo esse fator para os processos internos do seu negócio ele é ainda mais relevante, concorda?

Atrasos na entrega da matéria-prima podem impactar de forma expressiva nas vendas, já que o cliente ao se deparar com um produto ofertado, mas que sua empresa não tem em estoque, pode desistir da compra com muita facilidade.

A questão mais importante é: como garantir que o seu fornecedor de matéria-prima não irá deixá-lo na mão? Como realizar uma gestão de insumos a ponto do estoque se manter estável e controlado para atender o mercado? Continue a leitura!

Prazo de entrega: analise a fonte

Se você quer que imprevistos na entrega dos insumos se tornem mínimos ou quase nulos, é primordial analisar os fornecedores de matéria-prima utilizando critérios.

Buscar por outros clientes que já negociaram com estes que você está examinando é uma das formas mais eficazes de saber a credibilidade e o real trabalho feito por eles.

Questionar se esses fornecedores de matéria-prima contam com insumos sempre disponíveis é um dos pontos importantes nesta verificação. É interessante que você pesquise também na internet e procure por reclamações ou notas ruins em sites. Isso permite uma base a respeito da atuação deles no mercado.

Estabeleça uma relação de confiança com fornecedores de matéria-prima

Contar com fornecedores parceiros e confiáveis nas negociações internacionais pode ser a chave para ter insumos de qualidade e sempre disponíveis para atender a demanda do seu negócio. Ter uma lista deles é indispensável para não atrasar toda a cadeia de produção e entrega do seu produto ao cliente.

Mesmo que um fornecedor já tenha durante muito tempo trabalhado de forma confiável junto ao seu negócio, ele também está passível de erro. Neste sentido, é importante saber que você pode contar com outras opções, também de confiança, para suprir as demandas de produção da sua empresa.

Estabelecer relações de confiança com seus fornecedores de matéria-prima vai lhe garantir uma maior segurança quanto ao abastecimento de insumos e atendimento aos seus clientes.

Comunicação interna precisa ser eficaz

comunicação interna precisa ser eficaz

Setores de logística, compras e vendas do seu negócio, por exemplo, precisam estar conectados. Como mencionamos acima, contar com fornecedores de insumos confiáveis, é um dos pontos relevantes para que a matéria-prima esteja disponível e possa ser entregue dentro do prazo.

Contudo, tão essencial quanto isso, é o pedido destes materiais ser feito com certa antecedência, com base em um controle assertivo do estoque. E ainda, para que a análise do estoque seja real, com volumes específicos, é indispensável que o seu setor de compras mantenha os números das vendas sempre atualizados.

Percebeu que tudo está conectado? Não só estes departamentos, mas todos que irão interferir direta ou indiretamente na entrega do produto ao consumidor final, precisam estar interligados e compartilhando informações da transação internacional em tempo real.

Monitorar entrega da matéria-prima em tempo real

E já que estamos falando de dados serem compartilhados em tempo real, o monitoramento da entrega dos materiais também deve ser.

Isso porque, o acompanhamento contínuo dos suprimentos irá permitir analisar todo o deslocamento, bem como, irá colaborar para uma maior agilidade na resolução de imprevistos com a carga.

Ao ter este controle, a ação para resolver embaraços será mais ágil, o que poderá evitar que o problema se torne ainda maior, por exemplo. A empresa que realiza o transporte da sua matéria-prima oferece esse serviço de monitoramento?

Terceirizar a logística

Terceirizar a logística

No início do conteúdo falamos a respeito do quanto o prazo de entrega é um fator que pesa positivamente ou negativamente na opinião do cliente em relação ao seu negócio. Da mesma forma que ele impacta em toda a sua cadeia produtiva se a matéria-prima também não chega dentro do tempo estabelecido, certo?

Do início ao fim deste processo, a terceirização logística pode proporcionar uma gestão mais otimizada, segura e de qualidade para todas as questões que envolvem o transporte internacional de materiais. Principalmente no gerenciamento do transporte junto aos fornecedores de matéria-prima.

Mas, o que muda entre você realizar toda a administração internamente ou contratar um agente de carga como a DC Logistics Brasil, por exemplo? Se você optar por gerenciar sozinho, além de precisar administrar outras atividades que cabem a sua função, essas etapas irão exigir muito tempo, comprometendo sua capacidade de atuação nas demais atividades.

Ao contar com um agente de carga, você estará operacionalizando a logística da empresa com um profissional capacitado, que utiliza tecnologia para oferecer maior assertividade nas etapas. E ainda, que conta com parceiros de confiança para realizar a armazenagem e transporte, tanto da matéria-prima quanto do produto em toda esta operação internacional.

Se o fornecedor de matéria-prima a ter em estoque, com o auxílio do agente de carga o transporte será dentro do prazo, com total monitoramento e qualidade.

E então?

Você viu que falamos sobre alguns aspectos que contribuem para que a entrega de matéria-prima seja realizada dentro do prazo ao seu negócio. Analisar e estabelecer uma relação de confiança com os fornecedores de matéria-prima são pontos importantes.

E ainda, efetuar uma comunicação interna eficaz, monitorar o deslocamento da mercadoria e contar com o auxílio de um agente de carga são outros itens essenciais.

Como já mencionamos no conteúdo, ser assertivo quanto a entrega do produto ao cliente, é um dos pontos primordiais para que você consiga fidelizá-lo.

Contar com um agente de carga que tenha acessos seguros e assertivos no mercado internacional e que facilite uma cadeia de entrega ativa, irá proporcionar maior agilidade na sua produção e atendimento da demanda do mercado!

Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Entre em contato conosco! Se precisar, solicite um orçamento sem compromisso e saiba como podemos tornar a logística da sua matéria-prima e produto mais otimizada e ágil!

Cotação de exportação

Transporte de mercadoria – como escolher um bom agente de carga

A partir do momento que sua empresa se vê com uma demanda muito grande de transporte das mercadorias, é importante que você busque uma solução junto a um agente de carga.

Muitos negócios optam por estruturar um departamento interno para realizar as operações com o comércio exterior e isso é viável em alguns casos.

Contudo, devido ao fluxo de logística e as mudanças nas leis, normas e documentações de transporte, contar com um agente pode ser a opção ideal.

Ele lida diretamente com todas as questões relacionadas ao processo logístico e, devido ao volume de movimentações, a busca por conhecimento e atualização é constante e obrigatória!

Nesse sentido, hoje queremos te ajudar na escolha do agente de carga. Vamos pontuar alguns aspectos que você pode analisar quanto a escolha do operador logístico ao seu negócio!

Preço

Este sempre foi considerado um dos principais fatores avaliados pelos empresários na hora de contratar um agente de carga. O menor custo sempre pesa muito já que está diretamente ligado ao financeiro do negócio.

Se o fluxo de mercadorias a serem transportadas é muito grande, a logística pode impactar muito no bolso da empresa. Contudo, essa economia aparente pode custar caro em um futuro não muito distante. O transporte da mercadoria sem os devidos cuidados, sem a documentação obrigatória, podem trazer problemas ao seu negócio.

Nesse sentido, é importante realizar alguns orçamentos. E ainda, comparar esta oferta mais barata a fim de verificar se o mercado pratica valores semelhantes.

Se o custo está muito abaixo dos demais agentes de carga, desconfie. Em alguma parte do processo de logística este agente poderá apresentar problemas no transporte da sua carga.

Qualidade do serviço

Qualidade do agente de carga

O transporte de mercadoria é considerado um serviço e deve ser analisado a qualidade dele também. O agente de carga avalia sua mercadoria e com base em alguns critérios estipula qual o modal mais adequado ao transporte?

Além disso, dependendo do produto a ser transportado – produtos perigosos, carga líquida – quais são os diferenciais que ele apresenta para trazer mais segurança na logística desses produtos? Ele sabe todas as questões que devem estar em dia para ter permissão de transportar um produto inflamável para fora do país, por exemplo?

E ainda, o agente de carga possui tecnologia capaz de acompanhar o transporte da carga até o destino? Quais processos e ações ele utiliza para assegurar que a mercadoria chegará no seu cliente exatamente como estava antes de ser enviada e dentro do prazo estabelecido?

Esses são alguns pontos que devem ser analisados e que, de certa forma, irão contribuir para que você tenha mais segurança quanto a escolha do agente de carga.

Atendimento/Comunicação

O agente de carga pode fornecer o transporte mais seguro e eficiente. Mas, se o atendimento não for eficaz e você tiver dificuldades para entender mais sobre a logística e onde está sua mercadoria, então algo não está totalmente certo.

Quais canais de comunicação o agente oferece? Existe um canal que permite comunicação imediata? Se ocorrer algum imprevisto, qual o tempo médio para te dar um retorno?

Dúvidas e questionamentos sobre o processo são sanadas com facilidade ou é difícil entrar em contato com o operador logístico? Você consegue acompanhar sua mercadoria ou a última notícia que você teve dela foi 24 horas atrás?

Quanto mais comunicação e transparência existir entre o agente de carga e você, mais assertivo será todo o processo – desde a cotação até a chegada da mercadoria no destino.

Ao estar acessível e disponibilizar informações e etapas que estão acontecendo quase que em tempo real, o agente passa mais confiança e credibilidade, concorda?

Confiança

Confiança

E já que estamos falando sobre confiança, este é um dos fatores mais importantes a quem necessita transportar um produto, seja para o estado vizinho ou para a China.

Como já sabemos, principalmente no mundo dos negócios, a confiança é algo que se conquista com o tempo. Isso quer dizer que você não tem como saber se o agente de carga é confiável ou não antes de realizar algum serviço com ele?

Não exatamente. Existem algumas formas de você verificar o quanto de confiança ele transmite analisando o mercado. Verifique quais clientes ele atendeu e peça um feedback. Essa é uma forma antiga, mas muito eficiente de obter informações sobre algum negócio.

Quantos anos a empresa existe no mercado? As cláusulas do contrato são claras? Quais certificações ele possui? Todos esses pontos podem contribuir para sua análise em relação a confiança.

Tempo de entrega

Com as negociações sendo feitas cada vez de forma mais rápida, o transporte não pode ficar para trás. Quando analisamos os modais, por exemplo, o transporte aéreo até então é o mais ágil, seguido pelo transporte terrestre e depois pelo naval.

Claro, existem muitos fatores que precisam ser analisados como o produto a ser transportado, destino, condições climáticas e de infraestrutura, para que eles sejam ágeis na ordem que comentamos acima.

A agilidade na entrega também tem se tornado um dos pontos importantes na escolha do agente de carga. Isso porque, assim como negócios podem ser firmados, negócios podem ser desfeitos.

Seja para o lançamento de um produto, inauguração de uma loja ou fabricação de um produto, por exemplo, existem cargas que definitivamente não podem chegar depois.

Esse comprometimento por parte do agente é indispensável. Existem imprevistos, mas cabe ao operador logístico contar com parceiros e modais de qualidade que possam assegurar a entrega dentro da data prevista.

Segurança

Segurança no transporte

Pode ser uma carga pequena de eletrônicos ou um carregamento inteiro de produto inflamável. Não importa qual a mercadoria, a segurança deve prevalecer em todo e qualquer transporte.

Então, é fundamental que você note no agente de carga se ele cumpre todas as normas de segurança. E ainda, se respeita todas as leis que competem ao seu segmento.

Mas, o que avaliar quanto a segurança?

O agente oferece/tem seguro de transporte? Ele obedece aos limites de peso e dimensões de mercadorias que podem ser transportadas em cada modal? Existe uma análise primária para identificar o melhor trajeto para realizar o processo e que assegure as condições do produto? Os meios de transporte estão em boas condições?

Neste ponto também indicamos buscar a opinião de outros clientes para identificar o nível de segurança oferecido pelo agente de carga do início ao fim da operação.

Peça a opinião de outros clientes

Com a internet e redes sociais se tornou muito mais fácil saber a respeito de qualquer empresa do mercado. Pesquise pela empresa de logística nas redes sociais e veja o que aparece. Analise as notas de classificação que ela recebeu na página do Facebook. E, no método mais prático, coloque no Google e veja o que os resultados da busca mostram.

Claro, a negociação de transporte de uma carga valiosa não pode ser baseada apenas em classificações da internet, mas este pode ser o começo da análise.

Ligue para um empresário conhecido ou para um amigo que já contratou os serviços deste agente de carga. Esta é ainda uma das formas mais assertivas de se ter as informações que precisa.

O importante é que ao analisar a atuação do operador logístico, você encontre informações positivas que passem segurança e confiança para optar por ele e não pelo concorrente.

Tecnologia

Para que o agente se carga seja eficiente, ofereça qualidade no transporte, passe segurança e confiança, a tecnologia é importante.

Ele deve contar com opções de rastreamento da mercadoria em todos os modais?

A DC Logistics Brasil, por exemplo, conta com o Tracking System, follow up disponibilizado na internet para acesso em qualquer ponto a qualquer hora. Além de conexão EDI (Electronic Data Interchange) para facilitar a integração de informação e otimizar o fluxo de trabalho da sua empresa.

Experiência com grandes demandas

Experiência com grandes demandas

Não são todos os agentes de cargas que contam com estrutura capaz de atender com qualidade e eficiência grandes demandas. Se você precisa de um, analisar esse aspecto do operador de logística é essencial.

É preciso ter certeza que a empresa conseguirá atendê-lo. Isso tanto no transporte de grandes volumes de produtos quanto na diversidade de operações.

Um agente que atenda diversos segmentos, dos mais variados produtos, se torna uma boa escolha. Isso porque, já conta com uma estrutura de transporte e pessoas capacitadas para atender qualquer tipo de demanda.

Essa diversidade mostra a busca pelo agente de carga em ser um operador completo.

E então?

Você viu que falamos a respeito do que deve analisar para fazer uma escolha mais assertiva do agente de carga.

Preço, qualidade do serviço, atendimento, confiança, tempo de entrega, segurança, opinião de outros clientes, tecnologia e experiência com grandes demandas. Estes foram os que consideramos mais importantes a serem analisados. Alguns são pontos básicos, mas essenciais para que esta parceria ofereça uma logística segura e de qualidade para você.

Cada transporte de mercadoria precisa ser considerado e tratado como único. E como tal, o agente de carga deve mostrar segurança, credibilidade, confiança e qualidade a todo momento. Desde o primeiro contato até a entrega da sua mercadoria no destino.

A escolha do agente pode muitas vezes não ser simples, mas é necessária, concorda?

Nós da DC Logistics Brasil nos preocupamos em atuarmos como um operador de logística completo e temos expertise no transporte das mais variadas cargas, sempre com segurança e qualidade!

Descubra como podemos realizar o transporte da sua mercadoria com tranquilidade e de forma eficaz! Solicite um orçamento sem compromisso abaixo!

Cotação de exportação